quinta-feira, novembro 19, 2015

era sim

Uma coisa que tem me incomodado bastante é o "Fulano não era muçulmano, o islã é uma religião de paz". RYSOCAS. 

"Anders Breivik não era cristão, o cristianismo prega a paz". MAIS RYSOCAS.

Obviamente, pras pessoas religiosas, tanto o corão quanto a bíblia são livros sagrados (em suas respectivas religiões), é difícil para elas a compreensão da ficção, de entender que aquilo é uma narrativa literária, mas mesmo que não seja compreendida como ficção, deveria ser totalizada como uma narrativa. E a narrativa dispõe de várias interpretações. Se você leva a sua religião na paz, isso nada mais é do que uma interpretação que você teve de uma narrativa. A questão é que as interpretações não são únicas.

Quem interpreta violência nos textos citados não é louco, afinal, está tudo ali. Guerra santa, evangelização à força, escravização dos derrotados, subjugação da mulher etc.

"Malafaia não é cristão". Ih, amigo, sinto te informar, mas é sim. Grande parte do que ele e sua bancada pregam está escrito na bíblia. A diferença, claro, é que algumas pessoas dotadas de bom senso sabem que é um texto de 2 mil anos, o mundo muda e devemos acompanhá-lo. Não é razoável pautar a vida com preceitos morais de pessoas de 20 séculos atrás, mas quem o faz é menos cristão? Não, pois está tudo ali.

O fundamentalista tem uma interpretação clara de um texto, para ele, sagrado. Vou até além, se o livro é tido como sagrado, logo, quem segue mais à risca seus preceitos, se torna mais fiel ainda em sua essência religiosa.

Então, amigos, meu ponto é exatamente esse.

O fundamentalista norueguês, sinto muito, mas era cristão sim.

Osama Bin Laden era muçulmano sim.

O tribunal de inquisição que matou milhares de pessoas? Adivinha? Criado por... cristãos.

Os caras que se explodiram em Paris, opa, muçulmanos sim.

O papa bipolar que quando era Bergoglio, na Argentina, fez o maior lobby da América Latina contra o casamento homoafetivo e hoje paga de louco enganando todos falando que não julga ninguém? Não só cristão, como o chefe da igreja católica.

Parem de tirar a religião dessas pessoas. Parem de dizer que só quem prega a paz é o religioso puro. Não é. Enxerguem que os pilares das suas religiões são capazes de gerar diversas interpretações. E não apenas interpretações possivelmente equivocadas, mas passagens claras que só transmitem merda. Faz parte do pacote. A metade podre pode até ser jogada fora, mas é necessário manter a consciência dela ali, não dá para enxergar só a metade boa. Não é honesto. Lidem com isso.

9 comentários :

Anônimo disse...

Se tem uma coisa que eu gosto nos seus textos é como você não tira a culpa das religiões, qualquer que seja, das coisas erradas no mundo atreladas a elas.

Eu sempre me sinto mal quando vejo as pessoas que defendem a todo custo uma religião, qualquer que seja. Um estudo básico da bíblia mostra como esse Deus retratado por ela é na verdade um tirano, como tem coisa errada ali, mas as pessoas ainda são muito apegadas a religião. Conheço pessoas que nem frequentam, mas defendem fervorosamente.

Tem uma coisa que eu li uma vez e faz todo sentido. Não podemos tirar a culpa do agressor. Terroristas são muçulmanos (falo muçulmanos, pois há islâmicos que não tem nenhum ligação com os países árabes, como a Indonésia). São os evangélicos que, hoje em dia , estão com discurso de ódio contra gays, mulheres, etc.
Lógico que não é toda pessoa que é assim, mas os que são fazem parte do grupo.

Sebastião Ribeiro disse...

Apenash arrasa, colega.....

Anônimo disse...

É por textos como esse, pela inteligência e humor na medida certa, que acho o seu blog o melhor da internet. Você é demais, Patrícia! Te adoro <3

Amanda disse...

Sim!!

Mesquita disse...

Arrasou!

Julia disse...

Perfeito!

Anônimo disse...

Mas os terroristas em questão estavam longe de seguir à risca livro sagrado. Segundo relato dos vizinhos bebiam, saíam na noite, fumavam maconha... ou seja, não empregavam nenhum fanatismo religioso na suas rotinas. Os lunáticos do Estado Islâmico exercem um fanatismo que vai muito além da questão da religião...

Anônimo disse...

Sobre a parte do "tribunal da inquisição" ali, você devia se informar melhor antes de sair falando merda como verdade. https://www.youtube.com/watch?v=jGcC8_MCDYk

Patricia C. disse...

HAHHAHAHAHAHA a pessoa cita OLAVO DE CARVALHO como argumento. Meu deus, ia responder esse comentário, mas vou fazer até um post.