segunda-feira, outubro 06, 2014

"os miseráveis do bolsa família"

Nós podemos pensar que a pessoa defende o voto censitário por ser ignorante em uma série de fatores, mas eu acho que é má fé mesmo. Em época de eleição nós conseguimos dar uma boa peneirada nas pessoas. Em quem tem disposição para debater ideias e respeitar voto alheio e em quem destila preconceito em todas as formas.

"Proíba os beneficiários do bolsa família de votar e verás Dilma perder metade dos votos".

Amigo, proibissem o voto de protesto e veríamos uma Marina mais reduzida ainda. Proibissem a classe média de votar e veríamos um Aécio quase sem votos. Mas sabe por quê não há proibições nos votos de determinados grupos? Porque vivemos em uma democracia. E a essência da democracia é todo mundo poder votar. Se você não compreende isso, não dá nem para iniciar um debate.

Sem contar que fica uma coisa elitista, bem cafona mesmo. Porque basicamente quem conclama o voto censitário são os mais abastados. O pobre não pode votar. Afinal, ele é menor na sociedade, nós, os abastados, os que carregam esse país nas costas, não podemos admitir que o voto deles tenha o mesmo peso do nosso. O debate empaca aqui, não dá para ir além com desonestidade intelectual.

Em 2008, todos os bairros de classe média e alta do Rio de Janeiro votaram em Gabeira. Eu votei no Gabeira. O subúrbio votou em Paes. Paes ganhou e aí eu tinha duas opções.

1) Passar vergonha junto com meus amiguinhos do Leblon e pedir a separação da cidade, igual fazem volta e meia com a ideia de voltar o estado da Guanabara.
ou
2) Aceitar o resultado, pois veja só você, vivemos em uma democracia.

Fui de opção 2. Sempre que perco uma eleição, vou de opção 2. Faz parte do jogo, faz parte da vida.

Ter ido de opção 2 me fez fazer uma reflexão mais profunda sobre a discrepância de votos do meu candidato. Acredite, consegui achar uma explicação. E não foi a explicação mais batida (e cafona, one more time) de "o pobre é curral eleitoral, é massa de manobra, nós ricos somos a classe intelectual desse país", porque nós sabemos que a elite do país está longe de ser intelectualizada. A esquerda fracassou nas periferias, não está presente nas áreas mais pobres (a igreja evangélica está, ponto para ela). A esquerda se fechou em guetos, não fala a língua da população (com raríssimas exceções). Os ambientalistas não aceitam diálogo com os produtores rurais e industriários. As alianças são constantemente bombardeadas, mas falta ver que não se governa sem elas. Todos os erros do Gabeira estavam ali. Paes não ganhou porque o subúrbio é burro, Paes ganhou porque o subúrbio escolheu ele como o melhor. A quem perdeu, cabe a resignação e a reflexão desse recado.

Hoje quem vota em Dilma também deve refletir. Sobre o mapa de votação nos estados, minha maior reflexão é o Centro-Oeste sempre votar psdb. Há razão para isso. E as reivindicações dessa população são justas, mas a esquerda não me parece alinhar nisso, batem numa tecla equivocada de ambientalismo x fazendeiros que está longe de ser a verdade. Em contrapartida, os eleitores do Aécio precisam entrar numa reflexão profunda sobre o Norte e o Nordeste, precisam superar o preconceito para entender a votação maciça em Dilma. O Centro-Oeste mandou seu recado. Norte e Nordeste também. Resta saber se PT e PSDB estão aptos a entender a mensagem sem cair no erro "eles são ignorantes, não me entendem".

23 comentários :

Julia disse...

Dados, para quem tem preguiça de ler ou estudar: a populaçao do norte somada ao do nordeste hoje eh de 70 milhoes de pessoas. O numero de pessoas que recebem bolsa familia eh de 13 milhoes de pessoa. No nordeste? NAO, treze milhoes de beneficiarios no brasil TODO. mas nao ne, os votos vao pra dilma por que todo mundo recebe bolsa familia. Um dado chocante pra quem pensa assim: a gente vota na dilma POR QUE QUER, POR QUE ACHA MELHOR, POR QUE ACREDITA NO GOVERNO DELA. BOLSA FAMILIA ATE NUMERICAMENTE COMO MOSTREI ACIMA, EH O DE MENOS. ASS: pernambucana.

Rejane disse...

Tbm votei no Gabeira e sabe que hoje penso que seria uma GRANDE BOSTA tbm? O PV tá cada vez mais parecido com o PSDB nas questões economicas. E uma das poucas coisas ainda boas na politica do Rio é que aqui tucano tem menos vez a cada dia hehe.
Enfim, falta mto na esquerda nessa questão da periferia. O PSOL é um grande exemplo.

Danielle disse...

Passei o dia respondendo comentários preconceituosos no FB... e te falar que fiquei fisicamente cansada, mesmo sem sair do conforto da minha cama. Cansada da ignorância dos meus amigos tão escolarizados. Serão dias longos, será uma luta longa.

Anônimo disse...

Texto digno de está em um Folha de São Paulo da vida. Parabéns pela análise. Abraço

Josei disse...

Eu tenho visto uma coisa ainda mais absurda: pessoas (conhecidos meus) que têm casa do Minha Casa Minha Vida fazendo campanha contra o governo e seus programas sociais!!! Sério, eu não entendo...

Jamile disse...

Tava falando algo sobre isso la no me perfil do feisse. Os eleitores do aécio xingando, dizendo que só pobre e analfabeto vota na Dilma. Eu não sou rica, mas tenho uma vida confortável e não sou analfabeta, voto Dilma, mas E DAÍ se a maioria do eleitorado dela é composto por pessoas mais pobres e com menos instrução? O voto de cada um vale exatamente a mesma coisa...ainda sugeri que já que eles são tão inteligentes, que invetem uma maquina do tempo e retornem ao período do voto censitário.

Jamile disse...

Tava falando algo sobre isso la no me perfil do feisse. Os eleitores do aécio xingando, dizendo que só pobre e analfabeto vota na Dilma. Eu não sou rica, mas tenho uma vida confortável e não sou analfabeta, voto Dilma, mas E DAÍ se a maioria do eleitorado dela é composto por pessoas mais pobres e com menos instrução? O voto de cada um vale exatamente a mesma coisa...ainda sugeri que já que eles são tão inteligentes, que invetem uma maquina do tempo e retornem ao período do voto censitário.

Ana Luísa disse...

Sensacional seu texto, Patrícia. Estou cansada de discurso de ódio para qualquer um dos lados. Acho que todos merecem respeito, quem vota em um e quem vota em outro. Claro que voto para um dos lados, mas será possível que eu seja uma das poucas que entende a razão de quem vota para o outro lado e acha razoável? Só o que ouvi foi gente atirando pedra - de um lado e do outro. Pra mim, atirar pedra contra o voto do outro é atentado contra a democracia.
Vou compartilhar teu texto!
Beijo

Não sou blasê disse...

Lúcida.
:)

Marina disse...

Amiga, como Goiânia te digo uma coisa, e vou até colar aqui, tá? Goiás não desvota em PT só por causa do agronegócio, mas, ainda bem que é porque as medidas de distribuição de Renda começaram aqui. Vou deixar o que escrevi no Face. Dá uma dica, não deixem as pessoas acharem que nosso estado é Caiadista! Gostaria de dar meus parabéns ao povo Goiano, por ter votado AntiDilma. Ninguém precisa de bolsa família, prouni, e afins. Sabe por quê? Porque o governo tucano goiano, criou tudo isso em 1999 e mantém até hoje. Sim, a social democracia já existe por aqui. Queria parabenizar por todos terem sido anti-iris. Para Vanderlan fica minha dica: tente a prefeitura de Goiânia em 2016. Tem meu voto. Agora é ser 45 e manter o Canto da Primavera, o FICA, o TENPO o Niemeyer, a Vila Cultural, a luta pela art decó. Parabéns às mulheres que deram seu voto a Marconi, o primeiro governador a criar a Secretaria das Mulheres, muito antes de Lula, inclusive. Vitória das feministas lindas da esquerda liberal. Parabéns quem deu seu voto para as estradas maravilhosas e sem pedágio. Para o primeiro lugar do Ideb. Para quem construiu a UEG. Para o projeto que criou o Basileu França, reformou o Gustav Ritter, e apoiou nossos bailarinos e atores. Parabéns em quem votou em quem recuperou nossa saúde, construiu hospitais, vai implementar o CREDEQ, e para quem criou o maravilhoso CRER. Parabéns por ser o primeiro governador do Brasil a exigir o respeito ao nome social das pessoas na rede pública. Parabéns pelo apoio a juventude com o projeto Minha Primeira Empresa, e pelo Banco do Povo e pela agência de fomento.Por fim, votemos em Marconi e lutemos por uma melhora na segurança e nos esportes, estes motes, minha principal crítica.
Parabéns agora por quem votou em Delegado Waldir. Mostrou que fazer política sem dinheiro, sem investimento, ouvindo o povo, ainda dá certo. Para quem acha que ele é um policial escroto. Saiba que existe a luta contra a PM fascista de Goiás. E direitos humanos é dar dignidade e ressocialização a presos. E são esses os seus projetos.
Por último, parabéns a quem deu a vitória esmagodara para Mané de Oliveira. Mostra que a sociedade entendeu nossa luta por uma imprensa livre, sem medo de jagunços pago por coroneis para nos calar. A bala que matou Valério Luiz, bateu de volta em 64 mil votos, mostrando que não iremos desistir de lutar por justiça. Existem pessoas sérias na imprensa que nunca receberá dinheiro para defender o indefensável assassinato de um colega de profissão. Essa vitória também é do amigo Valério Luiz.
Por fim meu olhar de reprovação por votarem em Ronaldo Caiado e nos condenarem a ter uma parcela de 1912. Mas as luzes do Senado são menores do que as da Câmara, e o Brasil verá quem é esse escravocrata ruralista! Um beijo ao povo de Cora Coralina, Poteiro, Toniquinho de Jataí, Dom Thomás Balduíno, Honestino Guimarães e Leide das Neves! O poder é de vocês!

Guilherme disse...

Queria tanto conversar com vc no MSN e achar que vc iria me bloquear para a vida novamente (risos).

Sou contra a obrigatoriedade do voto, acredito que é um direito de todos exercê-lo, mas não acredito que deva ser um dever.

A Vanessa postou hoje um texto sobre a candidatura da Luciana Genro, que aponta aos eleitores a necessidade de estudar os planos de governo dos candidatos, algo que eu fiz nas últimas eleições, (lembra da Aspásia?), mas nessas eleições não fiz a fundo por motivos de: não votarei.

O problema é que pouca gente lê, e pouca gente discute a viabilidade do que está escrito ali nos planos de governo. Pouca gente também leu os planos de governo das eleições passadas para ver quantos projetos saíram do papel, e quem ou o que vetou os que não aconteceram.

O que falta no Brasil não são apenas bons candidatos, mas principalmente bons eleitores.

E falta educação política e uma mídia menos sensacionalista e mais analítica.

Sobra gente usando piadas, ironias e hashtags sem nenhuma profundidade, infelizmente.

Van disse...

Parabéns, belíssimo texto.

Acho que você foi tão racional e isso tá faltando muito no discurso. Em todos os discursos, seja quem defende Dilma, Marina ou Aécio.
Não voto Dilma, irei em Aécio, mas não vejo nenhum como santo. Não vejo nenhum partido com o iluminado.

Acredito que o homem que salvou nossa economia foi o Fernando Henrique Cardoso (ele, não o partido dele). E o que me agrada na Aécio é o discurso dele sobre economia.
Também vejo o lado bom do Lula. Manter o tripé econômico e a ampliação dos projetos sociais.Fome Zero, o projeto dele mesmo não se ouve falar.

O que mais me desagrada no PT e por isso não voto neles é a proximidade com países como a Venezuela. Acredito muito na democracia e acredito em pessoas do PT que não pensam igual.

Lorena Rocco disse...

Eu não sei. Ontem fui mesária em uma zona de um bairro "barra pesada" aqui de Aracaju e eu tive vários ataques cardíacos quando via um analfabeto tentando votar. Não porque ele ia "escolher errado", mas porque ele se quer sabia o q significava cada número daquele e onde ele deveria votar, mas respeito esse "direito" que conquistamos. Com aspas porque eu sou terminantemente contra o voto obrigatório

Estou completamente indignada com nossa política e nosso sistema eleitoral, acho falho, acho hipocrita e nenhum candidato parece preencher meus requisitos.

No fim, acho que o que falta a "todas as classes" do Brasil é educação.

:*
www.milalices.com.br

Anônimo disse...

Vende CD Oops i did it again chinês?

Léo disse...

Eu preciso uma explicação de alguém do Rio, Patricia e como vc é daí... de verdade, de coração.
O que faz Bolsonazi ter mais de 400 mil votos, qual o argumento, qual o pensamento das pessoas? é protesto? é pq concorda com as ideias dele? é a "propaganda" do CQC? rs eu estou abismado aqui na Bahia com a quantidade de votos que aquele homem teve e triste, muito triste. Queria entender, de verdade. que muita gente vote em seres como ele, Feliciano ou Pastor Isidoro, uma figura aqui de salvador sei que rola mas no caso desses ultimos tem um fator religioso que explica em parte. Alem disso esse deputado da Bahia o que rola é uma descrença e meio que "voto de protesto" nesse maluco chamado Isidoro.

Quanto a Dilma: entendemos que por mais que neguem a vida melhorou não só para quem recebe bolsa familia, como para grande parte da população, por isso Aecio teve tão poucos votos aqui na Bahia e por mim continuará assim.

Gigi Loop disse...

Texto fenomenal! Falou tudo!

Dona Xuxu disse...

Finalmente uma opinião sensata nesse mundão da internet! Desde que Dilma teve a maioria dos votos daqui do Nordeste, no primeiro turno, estou perplexa com os comentários, principalmente das pessoas da região sul e sudeste, inclusive de separação da região norte/nordeste do restante do país. Aqui na Bahia o Governador que foi eleito é do PT, Rui Costa, e quando o Folha de São Paulo colocou essa notícia os comentários me deram nojo... Chamaram os baianos de burro e outras coisas mais (não vem ao caso agora)! Aqui na Bahia vivemos durante longos anos um coronelismo ferrenho, o qual só quem vive aqui sabe o que acontecia, sermos chamados de ignorantes não faz sentido diante da nossa história! Eu poderia escrever várias coisas aqui, defendendo o meu povo, mas o que eu quero, de fato, é dar parabéns pela opinião!

Pamela disse...

Patrícia, posso casar com seu texto?
Ou andar com ele por aí?!

Sou do sul e escutei cada porcaria, única coisa que posso fazer é pedir desculpas. Não é fácil conviver com povo desinformado, com gente que fala que vai me levar para votar com uma arma no pescoço...

Mas é isso mesmo. Parabéns!!!

Rayssa Gon disse...

então, patricia.

eu só queria discordar de vc em um ponto. quando vc fala q os mais abastados é q conclamam o voto censitário. sendo o voto censitário um retrocesso, um absurdo, claro. eu não vejo as posições conservadoras como um quase monopolio dos ricos.

na verdade, a maior parte das pessoas que eu sei q vão votar em aecio são pessoas de periferia, que se beneficiaram de programas como pro-uni e que votam nele não por uma identificação necessariamente, mas por um odio ao bolsa familia.

hj mesmo, fucei no facebook de uma ex colega de escola - esse é o meu domingo, veja - uma garota q estudou em colégio da prefeitura, q teve relativamente cedo, 18 ou 19, e que é contra 'as pessoas q engravidam pra ter bolsa familia e assim não trabalharem". ou seja.

enfim. adoro seu blog beijo.

Anônimo disse...

EU adoro você sendo famosa e humilde.
Vi há dias e esqueci de vir aqui falar kkkk

http://www.aimorridesungabranca.com/2014/10/parem-as-maquinas-debate-dos.html

Anônimo disse...

leo, o pessoal acredita muito no discurso da segurança publica na base do 'bandido bom é bandido morto'. imagino que ai na bahia nao seja muito diferente. dai os votos em bolsonaro... outra coisa é o crescimento dos setores evangelicos no rio, cada dia mais fortes.

por outro lado, o rio em geral abomina o psdb, partido de paulista, do grande empresariado, de fazendeiro, nao de trabalhadores do terceiro setor, nem de intelectuais, nem de pequenos comerciantes, por isso o psdb geralmente perde por aqui

Anônimo disse...

Apenas para pontuar um negocinho: o governo Dilma deu as costas para ambientalistas e hoje ela é aliada da bancada ruralista, inclusive fez vídeo pedindo voto para Kátia Abreu - e a Kátia Abreu, por sua vez, apareceu na propaganda eleitoral da Dilma nesse 2o turno. E ó, até onde fiquei sabendo, assim como fez em 2010, Blairo Maggi tbm tava pra gravar vídeo pra presidenta. Nem preciso dizer que Blairinho e Kátia Abreu são líderes da bancada ruralista e representam o agronegócio, né?
E há mto mais indicativos que mostram essa guinada pró-agronegócio do PT. O extermínio dos índios, o investimento maciço em usinas hidrelétricas no Norte do país, um certo descaso com medidas antidesmatamento... Tbm o fato de que, enquanto Lula e FHC criaram mais de 210 MIL km² de unidades de conservação (UC), Dilma até esse último 14/10 tinha criado cerca de 440 km² de UC (ok, nesta última semana, ela decretou a criação de mais 8 mil km² de UC... mas, poha, 8 mil perto da média dos outros não é nada, né?). Enfim, os ambientalistas estão putos com o governo Dilma e, até onde pude perceber, a maioria deles vai anular voto (pasme, há alguns fazendo campanha pro Aécio).

De resto, concordo com o seu texto. O povo, no geral, sabe muito bem por que vota em quem vota. Não tem nada de "esses ignorantes, eles não vêem, eles não me entendem".

Patricia C. disse...

A bancada ruralista não vota em Dilma. Os ruralistas odeiam o pt, tanto que o partido perde no centro-oeste, como citei no post. O governo petista teve uma série de medidas que desagradou tanto ambientalistas como ruralistas. Perdeu voto nos dois grupos. A discussão vai muito além de um grupo contra o outro, porque há radicalismo de ambas as partes, embora a esquerda só enxergue como bom os ambientalistas. O agronegócio tem uma importância enorme na economia do país e deve ser respeitado, não tratado como vilão como a esquerda (da qual faço parte) teima em fazer. Mas como já disse, é uma longa discussão.