domingo, outubro 12, 2014

dicas de concurso público

Pelo menos duas vezes por mês alguém me escreve contando uma história triste e pedindo uma luz no fim do túnel. A minha história todo mundo sabe. Obesíssima, sem conseguir emprego nem pra vendedora de loja (não contratam obesos), desempregada e sustentada pela minha mãe. Uma faculdade sem conclusão e baixa auto estima. Me sentia um cocô porque via todos os meus amigos encaminhados enquanto eu estava presa chafurdando numa merda sem fim. Uma apatia enorme, me sentia menor, burra, sem capacidade de nada etc. Vivia um dia de cada vez, sem plano nenhum, pois pensar no futuro era sinônimo de depressão.

Em janeiro de 2007, minha mãe teve uma conversa definitiva comigo. Me deu uma acordada, sabe. Filha, o que você quer pra sua vida? E aí eu falei tudo. Sobre a faculdade enrolada. Sobre eu saber que não teria emprego na área privada e tal. E ela. Então, o quê você quer? E aí eu falei. Preciso estudar pra concurso, é a única saída.

Claro que a conversa foi bem longa. Funcionou como um pontapé inicial. Eu precisava agir.

Abandonei oficialmente a faculdade que, rysos, já estava abandonada há muito tempo. E me inscrevi na Academia do Concurso Público aqui no Rio. Fiz 4 cursos. Judiciário, bancário, mais um módulo de língua portuguesa e um de matemática. Acho que durante uns 6 meses, fiz todo e qualquer concurso que via pela frente. Depois foquei os concursos, percebi que assim teria mais chances, porque quando focamos um determinado tipo de concurso, não perdemos tempo estudando todas as matérias, ficamos só com aquelas comuns daquele nicho de prova.

Fiquei o ano de 2007 inteiro estudando. No curso e em casa.

Em 2008 veio a decisão mais difícil. Eu deveria sair do Rio. Percebi que no Rio, eu poderia até passar, mas demoraria para ser chamada e a minha situação era urgente. Com os concursos focados, viajei 3 vezes. Passei nas 3. Fui chamada em 2. E só não viajei mais fazendo prova, porque o dinheiro não dava. Foi super difícil ficar longe do Rio, mas a facilidade de um concurso nacional é essa. Você pode pedir transferência depois de 2 ou 3 anos. E aí você volta pra sua cidade. Fazer  concurso pra tribunal de justiça estadual, por exemplo, não te dá isso. Mas dá pra fazer esse concurso pro seu próprio estado e depois pedir transferência de cidade.

Eu decidi fazer apenas concursos grandes, desisti de concursozinho de prefeitura, depois que passei um perrengue em uma cidade da baixada fluminense. A gente aprende a ficar escolado e fugir de cilada. A questão é que algumas prefeituras pequenas lançam concurso com cartas marcadíssimas. Esse concurso específico que fiz foi super mal divulgado, eu só soube porque era a louca dos concursos, sabia de tudo. No dia da prova, na minha sala a conversa era:

- Você é filho de quem?
- Sou filho do vereador tal e você?
- Sou filho do secretário tal.


Naquela altura eu não tinha pescado o golpe. Pesquei no dia da minha posse (sim, eu passei e os filhos dos políticos, não). A mulher dizendo "aqui é um salário mínimo sem ajuda nenhuma, tem certeza que você quer?". A mulher fazendo de tudo pra eu assinar a desistência. Insisti se a prefeitura não daria nenhuma bonificação e ela estava irredutível. Percebi que o concurso era aquilo mesmo, ela pro filho do vereador passar e poder ganhar um salário de 10 mil enquanto o edital dava apenas o mínimo. Fui a pedra no sapato deles, aparentemente a banca era honesta e eu passei em primeiro lugar. Se eu insistisse, não teria nenhuma bonificação. Com medo de ser morta pela milícia (tô falando sério), assinei a desistência. Esse tipo de concurso existe aos montes. Fuja de concurso de prefeitura pequena.

Resumindo porque eu acho que o post já está muito grande:

- Busque fóruns de concurso pela internet. Eu usava muito o fórum do PCI. Aliás, esse site é maravilhoso. Ali tem no menu os concursos abertos dividido por regiões, há os previstos etc. O fórum é bom porque te ajuda a criar essa sabedoria de concurso. Saber qual estado escolher, se chama muita gente, se tem vaga, se vale a pena etc.

- Se possível entre num curso preparatório. Sei que nem todo mundo tem dinheiro, mas é um investimento que vale a pena. Seja humilde também, não faça igual minha prima que no primeiro curso fez "polícia federal". Auditor da receita, banco central, isso é a nata a ser feita depois, quando você já está muito afiado e passou em alguma coisa antes. Comece de baixo, do contrário é jogar dinheiro fora. Minha dica é iniciar com: inss, banco do brasil, caixa econômica, bndes e tribunais de justiça.

- Depois dos cursinhos, escolha uma linha e siga nela. Ex: banco, judiciário, previdenciário. Foque que isso sempre dá mais chance.

- Compre apostilas para estudar em casa depois do cursinho acabar. As minhas eu comprava/compro na Vestcon.

- Tem que desistir de algumas coisas. 2007 provavelmente é ano em que menos saí com amigos na vida. Só ia em aniversário. Até formatura de amigo declinei de ir porque tinha uma prova no dia seguinte. A vida é feita de escolhas difíceis.

- Pesquise provas antigas do concurso que você fará. De um modo geral, pesquise provas da mesma banca. Eu tenho uma facilidade maior com a Cespe, mas tem gente que odeia. Eu não curto a FCC e por aí vai. Cada um tem sua linha. Descubra a sua.

- Pesquise sobre notas de corte. Na minha época as notas do Nordeste eram as mais altas (boooom na cara dos preconceituosos), eu fugia de fazer prova no Nordeste. As notas mais baixas eram do Norte e Centro-Oeste. Paraná e Rio também tinham uma média alta, mas Santa Catarina e São Paulo (pasme) eram  pólos mais tranquilos. De 7 anos pra cá, pode ter mudado, por isso pesquise as regiões caso você tope sair do seu estado.

- Se topar sair do estado, só faça prova fora quando estiver afiado. Não se meta a gastar dinheiro com avião e hospedagem se começou a estudar ontem. Estude em casa, faça cursinho e só depois de uns 6 meses (tempo estipulado por mim, cada um tem seu tempo) tope um concurso fora.

- Concurso não trabalha com imediatismo. É basicamente um ou dois anos estudando até passar em algum e ser chamado. Persevere.

27 comentários :

Anônimo disse...

Voce esqueceu de citar: vote na dilma. Pois se aecio vencer, ele vai privatizar tudo, e ai nao vai ter mais concurso nenhum! :)

Regina disse...

obrigada pelas dicas. certamente irei segui-las!

Anônimo disse...

caraca!! pa pum... mas mega esclarecedor... eu n tenho foco p concurso, trabalho p área privada, mas achei excelente!!

Carol disse...

Patricia, acompanho seu blog ha aaaaaanos e adoro! Agora tô iniciando uma nova fase na minha vida: depois de me fuder mt em empresa privada resolvi estudar pra concurso. Sou de brasília e vc deve saber que aqui existe essa tradiçao de estudos pra concurso... Bem, seu post me ajudou! Muito bom! Perservarei até a aprovação! Beijos e felicidades pra sua vida

Elis Bastani disse...

Super legal a iniciativa desse post, galera tem muitas dúvidas mesmo.

Elis Bastani disse...

Super legal a iniciativa desse post, galera tem muitas dúvidas mesmo.

Anônimo disse...

Se arrepende de ter ido para Sinot (Jiboia City)?

Anônimo disse...

Sinop!! Errei! E nem era Sinop, né... hahaha..

Anônimo disse...

chorei pá caracaaaaaaa lendo esse post.
a sensação de ser uma merda é horrível.
vc me ajudou muito. valeu!

Vivi disse...

Eu fiz pra uma universidade federal e passei entre os classificados. Estou na esperança de ser chamada ja que a universidade é nova.

Anônimo disse...

To começando a estudar pra concurso,mas estou focando na minha área de formação (engenharia) . Infelizmente, não tenho como sair da minha cidade e fazer um cursinho.

Sempre soube que prefeitura era cilada, além de cartas marcadas é comum que alguns prefeitos deixem de pagar o salário.

Anônimo disse...

Atualmente trabalho em prefeitura e sei como é ter capacidade e ganhar muito pouco, enquanto os incompetentes que são colocados pelos prefeitos ganham sem fazer nada dez vezes mais. Valeu pelas dicas! Preciso dar uma virada nessa merda que me encontro.

Quero guardar pra mim disse...

Obrigada Patrícia. Ano que vem pretendo fazer concurso mas não sabia direito por onde e como começar. Você me deu uma luz !

Abraço :)

Anônimo disse...

Patrícia ajudando pessoas no blog??

o mundo ainda tem salvação!
hahahaha

Anônimo disse...

Anônimo 20:51: sei cumé, também tou nessa. :(
Só cortando benefícios e serviço aumentando e nenhum reconhecimento...

David disse...

Patrícia, que bom que você se deu bem na Academia do Concurso Público.

Cheguei a estudar lá em duas ocasiões distintas e em ambas só tive decepções devidas a tamanha desorganização da instituição. Cansava de chegar lá, após enfrentar um trânsito do cão para chegar no Centro de manhã, para ser informado pelas secretárias com a cara mais lavada do mundo que não tinham arrumado professor ainda. Segundo informações, a desorganização prevalece.

A Academia do Concurso é mais praquele cara que decidiu fazer concurso e não sabe por onde começar. À medida em que ele vai pegando experiência na coisa, vai procurar estudar em cursos melhores, que é o que não falta por aí.

Mariana disse...

Minha história é muito parecida com a tua, não consegui emprego em lugar nenhum mesmo com experiência e até intercâmbio. Aqui as coisas só funcionam com """indicação""" e como eu não tenho amigos para me """indicar""" aos empregos, me fudi.
Eu acho o setor privado bem podre em muitas coisas. Começando com entrevistas e dinâmicas de grupo, que em sua maioria já é uma palhaçada constrangedora.

Ana disse...

Gente, que curso pra concurso vcs indicam? Academia é foda, enrola toda vida...

Anônimo disse...

Gente, tá cheio de cursinhos excelentes via internet, só procurar. Essa coisa cursinho presencial está com os dias contados, muitos inclusive já fecharam. Nada como assistir às aulas de pijama.

Mesquita disse...

Dicas valiosas!

Já tentei alguns concursos mas preciso estudar e focar, senão, não passarei nunca.
Trabalho em empresa privada e ganho mísero 740,00 reais. Muito pouco! A única boa do meu emprego é que é 12x1. Trabalho um dia sim e outro não. Mas quero passar num concurso público pra poder ganhar mais e por causa da estabilidade.

Ana disse...

"Essa coisa de cursinho presencial está com os dias contados" FUDEU

David disse...

Mariana, a última entrevista de emprego que fiz foi em grupo e uma das gurias lá disse que o ponto forte dela é ter nascido sob o signo de Gêmeos.

História verídica. Foi justamente isso que me fez desistir do setor privado. Não dá pra ficar disputando vaga com essas pessoas.

David disse...

Ana, as dicas vão depender do concurso que você vai prestas, pois, existem cursinhos, por exemplos, que são totalmente focados na área fiscal (concursos da Receita, Fiscal do ICMS, ISS e por aí vai).

Paulinha Chaves disse...

Oi Patricia, em qual Concurso vc foi aprovada e atua? Muito bom seu post! Grande incentivo. Obrigada!

Anônimo disse...

Hahahaha
Exatamente

nah disse...

Só queria dizer... obrigada por esse post. :)

Wesley Lacerda disse...

Adorei o texto, Patrícia. Tô no fundo do poço há 5 anos. Depois que me assumi GAY, minha vida virou de ponta cabeça. Minha estima está baixíssima, tô todo deprê... Enfim, tô nessa... Tô com 22 anos e sem emprego. Moro com meus pais e me sinto no inferno - mesmo amando eles <3
Vou começar a estudar, quero fazer alguns concursos e tal. Não aguento mais sofre, tô muito infeliz. E o mais louco é que sou feliz, mas não estou feliz... E esse NÃO estou, tem 5 anos... Obrigado pelas dicas,
tá?! De coração, me ajudou muito. Fora que foi ótimo ler seu desabafo...