segunda-feira, outubro 20, 2014

cosplay furadíssimo de irmã dulce

A mulher do vizinho que deu a briga aqui na vila e fomos parar na delegacia, hoje veio conversar com a minha mãe com bandeira de paz "me sinto muito mal em não dar bom dia pra você e pra sua filha". Mas quem não conhece que te compre, viu santa. E ainda vem falar com a minha mãe que é uma banana, porque se vem falar comigo ia escutar o mundo.

A pessoa é casada com um top 10 maiores merdas que já conheci, corrobora todos os lixos que o marido merda fala, tais como:
- a vila não deveria ter animais
- seus cachorros deveriam ficar presos em casa
- minha filha corre risco de pegar doença por causa dos seus cachorros
Etc.

Um dia inclusive já paramos na delegacia, naquele que ficou conhecido como o episódio "o dia que entrei no camburão da polícia", comigo metendo dedo na cara e dizendo "VOCÊ . É . UM . MERDA", para gargalhada dos policiais de plantão.

Hoje, a mulher do merda pega a minha mãe pra Cristo numa conversa furadíssima de "o vizinho é nosso parente, devemos nos aproximar, passado é passado". Claramente essa delusional não conhece a relação que tenho com a minha família pra dizer uma coisa dessas.

Querida, você jura que eu vou cair na sua conversa?

Mas nem fudendo.

12 comentários :

Anônimo disse...

Sou super a favor de perdoar o próximo etc, mas gente que odeia animais NÃO DÁ.

Anônimo disse...

UHASUHAUSHUSA vizinho é algo escroto, e comparar a família é quase uma piada... porque sim, ser comparado a família para mim significa absolutamente nada, até porque, minha família não tem grandes significados assim UHASUHAUSHAU
vem cá Patrícia, toma uma cerveja comigo, vamos rir dessas merdas :p

dentrodabolh.blogspot.com

Quero guardar pra mim disse...

HAHAHAHAHA se eu tivesse que amar/perdoar/caralhoa4 cada uma que fosse parte da minha família, eu já tinha virado santa.
Quem se abaixa demais o fiofó aparece, e quem é besta vira mula ;)

Anônimo disse...

eu tenho uma cachorrinha, amo animais, mas, diboua, é uma opção minha e da minha família... o máximo que os vizinhos precisam lidar com isso são os latidos ocasionais. acha mesmo que é correto morar numa vila e largar os cachorros soltos?

Anônimo disse...

HAHAHAHAHA vizinho é parente? deurmilivre, já me bastam meus parentes

Patricia C. disse...

Não deixo solto. Passeio com eles, acompanho, mas o escroto não gosta, acha que animal tem que ficar preso 24 horas dentro de casa.

Vizinha Rebelde disse...

Se o vizinho tá se achando parente, se prepare para o pior: Vai pedir empréstimo, vai pedir para vcs serem fiadoras de alguma coisa, vai pedir qualquer coisa. O meu vizinho escroto, que oxalá será encanado enm alguma CPI, ficava pendurado no meu muro me ofendendo porque não conseguiu comprar a minha casa e eu que era inquilina comprei. Ele tacava lata de atum aberta para ver se machucava meu cachorro e um monte de outras merdas. Até que...um dia estava ele e a mulher baranga dele me esperando para falar comigo bem simpáticos. LÓGICO que para pedir, pedir para atravessar um cano de água por dentro do meu terreno. E eu disse: NÃO! bem gostoso.

Vizinha Rebelde disse...

Complementando: E não é porque é em vila em Vila Isabel, o meu é um condominio famoso onde moram vários marginais de colarinho branco. Então nada importa, vizinho é a mesma merda em qualquer parte.

Dan disse...

Nada a ver mas li isso aqui e lembrei de vc: http://lugardemulher.com.br/rupauls-drag-race/

Regina disse...

vizinho não é gente. DETESTO o meu vizinho de janela. escrotinho. ele e a família dele gostam de humilhar os funcionários do prédio. nojentos!

Anônimo disse...

É bizarro, mas vim aqui dizer que EU SONHEI QUE ERA VOCÊ.
Sonhei que eu era você e estava em uma fila, então começou um assalto e eu-você saia correndo, com uma mulher dando tiros pra tentar me/nos pegar e tudo que eu-nós conseguia pensar era que precisava correr e pegar um 222.

PS: sou homem, magro e nunca nem pus os pés no Rio de Janeiro (quanto mais em Colíder)

Wesley Lacerda disse...

=)