segunda-feira, maio 06, 2013

o fake

Outro dia rolou um fake no facebook me adicionando. Larisa não sei das quantas, tava na cara que era fake, sem info nenhuma, foto de anime no avatar etc. Neguei o pedido e segui a vida.

Uns dias depois vejo o tal fake nos grupos da faculdade, entro no perfil e há vários amigos em comum também da faculdade. Pensei "caramba, não é fake, deve ser alguém da turma, só não sei quem é".

Daí hoje perguntei pra galera, "quem é aquela Larisa?".


E tipo, ninguém sabia quem era e adicionou no mesmo esquema "ah, deve ser da turma". Aí a Carol disse: "ela é meio maluca, fala diferente e diz que é da Romênia".

rysos.


O que eu acho que é: fake de algum namorado das meninas que tá ali apenas para sondar. E ninguém percebe, só a rodada da internet aqui.

9 comentários :

Anônimo disse...

Sou dessas q faz fake e muita gente cai e eu acabo sabendo de tudo!

Anônimo disse...

RYSOS

Wesley Lacerda disse...

GAROTA ESPERTA!! Kkkkkk

Anônimo disse...

Esse negócio de fake pode ser bem sinistro. O engracado e" que eu tinha um fake mas era para as pessoas conhecidas nao encherem o saco e eu poder add so pessoas desconhecidas e interessantes.

Engraçadinha disse...

Kkkkkk, rodada foi ótemo!

Mateus Freitas disse...

Recentemente, amiga minha da faculdade se fodeu rude por causa desse lance de fake. Um bando de escrotos, esse povo que se ocupa com isso.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkk

Rodada, kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Eu tenho um fake para espionar os outros sem ser incomodado e não ser obrigado a necessariamente ficar amigo por ter visto a página da pessoa. O que tem de gente que me adiciona sendo,ao meu ver, claramente um fake não está no gibi. Acho que tem muita gente maluca e carente no mundo, não tem outra justificativa.

Julia disse...

porra, eu criei um fake pra ficar no facebook sem gente conhecida me enchendo o saco mas o corno do Zuckeberg não deixa. Pediu meu nome verdadeiro e bloqueou minha conta. Aí eu inventei outro sobrenome, mas desisti daquela merda já.

"se fodeu rude" KKKKKKKK
Detalha essa história, Mateus.