quarta-feira, março 27, 2013

incompleto


Adeus

Sinto que estou desmoronando e realmente não sei como agir.

Fui no IFCS semana passada e é impressionante como aquele prédio me rouba todas as energias. E obviamente sou racional para saber que não é o prédio, mas sim todas as memórias que ele me traz. Assim como o mafuá onde morei por 12 anos. Passo de ônibus e viro a cara. Não consigo nem olhar. Entrar no IFCS me deu calafrios. Todo o passado voltando, assim como Proust dizia, basta um fiapo para que venha à tona os acontecimentos já vividos. Falei sobre destrancar a matrícula, eu falando baixinho, nega olhou pra mim e disse em alto e bom som "você não quer destrancar, você quer a rematrícula, VOCÊ ABANDONOU O CURSO". Ri apenas. Reconheci e falei na depressão em 2006 e do meu trabalho fora do estado em 2009. Ela pediu comprovante de tudo. Do trabalho, é fácil. Mas a depressão de 2006, nem tem como, não me tratei com nenhum psiquiatra, embora devesse. Daria até para marcar uma reunião com a direção, contar uma história triste, chorar e tals, mas sinceramente? 29 anos, cara, não tenho mais paciência pra isso, me desculpa. É insistir numa parada que não deu certo em 2005. Vamos seguir em frente etc.

Saí de lá com uma vontade de chorar absurda. Sabia que não tinha estrutura para correr atrás. E tenho um misto de sentimentos por essa perda.

Fico aliviada por não pisar mais em Azkaban (porque né, é bem isso que o IFCS representa na minha vida), porém, por outro lado, fico triste ao lembrar da oportunidade jogada fora. Mais uma para o meu currículo.

Aliás, nunca precisei fazer currículo, o engraçado é que se eu fosse fazer, ele seria assim:

- Ensino médio completo por piedade do diretor que me passou
- Espanhol: 1 ano. Incompleto.
- Inglês: 6 meses. Incompleto.
- Faculdade de Filosofia. Incompleta.
- Faculdade de História. Incompleta.

E por aí vai.

Agora, faço Uerj. Última cartada. Em quanto tempo irei desistir? TEMPO NA TELA.

Voltei pro inglês também.

Estou tentando, tardiamente, dar um rumo nas coisas. Tentando concluir vários pontos. Por isso era tão importante voltar para o IFCS, queria concluir filosofia. Queria concluir. Tive a primeira derrota. Não desisto. E não é porque sou forte, mas porque tento viver um dia de cada vez. Naquela velha história: desistir é pedir para morrer. Posso querer morrer, mas nunca vou pedir.

Eu tentando subir na vida e falhando miseravelmente.

37 comentários :

Anônimo disse...

Ja está cursando História? Onde? Espero que vc seja mais feliz dessa vez...

Isabela Silvino disse...

Nunca é tarde. NUNCA! :) Beijos

Anônimo disse...

Ai, patrícia. Eu desejo toda sorte do mundo pra você.

E para de falar que voce tem 29 anos como se isso fosse muito!

Pollyanna disse...

Ta fazendo Historia na UERJ? Entao teoricamente vc é minha caloura =P

qualquer coisa é só falar... to aqui torcendo.
=**

Anônimo disse...

Também estou nessa... você não está sozinha. Também não sei que rumo tomar na vida.

Mas eu te desejo força, apesar de tudo, você é uma boa lutadora, só não descobriu qual é a batalha certa a enfrentar.

Ana disse...

29 anos, você só está começando a vida.Tenho um tio que começou aos 60 e concluiu com louvores!!!Ânimo querida!!Bjss e boa sorte!

Patricia C. disse...

Agradeço o apoio de todos. Nao vou fazer história na Uerj, vou fazer letras.

Anônimo disse...

sabe o que é importante, patricia? é que voce continua tentando, e tentar é mover a vida, fazer girar acontecimentos, mesmo que agora, eles pareçam nada, sem resultado imediato. porque qdo nos damos conta de que precisamos de mais, queremos resultado imediato,ne? mas embora eles nao venham agora, virão depois. e se nao vierem da forma que voce quer ou idealiza, voce vai se sentir bem em saber que tentou,que fez a vida girar, saiu do sofá, foi atrás, nao parou. pra mim, isso vale tanto quanto resultados. sorte pra voce e parabens por fazer girar acontecimentos.
Jo

Fabiana disse...

Sabe Patrícia, seu blog é um dos poucos que paro pra ler, seja sobre o que vc quiser falar. Suas derrotas são pesadas pra você e os outros dizem que vai passar, e não passa. Eu te leio e não te conheço, mas sou fascinada pela forma como escreve, porque flui, é fácil, é gostoso, é isso, é gostoso ler o que vc escreve. Isso pode não fazer a menor diferença pra você, mesmo assim quis te dizer. Sei lá o que vai ser da sua vida. Não posso dizer que vai passar, que vai dar certo, que você é nova e sua vida só tá começando. Eu não sei. Não vou te consolar, só te digo que enquanto você tiver esse blog e escrever sobre forrest's, jiboya cityes e afins e me fizer rir ou contar de tias sacanas, pai alcoolatra, dor, medo, mágoa e afins e me fizer chorar eu vou te ler. No mais, (não tem como não falar isso) força gata!
P.S.: Melhor cobertura de BBB ever!

Anônimo disse...

"... Ensino médio completo por piedade do diretor que me passou..."
Desanima, não. Inspire-se em sua preferida do bbb: o brasileiro (sabendo dar valor a quem merece) assistiu à Fernanda, advogada, este poço de comportamento ético e de sabedoria, proclamar dia sim outro tbem, que ela foi além do baXarelado : 'aquilo' passou no famigerado exame da OAB. Patricia, que motivos, diante disto teria justo vc pra desanimar? Tiriricas e Fernandas têm nadinha a oferecer, e votos deste brasil estarão "sempre" no papo (deles, é claro). SE JOGA!

Anônimo disse...

Boa sorte, Patrícia!
Tenha sempre em mente que reconhecer certas derrotas é sinal de força, jamais de fraqueza. Tentar superar tudo isso, como tu tá fazendo, demonstra não só força, como também honra, ou algo mais que tudo isso que não sei dizer o que é.

Não se sinta fraca, não se sinta derrotada, não se sinta desanimada. O caminho que tu tá seguindo muitos nem tentam percorrer. Tu é forte e, sim, uma vencedora. Pois, apesar de tudo, tenta aprender com toda as situações que passou e, no seu tempo, tenta superar.

Acredite, tu é um exemplo positivo.
Um abraço,
Arthur.

carinav disse...

Hey Patricia,

Entendo como é chegar num lugar e sentir suas forças irem embora. Já tive momentos na vida em que me senti assim, só de saber que eu devia ir a tal lugar me dava vontade de chorar. Quanto ao reingresso, não sei como te ajudar. Se o problema é o reingresso em si, e vc quer terminar, tvz o vestibular de novo e pular para onde vc parou anteriormente. Sei que o processo todo é um saco, mas seria um jeito. Espero que letras seja ótimo para vc, de verdade :)

Mesquita disse...

Tbm já abandonei uma graduação! :(

Eu acho vc bastante inteligente, acredito que vc irá conseguir concluir dessa vez e se não conseguir, em outro momento tenta de novo.

#Força!

Anônimo disse...

amiguinha super me identifico. estudei no ifcs a mil anos e tb tranquei e depois tentei destrancar. meu curriculo é o mesmo: ingles, 1 ano a cada ano. fiz fundamental e ensino medio praticamente cada série numa escola diferente e no ifcs...Hoje queria voltar no tempo mas mas sei q seria igual. Lá eu comecei Ciencias Sociais e pretendia ir para Historia. Tb sou funcionaria pública e tb tento voltar às coisas inacabadas. Não consigo mas tento sempre. Te entendo muito. Bjs

Anônimo disse...

Paty querida!

A vida é assim... até encontrarmos um rumo, nos sentimos um nada.
Mas força, nao desista!

Bjos

Grazi

Bala de Prata Oficial disse...

Desejo força pra você nessa nossa fase, estarei torcendo por você.

Anônimo disse...

E a terapia? É essencial pra qualquer um, Patricia. Se joga!

Sucesso, torcemos por vc.

Laís S. disse...

Nossa, me identifiquei muito com seu post. Me sinto exatamente assim na minha faculdade, só to lá ainda pq já é o quinto ano, mas foram 5 anos de sofrimento, de sentir a depressão de olhar pro prédio, pras pessoas, aquele pânico.. Deixa isso longe da sua vida! Não veja filosofia como algo incompleto na vida que vc precisa terminar, a gente nao precisa levar TUDO na vida até o final.

Wesley Lacerda disse...

Sei como é...
Eu também já joguei muitas oportunidades fora, e olha que só tenho 20 anos.

Anônimo disse...

Essa gif do gatinho define bem minha vida, te entendo.

Anônimo disse...

e desde quando IFCS faz alguém subir na vida? minha mãe fez e regrediu na vida.

Lu disse...

Persevere, Patrícia.

Boa noite.
http://benferbug.tumblr.com/post/46568730163/bunnyfood-via-imgur

Anônimo disse...

Mudando de assunto.. gente, sério que vocês acham essa moça uma diva?

http://extra.globo.com/tv-e-lazer/bbb/fernanda-andre-posam-em-clima-de-conto-de-fadas-meu-desejo-era-que-andre-embarcasse-nesse-sonho-7978520.html

Anônimo disse...

Vamos tratar dessa vitimização exageradíssima?

Anônimo disse...

Olá, Patricia <3
Prefiro não dizer o meu nome, mas te sigo e leio todos os seus posts há anos. Gosto muito de você, do seu humor, da pessoa Patrícia surtada e ao mesmo tempo tão equilibrada, com uma personalidade questionável e admirável.
Nos momentos mais tristes eu me peguei rindo dos seus posts, dos seus desabafos sobre gordura, patrões, etc.
Nunca pensei que eu fosse me divertir tanto lendo um blog, mas sim, eu consigo, me divirto lendo o seu Blog. Gosto muito de você e estou sofrendo muito com esses seus sumiços. Você quase não posta mais, e eu surto por isso. Não aguento mais ler os mesmos posts, já até decorei alguns. Não ficar sem ler suas aventura, por favor, volte a postar mais vezes =(( Eu te amo, sério. <3 Você é a minha bogueira favorita :D Volta?

Anônimo disse...

Vc não precisa fazer letras. Aliás, ninguém precisa.
Na boa.
Faça algo que mude seu posicionamento com relação a vida.
Descubra qual é o seu "real" problema e trate ele.
Escrever bem, gata, vc já escreve.
E digo mais. Os linguístas estão aí para te jogar na cara que "rezistro", "menas" e "comcerteza" estão corretos.
Faça um curso intensivo de inglês mas não faça letras. Serve para nada esta porra.

Anônimo disse...

Caralho Patricia , para de ler meus pensamentos."posso querer morrer, mas nunca vou pedir."NUNCA , jamais!

Sebo de Casa disse...

hahahah, concordo com o anonimo. fiz letras, comhabilitação em filosofia e literatura africana e to virando massagista/esteticista. vontade de fazer uma grande fogueira com as 4 estantes de casa, pra enfiar macas e cremes anti celulite..rs
jo

Anônimo disse...

... e como toda frota anda no compasso da embarcação mais lenta, em sala de aula os "mestres" das letras dificilmente deixam de nivelar "por baixo" suas aulinhas... fazendo coro com quem já se arrependeu até o último fio de cabelo, concordo com quem a desaconselha frequentar curso de letras: a maior furada!!

Anônimo disse...

gata, to há 12 anos no ifcs e entendo vc perfeitamente. ainda que eu tenha memórias boas pra equilibrar.

olha, eu discordo dessa história de que "letras" não serve pra nada, pq não acho que a questão pra vc seja a utilidade das coisas. penso que o peso de realizar e concluir uma faculdade é uma coisa importante pra vc (como tb é pra mim e entendo q não seja pra muita gente).

Eu tive uma puta sorte de acertar de primeira a graduação q tinha a ver comigo. provavelmente, teria ficado uma vida tentando até encontrar, pq eu acho isso importante.

agora, esse lance de q vc tem 29 anos... pelamor, né? tá tudo começando, querida. não se afobe.

boa sorte e um beijo,

paola

Anônimo disse...

recomece mesmo, sempre há tempo. Eu sou jornalista há 10 anos, larguei tudo, comecei um curso de costura e to muiiiito feliz!!!

Anônimo disse...

Paola dizendo "eu tive uma sorte de acertar de primeira na graduaçao"? Entao pq ta ha 12 anos no ifcs? Imagina se nao gostasse.. ia levar oq? 63 anos p se formar?

Alias, nunca entendi essa ufrj.. tdas as federais jubilam. Só essa ufrj que nao? Vida mole, hein?

Anônimo disse...

pequeno esclarecimento pro "Anônimo 16:21": tô há 12 anos no ifcs pq to terminando o doutorado. o instituto oferece cursos de graduação, mestrado, doutorado... entendeu agora "essa ufrj"? e qto ao processo pra ser jubilado, cada universidade tem o seu sistema. vc pode achar q isso se chama "vida mole", mas eu diria q é "autonomia universitária".
bjs,
Paola

Anônimo disse...

Tem gente que não sabe que há vida acadêmica após a graduação e ainda quer ter moral pra reclamar de Federal...


Aiai...


Liz

Anônimo disse...

Paola, então, mesmo assim. Graduação em filosofia = 4 anos

mestrado em filosofia = 2 anos

doutorado em filosofia = 4 anos.

Total? 10 anos...

Vc disse que está no IFCS há DOZE anos. Continua tendo atrasado alguma coisa... ou a graduação, ou o mestrado, ou o doutorado.. Alguma coisa (ou um pouco de todas) vc atrasou. Então, reitero minha pergunta: e se NÃO gostasse de filosofia? Ia demorar oq? 63 anos?

Beijas!

Unknown disse...

<3

Anônimo disse...

eu amo seu blog. amo os comentaristas. amo ver anonimos recalcados q nem esse q tentou esnobar a paola (na certa, esperando q ela voltasse aqui pra dizer q esses 2 anos ela ocupou num intercambio, ou trabalhando em outra area, ou dando o cu na praça, whatever... um ridiculo)

super te entendo sobre esse sentimento de projetos inacabados, mas é melhor deixar para tras algo ruim q persistir no erro. boa sorte com o novo curso, faz no seu ritmo, sem pressao, da forma q mais te acrescentar e te der prazer. pq - vc obviamente ja sabe disso - vc nao deve satisfaçao a ninguem. a vida é muito efemera pra gente se estressar com titulos, a maioria de nós nao vai mudar de vida por causa de um diploma.

se isso vai melhorar sua autoestima ou te dar mais firmeza para escrever um livro (uma coletanea de melhores textos do blog ja iriam fazer sucesso, pra começar), vc só tem a ganhar. nem q seja pra fazer contatos, pra estagiar numa editora, ou sei la...

pelo pouco q vc nos deixa te conhecer, me parece q vc tb sente necessidade de ganhar a admiraçao da sua mae, de dar uma vida boa a ela, e sobre isso eu n sei oq dizer, pq tb sou assim. as vezes me sinto bem pressionada por isso, como se n tivesse problema q tudo desse errado e eu tivesse uma vida mediocre, mas tivesse um grande problema em nao tirar a minha mae de uma vida mediocre depois de tanto esforço q ela fez por mim. enfim, torço pelo seu sucesso.