segunda-feira, dezembro 10, 2012

qual o natal mais bizarro que você já passou?

O RestauranteWeb me deu um kit pizza exclusivo para sortear para os leitores de São Paulo aqui do blog. Mas acho que dá para se estender pro Rio de Janeiro também, tenho um amigo que mora em SP e ele poderia trazer o Kit pra cá.

Pra quem não conhece, é um site de delivery online onde você pode escolher e comparar preços de diferentes restaurantes (pizzarias, comida chinesa, japonesa, massas), e fazer seu pedido pela internet mesmo. Sem precisar ligar. Vale a pena dar uma olhada na próxima vez que for pedir comida.

Para concorrer ao Kit, é só responder nos comentários:

Qual o natal mais bizarro que você já passou?

O natal é sempre cagado pra mim, tenho várias histórias. Desde ganhar um video game genérico do meu pai e presenciar uma briga homérica da minha mãe na casa da escrota da minha tia, quando deu meia noite e cinco, voltamos pra casa de 434. Mas a história mais cagada foi um natal na minha vó, eu pré adolescente, estava com vontade de ir ao banheiro e ele estava ocupado. Desesperada, vou para o quintal e faço xixi ali mesmo, quando olho, está rolando a ceia dos vizinhos do outro lado da cerca. Todos olhando para mim. SUPER CHATO comemorar o nascimento de Jay C dessa forma.

E aí, qual a sua história?
Não esqueça de deixar nos comentários algum tipo de contato,
 twitter, facebook, email.

51 comentários :

Inaie disse...

o meu Natal mais interessante foi o primeiro que eu passei no Oriente Médio, onde os shopping centers tinham placas: Não se esqueça: 25 de dezembro é Natal...
adorei!
inaieramalho@hotmail.com

Anônimo disse...

Adorei...tinha 8 anos, e fomos passar o Natal com a familia e tal, e toda aquela baboseira de sempre. Qdo deu meia noite, hora de entregar os presentes, eu criança toda feliz do cu né, meu irmão com 6 anos tb. De repende, Kd meu pai? Procura daqui, procura dali, acabamos encontrando ele fora da casa, trancado dentro do carro, pensa na imagem TODA a familia na calçada batendo no vidro, pedindo pra ele abrir, ele só fazia sinal com a mão q não ia abrir que queria ficar ali sozinho. Minha mãe histérica perguntando qq tava acontecendo, meu pai:NÃO QUERO FICAR NESSA MERDAAAA, QUERIA FICAR COM A LURDINHAAAAA(sua amante)E TENHO QUE FICAR NESSA BOSTAAA DE FESTAAAA...ai né, eu já mijando de tanto chorar cheguei perto da janela fechada do carro e disse DESCE PAI A GENTE TE AMA....ai ele olhou bem pra mim, nunca mais esqueci aquele olhar, NUNCA MAIS, e disse...FODA-SE. Ahahahaha....silêncio na calçada, todos entraram, comeram e foram embora. Fim. Feliz Natal pra vcs.

Rose Mônaco

Mateus Freitas disse...

Puts!

Lu disse...

Rose ganhou...nao tem como competir.

Anônimo disse...

Ahahahaha Lu, será...ainda tava aqui pensando em um outro q acordei no meio da noite de Natal e meu namorado tsva mijando em mim...ahahah....esse tb foi bizarro pra kacete...mas acho q só pode participar com uma história né.
Rose Mônaco

Anônimo disse...

Uia, que chique a Patrícia, tá até fazendo merchan no blog.

Anônimo disse...

a Rose ganha, ms pela a historia do pai, pq a historia do xixi ela nao desenvolveu, rs pode ser só fetiche do cara rs .

Anônimo disse...

Kit para Rose, faça o favor! Dá pra ganhar até da Patricia. Eu, hein.

Anônimo disse...

Ahahgaha, fetiche porra nenhuma, aquele filho da puta tava bebado e achou q nosso colchão era privada. Mas o NAtal de 8 anos até agora(to com 40) foi o mais bizarro, isso é fato. Ahhaha, minha vida é tão cagada, q se ganhar saporra vai ser mega engraçado, nunca ganhei nada e ainda ganho com uma situação q mudou o rumo da minha vida, q definiu o q sou hoje pra sempre. Irônico.
Rose Mônaco

Renan Mazoroski disse...

as histórias mais engraçadas acontecem sempre no natal quando a família se reune. rs

@constrangendo disse...

Sou do time da Rose.

Anônimo disse...

Porra, dá esse prêmio pra Rose.

Anônimo disse...

desanimei de contar...o pai da rose era mais infantil que ela mesma..
voto no kit pra rose.
joceli

Anônimo disse...

a Rose com certeza vai ganhar hahaha mas vc esqueceu de por o contato, mulher!

Anônimo disse...

Opa, to por aqui, se ganhar meu face é Rose Mônaco

Soraia Queimada disse...

TEAM ROSE!

Anônimo disse...

Natal já é uma desgraça.
A quenga (minha tia)estava cortando o peru e meu avô estava no quarto, cinco minutos depois ouvimos "pá, pá , pá". Meu avô se suicidou. Natal nunca mais. Fim.

P.S: Eu moro no cafundó do Brasil (BA), então , nada de pizza. Dane-se.

Juliana

Renata disse...

O da Juliana é tenso.

Anônimo disse...

Ahahaha...ai meu Juliana, desculpa....ahahaha....ai meu q foda. Mas Vc contou muito egraçado. Foda.

Anônimo disse...

Odeio concurso cultural.

Beá M. disse...

Meu natal sempre foi uma miséria.
Nem comemoro mais, só se minha mãe usar seus Super Poderes maternos e me obriga a ir pra ceia.
Lembro bem do dia que o botijão de gás explodiu...ui!

Anônimo disse...

Juliana, vamos supor que seu avô atirou na própria cabeça, ou no ouvido, ou mesmo na boca, causando uma morte instantânea. Como ele conseguiu efetuar os outros disparos depois de morto?

Anônimo disse...

Juliana,

que avô desgraçado, embora a pergunta do anonimo 21:10 seja bastante pertinente.

E na bahia não tem pizza? Do jeito que vc falou até parece que não.

Anônimo disse...

Não tenho uma história específica do dia do Natal. Mas o fato é que no mês de dezembro sempre acontece alguma merda. Acho que essa praga começou em 2003.
Por exemplo, ter uma depressão fuuu (daquelas de só sentar num canto e chorar), amiga que morreu atropelada (e estávamos rompidas), pé na bunda de namorado que na semana seguinte voltou para a ex - desfilando com ela em público, barracos em família na frente dos meus amigos (e na época eu tinha apenas uns dois),enfim.
Não quero concorrer, pois moro longe das cidades, só queria desabafar. rs

Barbarella disse...

team Rose!!!

Natal é sempre uma merda né....esse que achei que seria normalzinho já fudeu....bisa no hospital e a familia brigando, por que uns querem que ela fique e outros querem partir pra eutanásia....hauhauahuahau
Adoro esse clima de amor fraternal!

xx

Anônimo disse...

Quanto aos disparos do avô da Juliana, de repente ele disparou uns antes pra anunciar (><') e o ultimo nele mesmo.

Monica Cristi disse...

Tem uma frase ótima, acho que é do Valêncio Xavier: Natal dá câncer. Assino embaixo.

Arthur disse...

Certamente o Black Christmas com os metaleiros da cidade. Entoando canções populares do matanza e bebendo whisky. O último sem amarras, sem compromissos e sorrisos falsos. (:

Arthur disse...

ah, só pra constar tbm, sou do ES, no pizza for me.

Anônimo disse...

não posso participar da promoção, pq sou do ceará.
mas gostaria de lhe contar minha historia.
ano passado passei o natal muito doente vendo o televisão preta e ranca, com minha vó
e eu estava bêbada.

alinne

Anônimo disse...

ahahaha eu amo os coments desse blog, só dá desajustado


"E na bahia não tem pizza? Do jeito que vc falou até parece que não."

"Não quero concorrer, pois moro longe das cidades, só queria desabafar. rs"

e, por fim, a rose nao diz de onde é, nao deixa contato (amiga, tem varias rose monaco no feice, to vendo aqui uma de londrina e uma de campo grande, sem contar as gringas)

patricia, vamos ver se a warner tb nao patrocina um post e sorteia o box de harry potter, daí eu até invento uma historia rs

Anônimo disse...

eu gosto do natal. gosto até das músicas.sinto falta de quando minhas meninas eram pequenas e eu inventava pegadinhas de natal, contratava papai noel, duendes e td o aparato natalino pra entregar os presentes. as carinhas de surpresa, susto, contentamento (nessa ordem mesmo) me deixavam feliz. a comilança, as pessoas em volta falando, umas briguinhas bobas pra animar e dar fofoca pra semana seguinte...natal agora é tão frio e vazio.e irrita os vizinhos felizes com suas familias.credo, que horror eu disse.rs
jo

Patricia C. disse...

Me compadeci com a história da Rose, tadinha. mas se for a mesma rose que um dia me mandou um email, tenho quase certeza que ela mora no MS. vou ver com o pessoal do RW a possibilidade de enviar o kit pra lá. A Inaie também contou uma história interessante, mas pelo blog dela, nem mora no Brasil. Não sei o que fazer RYSOS.

teiaderenda disse...

No meu caso, o meu Natal bizarro foi quando tentei dar o golpe no Papai Noel.

Em 1987, quando eu tinha 8 anos e era uma mente criminosa e ardilosa infantil. O que rolou foi o seguinte: a Estrela e suas magníficas campanhas de Natal piraram o meu cabeção e eu simplesmente não conseguia escolher um brinquedo só (pessoas de pouca idade que me leem, saibam que no meu tempo o habitual era pedir apenas um presente de Natal, ok!). Como era eu quem mandava as cartas pro Papai Noel, sempre era incumbida de escrever o meu pedido e o do Taygoara, meu irmão. Aí a gente se reunia e decidia o que iríamos pedir. Decidimos então que eu pediria a cozinha da Barbie e o Taygoara a lanchonete do Mc Donald’s – isso porque minha mãe interviu, uma vez que a gente queria um carrinho de sorvetes da Yopa, igual ao que aparecia no merchã do programa do Bozo. Juro!!! =D

Mas o porém é que a gente queria taaaaaaaaanto o recém-lançado Pogobol, mas também queríamos os outros brinquedos que já tínhamos escolhido. E então, como fazer?! É aí que entra em ação a mente ardilosa desta que vos escreve. Falei pro Taygoara: “e se a gente falasse pro Papai Noel que a gente ganhou um irmãozinho esse ano? Aí a gente teria direito de pedir mais um brinquedo”. O meu irmão na hora concordou. Aí entramos no dilema: qual seria o nome do irmão? Concluímos que deveria ter um nome indígena como o nosso e chegamos a um veredito de que o nome seria Moacir.

Pronto, mãos à obra, era só escrever a carta com os três pedidos e entregar pra minha mãe botar no correio. Estávamos animados com a nossa sagacidade e com o brinquedo extra que viria. \o/

Qual não foi nossa surpresa quando, mais ou menos uma semana depois, chega em casa uma carta do próprio Papai Noel passando o maior sabão na gente. Ele dizia que conhecia todas as crianças do mundo, que sabia muito bem que a gente não tinha um novo irmãozinho e que era muito feio mentir, porque se por um acaso a gente ganhasse um brinquedo extra, alguma criança do mundo ficaria sem o brinquedo. Ficamos mortos de vergonha e ainda com o maior sentimento de culpa. Sem falar que achamos que por conta da mentira não ganharíamos presente nenhum.

Mas para a noooossa alegriiiiiiiaaaa o Papai Noel foi bem legal e trouxe o que cada um pediu, menos o Pogobol do Moacir – ahahaha. Minha mãe se diverte com essa história até hoje e disse que só ganhamos o presente pela cara de pau e ardilosidade do ato.

Bom, esse foi neu Natal mais bizarro, tomando sabão do Papai Noel. ;)

Patricia C. disse...

HAHHAHAHAHAHAHAH maravilhada com a história de teiaderenda <3

mora em sp? forte candidata.

vou deixar o concurso durar uma semana e depois digo aqui.

Anônimo disse...

Oi Patricia, moro no MS sim, mas meu irmão mora em SP, se puder, se eu ganhar da pra mandar pra ele e ele manda pra mim.
Rose Mônaco

Luana disse...

Eu não ia mandar nada porque não moro no Brasil e as historias da Rose e da Teiaderenda são, sem duvida, melhores do que a minha.

Mas vamos la...

Quando eu era criança morei um tempo numa comunidade meio hippie, coisa da minha mãe. Um bando de dona de casa, que curtia coisas nova era, resolveu montar essa comunidade e mudar pra la. Eramos vegetarianos, nao tínhamos luz elétrica, povo fiava meditando o dia todo... Uma delicia, so que nao.

Dai que no natal eramos em muitas pessoas e resolvemos fazer amigo secreto... O fatídico amigo secreto, coisa do capeta! Eu, criança de classe media, que sempre ganhava muitos presentes do papai noel (nem precisei inventar um Moacir!) teria que me virar com um presentinho de 1,99 de amigo secreto.

Ja era uma merda, ate que veio o dia de abrir os presentes e quem havia me tirado? A mais detestável de todas as pessoas daquele lugar, uma tia de uns 40 anos que achava da-hora pegar no pé de uma criança de 10. Que me fazia chorar, mentia sobre cosias que eu teria feito (bem naipe da sua madrinha, Patricia, a única diferença eh que meus pais nunca bateriam em mim, mas as sequelas do que aquela tia fez comigo nunca sumiram).

Dai que ela já começou a me sacanear na hora de fazer a descrição de quem ela tinha tirado. Depois de fazer todo mundo rir da minha cara ela me entregou o embrulho e o que era? Um desodorante! E ela ainda disse: "para você parar de feder". FIM

teiaderenda disse...

Sim, moro em São Paulo...

Anônimo disse...

essa história da Luana também é ma-ra-vi-lho-sa, hein?

"pra você parar de feder"


vaca

Patricia C. disse...

Gente, amei todoas as histórias que vocês contaram. me compadeci com todas, Luana, todo o abraço do mundo pra você :)

mas quem ganhou foi a Rose! a voz do povo é a voz da patricia.

vou entrar em contato com você via FB.

Anônimo disse...

Ahhhhhh...porra nunca ganhei nada na vida....gostaria de fazer um agradecimento a MEU PAI, sem vc eu nunca teria conseguido. Obrigada deus, obrigada brasil, obrigada Patricia, obigada pai.
Rose Mônaco

Luana disse...

Rose, você mereceu!!! =)

Anônimo disse...

Patrícia é Rose Mônaco de Campo Grande -MS, ok. Bj e valeu.

Tem um dementador ai q falou q tem uma pá de Rose Mônaco, então só pra deixar claro.

Luana Obrigadaaa.

Rose Mônaco

teiaderenda disse...

#chatiada

HAHAHAHAHAHAHAHAAH

teiaderenda disse...

#chatiada

HAHAHAHAHAHAHAHAAH

Jackie e Rômulo disse...

Gente, varios minutos de otimos risos aqui com essas historias!
bjs,

Patricia C. disse...

Sério, se eu pudesse, premiava todo mundo que contou as histórias :(

Rose, te mandei uma mensagem no FB ontem, mas vc nao me respondeu. manda o endereço do seu irmao pra mim eumejogo@gmail.com beijo!

Anônimo disse...

Patricia
Te mandei email recebeeu?
Bj
Rose Mônaco

Anônimo disse...

nada contra a rose, mas a historia do pogobol é bem melhor, digna desse blog <3

patricia devia ter aprendido com os reality shows que o povo nao sabe votar #povogado #scully #donachupa hahahaha

Anônimo disse...

Patricia, chegou o Kit. Obrigada viu. Bjos
Rose MOnaco

Anônimo disse...

Pow, a história da teia de renda é muito mais engraçada...