quarta-feira, setembro 19, 2012

sdds

Esqueci de contar sobre a Vera Fisher no post anterior. Toda botocada, com raiz preta brilhando num cabelo bicolor e só anda no saltão.

Outro dia na copa, ela solta:

- Agora você vê, eu não posso falar que tenho orgulho de ser branca porque sou chamada de preconceituosa, mas o negro pode falar que tem orgulho né? Pois eu tenho muito orgulho de ser branca.

Senti saudades do Forrest contando sobre o ciclo de reprodução dos sapos.

35 comentários :

Natália T. disse...

no fundo, a vera fisher não deixa de ter razão. Todas essas ações afirmativas não deixam de ter uma forte carga de preconceito enraizado nelas - e na sociedade. Não que eu ache que é legal rolar um 'orgulho branco' nível KKK ou New-Nazi. Mas, o argumento dela não deixa de ter alguma validade ...

E, na boa? O inferno será sempre os outros. Continue desabafando aqui, não ligue para dementadores e trolladores. O mundo é um belo cu e se não pudermos nem desabafar mais, só o que resta é pular de um prédio de 20 andares.

Forrest II disse...

E você achou mesmo que as coisas melhorariam só porque mudou de lugar?Como você mesma diz:RYSOS.

Anônimo disse...

ahm, na verdade o argumento dela deixa de ter *qualquer* validade, sim. nao existe orgulho de privilegiado. mas enfim, né.

~

patricia, um super abraço pra vc por aguentar essas coisas :/

Anônimo disse...

Falsa simetria. Agora, o que fode, é explicar - e não só pra ela pelo jeito.

Neide disse...

É bem babaca porque sabemos o quão mestiço é o povo brasileiro. Falar de orgulho branco, sendo que somos um bando de encardidos, chega a ser engraçado. Comparada com um verdadeiro caucasiano, essa mulher seria considerada um tição. hahaha. O triste é constatar que aquela máxima de "eu era feliz e não sabia" continua sendo válida. Lá, você convivia com um boçal (Forrest I). Aí, já contei três. Que merda. Isso sempre acontece comigo. Penso que vou pra um lugar e irá melhorar, mas só piora.

Daniel disse...

O mais bacana é que ela fala isso pra vc, que tbm é branca, queria ver ela falar isso na cara de uma negra. Amo/Sou. rsrs

De todos os males, o menor. Não acho ela tão asquerosa assim, é só mais uma babaca sem noção, no meio de tantas que a gente tromba por aí.

Patricia C. disse...

as pessoas fazem essas generalizações e as vezes nem é por racismo, mas por uma completa falta de análise da nossa história. você não pode ter orgulho de ser branco se a raça branca foi responsável por séculos de escravidão. da mesma forma que não se pode ter orgulho de ser hetero vide esses papos medonhos de parada hetero porque oi, heteros nunca sofreram preconceito. o orgulho vem da minoria. e é um orgulho porque traz uma auto afirmação diante de anos de opressão. tipo homem ter orgulho de ser homem. gato, a mulher é que foi discriminada e rebaixada durante a história.
é o meu ponto de vista, acho abominável, pra nao dizer outra palavra, quem levanta bandeira de 100% branco. vai ter orgulho do quê?

Anônimo disse...

Gente, taí, a Patricia falou tudo de novo.
E, poxa, estamos em 2012, vamos ter que explicar tudo pra todo mundo, o tempo todo?

Eu sou do sul, sou loira, sou bem branquinha mesmo (daquele tipo que NUNCA se bronzeia, só fico vermelha), e na boa, me acho bonita, apesar do lado ruim (que todas as cores tem, esteticamente falando. A pele negra não envelhece nunca, em compensação é mais oleosa. Eu tenho uma pele boa, mas além de não ficar morena nunca, logo vou ficar velha AND botocada) eu gosto de ser branquinha.

Mas daí a levantar a bandeira "orgulho branco" é totalmente ridículo, pois não tem nada a ver com se achar bonita, ou gostar da sua cor. Mas sim da sua história.

Aqui na minha cidade, um candidato a prefeito chocou a população colocando um beijo gay em pleno "horário nobre". De cara, fiquei meio chocs, um pensamento tipo "ai, será que precisava? Meio apelação, né?"
Depois, amadurecendo os pensamentos, fiquei pensando: CLARO que precisava, demorou!! Imagina o que os gays devem passar...o que é a história deles, e esta vitória pra eles, se for comparar com o meu "ai-to-chocs".

Esses dias, estava fazendo a unha, e as mulheres revoltadas: "onde-já-se-viuuuuuuuu...que absurdo. tive que mentir pro meu filho que era uma mulher de cabelo curto, tipo a nina da novela"

- querida, qtos anos tem seu filho?

- 10, uma criança pura e inocente.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

Gente, só em Joinville mesmo.

Natália T. disse...

Seguindo o raciocínio de vcs, então um alemão não pode ter orgulho de sua pátria pq tem toda a história do nazismo lá atrás? Não faz sentido.

Saibam, pois, que MUITOS (mas MUITOS MESMO!) negros que fugiam ou eram libertados (existiam sim! não se contentem com a História q a Tia Gertrudes lhes contava na escola) que tinham ESCRAVOS! Sim, sabem a PRIMEIRA coisa que um negro q era libertado/fugido fazia? ARRANJAR ESCRAVOS PRA ELE ;) Zumbi dos Palmares mesmo era um, que é SUPER CULTUADO hodiernamente e é historicamente provado que ele tinha oq? ESCRAVOS!

Seguindo essa lógica, o q acontece? Negros não podem ter orgulhos de serem negros pq, opa, tbm escravizaram!

O 'orgulho' não tem só a ver com a história da raça/etnia/escolha sexual. Não é um orgulho do tipo 'sou raça ariana! sou melhor! vcs devem morrer'. É só um orgulho de 'opa! eu gosto de ser assim!'. Qndo eu disse q o argumento dela não deixa de ter alguma validade, foi discutindo todo o preconceito q existe por trás das próprias ações afirmativas em relação aos negros. Até mesmo pq, como vcs mesmos disseram: SOMOS TODOS UMA RAÇA MESTIÇA! Então, qm garante q ela, assim aparentemente 'branca', não tinha um trisavô negro e escravo e, mesmo assim, ''venceu'' na vida, estudou e blablabla? Agora só pq a pessoa é negra, msmo depois de 100 anos de abolição, ela ainda precisa MESMO de vaga destinada a ela pra passar num vestibular? É um preconceito gigantesco achar que só pq o cara é negro ele não consegue vencer a barreira social. Uai, Obama tá aí. Against all odds. EUA teve segregação social até 70 anos atrás.. coisa que NUNCA existiu no Brasil. Aqui existe preconceito? Sim, sempre existiu. Mas da maneira que existiu lá, com a segregação, aqui NUNCA foi assim. Então, se um negro nos EUA chega a presidência, pq no Brasil ele não dá conta, sequer, de chegar à faculdade?

Não sou contra as cotas, nem contra muitas coisas. Aliás, sou super a favor das cotas (mas como medida passageira, até se melhorar o ensino-base) para pessoas de SUPER BAIXA RENDA. Agora, só pq a pessoa é negra?

Natália T. disse...

E, FYI, eu estou me formando em uma faculdade federal. Então, não, não tô preocupada com negro nenhum roubando ''minhas'' vagas - pq sei q mtos vão dizer q eu tô falando isso td é pq tô revoltadinha. Não estou revoltada com nada... Estou só comentando.

Aliás, ja namorei um negro. E: e daí? Tinha dois olhos, uma boca e um pênis como qualquer outro homem branco, índio, japa, etc. E era mto mais gato, íntegro e macho q mto 'branco'. Então, não, meu discurso tb não é 'orgulho 100% branco'. Nunca levantei bandeira de nada, aliás, nessa vida, pq não tenho orgulho de nada do que sou, se querem saber. Aliás, nem orgulho de ser mulher eu tenho.. mto pelo contrário.. acho q deveríamos ter vergonha de como estamos nos portando ultimamente. Mas isso é uma outra discussão mto polêmica e não qro ser, novamente, mal compreendida.

Só acho q a pessoa não pode ser assim julgada só pq fez um comentário daqueles, qndo ele não deixa de ter alguma validade. Ela deve, sim, ser julgada se for PRECONCEITUOSA. Aí, são outros quinhentos. Se ela chegar num negro e disser 'vc é feio! vc é inferior! vc é isso ou aquilo'. Ou então 'deus me livre de ser negra'. Aí é OUTRO TIPO de situação...

Natália T. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patricia C. disse...

Natália, eu acho o seu ponto de vista super diferente do meu, mas não te chamei de preconceituosa. Chamei a Vera Fisher, pelo tom que ela usou, pela chacota e tudo mais. Você não chamei e acho que ninguém aqui fez isso com você. Eu me canso demais de debater racismo, sempre aparece um argumento "mas os negros também escravizaram". sim. brancos também escravizaram brancos e por aí vai. escrotidão não escolhe raça, nisso a gente concorda. o cenário que nós temos no brasil é esse: a colonização branca tirando negros da áfrica pra escravizarem. A luta que se teve aqui foi essa. Não houve/não há segregação no Brasil? Vá em qualquer favela e faça um apanhado de negros. Se isso não é segregação, nao sei mais qual o significado dessa palavra. A diferença é que a divisão não é oficial, não oficial como aquelas do governo nos EUA. Sobre as cotas, eu sou a favor do modelo que a Uerj aplica, que é a cota necessariamente com cunho econômico. Sobre os alemães, orgulho é diferente de patriotismo. E não me incomoda que um alemão seja patriota hoje, me incomodaria se ele fosse em 1940, se bem que como é sabido, a segunda guerra é um reflexo do fim da primeira guerra, mas isso já é um outro assunto super extenso. Só pra concluir mesmo, orgulho racial não tem a ver com se sentir bonito (como a Vera Fisher deve se sentir, ela de fato é bonita), mas com a história que você carrega. Por isso que há muito mal entendido, sabe? Porque as vezes o branco diz ter orgulho por isso que você falou, por ele se sentir bonito e gostar de se ver no espelho, mas nao por causa da raça. Um beijo e não fica chateada não, posso te garantir que pelo menos até agora, ninguém aqui te acusou.

Natália T. disse...

Patrícia, eu não estou chateada não.. Só estou comentando mesmo.. Aliás, se eu estiver lhe chateando, me desculpe. Pq não é a intenção. Qr dizer, você já passa por coisa DEMAIS nessa vida pra eu anda qrer vir aqui e encher seu saco ou dizer qlqr coisa do gênero 'gata, não diga isso ou aquilo, não post isso ou aquilo'.

Se eu continuo o comentário aqui é pq sei q vc é uma pessoa esclarecida, já frequentou os bancos da faculdade de Filosofia e acredito que não esteja se chateando com meus comentários.

Então, lhe pergunto: pq branco não pode ter orgulho da raça? Quer dizer, tirando toda a escrotidão de ter escravizado negros e dizimado índios, brancos produziram MUITA cultura e conhecimento! E não estou dizendo q outras raças não produziram. Só estou dizendo q a raça caucasiana produziu muita! Então, pq o branco não pode, por exemplo, ter orgulho de ser branco por isso? De ter, sei lá, inventado a energia, descoberto leis da física, a cura da tuberculose, pintado a Monalisa, etc e tal? Não é pq vc tenha orgulho de algo q significa que outra coisa seja inferior! Se fosse assim, então quando alguém diz '100% gordinha!' ela está dizendo q as magras são inferiores? Ai, gente, quanta besteira! Eu acho q cada um tem direito de ter orgulho do q quiser, poxa. Como eu disse, eu não entendo, não tenho orgulho de nada. Mas, defendo q cada um possa ter o seu.

E, só pra continuar: como os negros eram retirados da áfrica para serem escravizados? Ou eram vendidos por próprios negros, q já haviam os escravizado antes; ou eram vendidos por suas próprias famílias! Qr dizer.. vou bater na mesma tecla: segundo a lógica q alguns propuseram aí, então como q um negro poderia ter orgulho da raça dele? Não poderia, né?

Bjo pra vc tbm e se eu estiver lhe chateando, é só falar 'ok, agora já deu, natália. cansou minha beleza'.

Patricia C. disse...

natália, o principal problema na nossa falta de entendimento é que eu encaro a questão racial como sendo uma questão histórica. você encara pelo lado semantico da coisa, por isso rebate tanto "mas os negros tb escravizaram e tal" mas mas mas etc. Você se prende num pixel, eu to vendo o quadro inteiro. Não acho que você está errada, todos os seus argumentos são bases de estudo também, mas ainda sim são casos isolados. Você não me cansou de forma alguma, o debate do racismo é que me cansa. Assim como debater qualquer preconceito, porque eu só consigo imaginar uma coisa: 2012. E ainda sim estamos aqui. Um beijo.

Ana P. disse...

cansei de ouvir esse tipo de bobagem. ultimamente, me utilizando um pouco de algo que vc já disse aqui, eu tenho preferido me calar.

entra no mesmo argumento imbecil do orgulho hetero. faltou um pouco de bom senso na criação de uns e outros nesse mundo.

@egalan disse...

No meu trabalho tem uma senhora de 50 anos, solteira, cabelo playmobil, que solta pum alto nos corredores com a maior desenvoltura e que é vice-presidente do fã-clube nacional do Star Trek. Todos carregamos uma cruz.

Anônimo disse...

Concordo. Cada um tem orgulho do que quer. Direito dela.Sou contra discriminar alguem por ser branco ou negro.

Anônimo disse...

Natalia, gata, vc tb deveria ser mais esclarecida, já que está se formando numa federal - a minha é só uma estadual. Leia, PFVR, a decisão do STF sobre as cotas. É um começo, mas é o suficiente para não sair por aí.


Até pq ÉMINHAOPINIÃO não tem validador algum.

Juliana disse...

Natalia, você ta toda equivocada, gata. E ainda diz que não tem orgulho de ser mulher pela maneira como estamos nos comportando ultimamente.

oi?

Abra um pouco os seus horizontes.

Neide disse...

Acho mesmo que o sentimento de orgulho só pode surgir por algo que você conquistou, que batalhou para obter. Orgulho por ser branco, negro, indígena, nascer no Japão, Luxemburgo, Brasil? Porém, tem gente que precisa se vangloriar disso porque não lhe restou mais nada.

Bia disse...

Eh engraçado como tem gente que se acha branco puro, ariano rs.

RYSOS.

Liih disse...

Juliana, acho que a Natália quis dizer sobre o que muitas mulheres estão fazendo atualmente, como por exemplo usar o corpo para se promover, fazer de tudo pra ficar ou pegar um filho da famoso, essas coisas... sinceramente, eu também estou decepcionada com a nossa classe de mulheres... houveram e ainda existem mulheres que lutaram tanto para tirar esse estigma de que mulher só serve pra sexo, ou pra ter filhos, aí aparecem essas mulheres que querem ser símbolos sexuais... o que tem de orgulho nisso? Expanda os seus horizontes também.

Anônimo disse...

SLUTSHAMING rolando!!

nah disse...

Ainda bem que vc não parou de escrever patrícia!!
Não teremos mais forrest(graças!)aqui, mais pelo jeito teremos Vera Fisher e suas pérolas.
abraços!

Anônimo disse...

Esse assunto já deu. Next, please!

Eduardo disse...

Dá preguiça de discutir isso, sério mesmo. E nem é tão difícil assim entender, né?! '-'

Anônimo disse...

Ok, tb acho babaquice esse negócio de "orgulho branco", cm tb acho q tem mt negro, acho até q como defesa msm tem preconceito com branco, agora só ñ venha me falar q branco é privilegiado, pq porra, sou branca e sou pobre, pego bus td dia, acordo cedo,minha faculdade é paga com empréstimo, vide fies, td q tenho vem com mt luta e estudo. Cade meu privilégio??? Acho sim q os negros ate hj são inffelizmente segregados, mas chamar os brancos de privilegiados soa perjorativo , e meu bem, n deixa de ser um pré- conceito.

Vítor L disse...

Não importa onde você esteja, sempre terá alguém pra escrotizar legal. Força, Patrícia, e se for possível, divirta-se. Sim, divirta-se, as pessoas são escrotas e falam muita merda, no meu dia a dia tenho vários Forests, MUUUUITAS veras, e apesar de serem exus e insuportáveis, e me desgastarem, por outro lado, fico rindo com das pérolas que eles soltam, das situações que eles enfrentam *as vezes os escrotos se fodem tbm*. Beijos

Anônimo disse...

e preconceito contra semianalfabeto, existe?

Anônimo disse...

http://classemediasofre.tumblr.com/

Escrotisse indo parar no classemediasofre...
que delicia.

Patricia C. disse...

hahahah alguma coisa de bom a gente pode tirar disso tudo. Eu adoro o classe média sofre.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
a mina do primeiro comentário foi parar no classe??????????
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Dani C disse...

Ai, gente, de nada. Não resisti MESMO, mandei. hahaha

Anônimo disse...

desvirtuando a coisa toda: odeio gente que vai pra copa fugir do trabalho e conversar, eu vou pra comer e não consigo me alimentar direito quando as pessoas ficam fazendo perguntas etc. mto chato. Abaixo às conversas na copa!

Anônimo disse...

outro comentário no cms, patrícia!