sábado, agosto 04, 2012

graças a deus

Meus primos insuportáveis foram embora. Se despediram dos cachorros, do gato, mas não de mim.

HAHAHAHAHAHAHA

Isso me lembra uma vez. Nega virando pra alguém e dizendo "aff, o que essa pessoa tá fazendo aqui?". Pessoa era o dono da casa onde ela estava hospedada.

12 comentários :

Engraçadinha disse...

Oh céus.
Doeu?

Anônimo disse...

Insuportável deve ser você pra eles terem feito isso contigo.

"Deve ser" não, é, de fato. Afinal o blog não deixa dúvidas.

Depois de gastar dias falando mal deles desde antes da chegada dos coitados, isso é o mínimo que tu merecia em troca. Eu teria é pena das crianças de terem que dar beijo e abraço de despedida em quem gasta tanta energia as sacaneando...

Anônimo disse...

Se eles se despedissem iria chamá-los de cínicos?
Bem mais dignos assim, prima ruim.

Anônimo disse...

hahahahahaha... povo sem noção, vai para casa dos outro e na hora de ir embora nem tchau falam. Nunca cometeria tamanha falta de educação, ate pq se eu não gosto de alguém (ou alguém na casa se incomoda com minha presença) nunca iria ficar na casa da pessoa.

Simone disse...

lendo o penúltimo comentário, vou dar o depoimento do outro lado, então. senta que lá vem história.

há um tempinho, fui viajar pra um determinado país. obviamente, pra economizar o dinheiro da hospedagem e alimentação, fiquei na casa de parentes que nem conhecia. ou seja, ficando bem claro mesmo que queria tirar vantagem dessa situação, como boa carioca.

chegando lá, tentei ser a mais simpática possível (o que não é do meu feitio), porém, a filha da puta que nem era dona da casa (estava morando de favor na casa do irmão, com amante e 3 filhas) simplesmente nem falava comigo, provavelmente com ciúme do tal macho. um dia, eles saíram de casa e nem me avisaram. fizeram festinha de aniversário dentro da casa e nem me convidaram. hahaha.

porém, sou cara de pau o suficiente pra impedir que isso me afete de alguma forma e por isso, fiquei lá o máximo de tempo que pude, conforme especificado no visto, conheci diversos lugares, pois pude economizar bem (sabe como é pobre, né?) e fui embora sem deixar rastros. eles nem sabiam quando seria. quando olharam, eu já não estava mais lá.

conclusão: seus primos fizeram a mesma coisa com você. um bando de caipiras dando golpe nas cariocas espertas (sua mãe, que permitiu (ok, ela é mineira, mas finge que não), e você, que teve que aturar pra não aborrecê-la). quem não quer viajar 0800? lá, eu ainda tive que pagar pelas passagens, deslocamentos e eventuais almoços na rua. se fosse como no seu caso, seria ainda melhor! parabéns pros matutos!

Lu disse...

Olha, me entristece MUITO ter que ler um depoimento como esse da moça em cima.
Quer deixar claro que é uma folgada cara de pau, fique a vontade. Pelo menos a sua honestidade tem que ser reconhecida.
Mas não associe essas características a todos os cariocas, sabe? POR FAVOR! Hahaha. Essa cidade ja ta fudida demais, não precisa de mais isso.

Andre V. disse...

Uma vez eu fui pra curitiba e fiquei na casa de uma amiga que morava em republica. Tipos. eu conhecia so uma guria e ela morava com outras tres. Fiquei la 10 dias. ficava o menor tempo possivel em casa.e apagava todos os rastros da minha existia ao sair e ao chegar. quando eu ia no banheiro ate minhas digitais eu apagava. Uma das gurias era INSUPORTAVEL. eu não me abalava, mas nao criava casa pq a casa TAMBEM ERA DELA. Eu acho que quando vc ta na casa dos outros o MINIMO que vc deve fazer e seguir as regras da casa, nao invadir o espaço alheio e ser educado MESMO que as pessoas que estao te recepcionando nao sejam.

Ps. Fiquei na casa da patricia. Melhor. anfritiã. do. mundo. BEIJO PRAS RECALCADAS.

Anônimo disse...

Patricia, Léo Aquilla tem pênis ou tirou ? Bjs

Anônimo disse...

Ô Andre V.,pra quê apagar as digitais?Que crime tu cometeu?Tomou o último Danoninho que sobrou na geladeira?CSI feelings,haha.

Anônimo disse...

Se tem uma coisa que eu nunca faria é ficar num lugar onde não sou bem vinda. Dignidade, sabe como é.

Nina disse...

Depois que saí de casa, fugi das reuniões de família. Nunca aguentei meus primos depois que amadureci, pois eles nunca cresceram o suficiente para manter uma conversa acessível e menos infantil Terrível.
Logo, entendo o alívio que você sente.
Abraços.

Clara disse...

Uma vez fui viajar para fazer um curso de um mês em outro país, e já que estava lá, ia aproveitar para passar uns dias em um país vizinho quando acabasse o curso.
Durante o curso eu teria hospedagem, tudo certo, e só precisava de um lugar para deixar minha enorme mala (ia viajar com uma mochila para o país vizinho) e dormir uma noite antes de voltar para o Brasil.
Minha mãe tem uma amiga que mora lá, e ela disse que não teria problema. Aí fui almoçar na casa dela assim que cheguei, antes de começar o curso, e o marido dela me tratou tão mal que no mesmo dia reservei um albergue.

Se tem uma coisa que eu nunca faria é ficar num lugar onde não sou bem vinda. Dignidade, sabe como é. [2]