terça-feira, junho 19, 2012

era uma vez uma stalker

Estava conversando outro dia sobre stalkear pessoas. E nos primórdios desse blog eu me auto intitulava a Rainha em stalkear, sabia de tudo, de quem eu gostava, de quem eu odiava e por aí vai. E na conversa eu me dei conta que não existe mais isso. Não sei se é idade, sei lá, eu simplesmente parei. Outro dia após anos fui procurar o chicleteiro no face, vi uma foto dele com um bebê no colo "mas gente, ele é pai? meu mundo caiu" e cavando mais fundo vi que era apenas uma sobrinha. Quer dizer, ele poderia ser pai e eu só saberia meses depois, porque parei de correr atrás de informações. Parei de correr atrás do Rei do Gado porque mesmo se quisesse, nego tá sendo investigado e multado pelo Ibama, então tenta cobrir os próprios rastros onde pode. Vem os desafetos. E sinceramente não me importa mais. A única pessoa que ainda investigo o quanto posso é o canalha agressor, mas também é a única pessoa que odeio verdadeiramente, então acho que nem conta muito, qualquer pessoa no meu lugar faria o mesmo. Mais uma vez digo, não sei se é idade que me fez parar de saber como os outros estão, amores, desafetos. Apenas fico feliz por ter perdido o interesse.

11 comentários :

Anônimo disse...

Same here! o/

Anônimo disse...

Falando em stalk, tô numa jornada difícil aqui, acho que enferrujei. Procuro o nome do cara e só aparece nomeação e uma suspensão no DOU rs Apelido, nome dos filhos, abreviações e nada. Esse puto não deixa rastro... #chatiada

Larie disse...

Teach me, master! SHAUSHAIHS
:P Stalkear vem sendo um problema, já que estou com bastante tempo livre.

Bala de Prata Oficial disse...

Eu também parei com isso, embora tenha umas pequenas recaídas as vezes rs

Renata disse...

nunca fui de stalkear pessoas. Não vejo muito sentido, sabe. Se a pessoa é importante na minha vida, significa que já sei sobre a vida dela. Se a pessoa não é importante, se cago baldes, se odeio, bem, aí mesmo é que não preciso saber nada sobre a vida dela. É o tipo de energia que quero longe de mim.

Inaie disse...

eu procuro as pessoas que eu gosto - mas qdo digo priocuro, eu as procuro. telefono, escrevo, visito.

Ficar revirando vida alheia nao e a minha praia. E se fulano é meu desafeto, pelamor de Deus, tuira essa praga do meu caminho. pq vou querer ir atras?

Anônimo disse...

''Apenas fico feliz por ter perdido o interesse.'' Ai, me abraça! Entendo completamente.
Ainda stalkeio muito, diminuindo comparando com o passado, mas muito.
E tão nada a ver, tipo fulando que fez aula de autoescola comigo, há 5 anos atrás e com quem não troquei nem um oi.

Aí cê se pega stalkeando esses e outros e pensa: por que raios eu faço isso? Bora viver minha vida e minhas coisas.
Tô chegando lá ^^

Anônimo disse...

Paty!

Acho que é idade sabe?!?
os valores mudam, as crenças...

Não tinha me tocado nisso ainda,
mas com dizem: O tempo passa, o tempo voa..

Então.. os interesses tb mudam e assim vai..

Beejo
Grazi

Anônimo disse...

To chegando lá , cada um tem seu tempo, cada um sabe de si.

Anônimo disse...

Acho que é um misto de idade com falta de tempo. Tô nessa também.

Pedro Paulo Nascimento disse...

Também estou na mesma cituação. A única informação é uma foto e um evento em que elas estiveram.