quinta-feira, novembro 17, 2011

quem sabe um dia

Tem essas duas senhoras, super famosas internamente, frequentadoras assíduas no meu trabalho. E hoje as duas foram. Fazem escândalo, são surdas, brigam etc.

Uma já contei aqui. Apelidei de Neném, mas agora só chamo de Hebe.

A outra, chamo de Dercy. É ultra surda, negra e racista. Odeia ser atendida por negros. Pede pra passar a vez. Pena que ela não conheceu meu pai, que, sendo mulato, atravessava a rua para não cruzar com negros, mas enfim.

Digamos que já é considerado um dia cagado quando uma das duas vão. Imagina hoje com as duas?

Hebe olha Dercy de cima a baixo. Dercy costuma falar sozinha e pronto, lá vem Hebe dizer "kkkk que maluca", mas oi? a senhora também é maluca?

Próxima senha. Hebe dá escândalo porque Dercy furou a fila.

Chego em casa e leio sobre a louca do cu pelada em NY. E minha primeira reação é rir. Minha segunda reação é refletir:"mas meu deus, será que um dia chegarei nesse nível de loucura?".

Essa é a minha vida, Brasil.

7 comentários :

Ca disse...

Meu pai é negro, minha avó era mulata igual a mim. Ela morreu sem ter conseguido realizar o sonho da vida dela que era ter uma casa dela, sem precisar pagar aluguel. Quando eu era pequena, lembro que ela conseguiu um dinheiro no bicho, e os filhos dela- 13 no total - conseguiram juntar o restante pra comprar a casa. E lá foi ela comprar a casa dela, só que na hora que chegou na casa que ela podia comprar, no bairro da casa verde, em sp, ela se negou a morar do lado da "negrada" que viria a ser a vizinha dela, porque eles iam roubar td o que era dela (detalhe 2: todos meus tios são negros, casados na sua maioria com negros, e tendo filhos negros). Resumo da história, ela morreu pagando aluguel, porém sem nunca ter morado do lado da "criolada". Não sei o que acontece com essas pessoas, talvés seja a síndrome do oprimido, ou falta de noção mesmo... triste.

'Lara Mello disse...

Amiga, todos nos estamos propício a isso, uma vez vi minha avó dando dedo, quando fui questiona-la ela disse que depois que agente fica velho não liga mais para um bocado de coisa, que antes não fazíamos de jeito nenhum, e que parece que ficamos mais louco do que já somos =O

Allana Gama disse...

você é uma pessoa que eu queria um dia sentar, tomar uma cerveja, e falar das merdas da vida, sabia?

Allana Gama disse...

e sobre o acontecido, minha vó, é branca, nascida no interior de Pernambuco, filha de português fugido da fome, e reza a lenda, neta de franceses fugidos de algum lugar também... e ela não concorda com que eu adote nenhuma criança, porque ela não quer passear no shopping com um "pretinho" que o pessoal vai achar que é filho da empregada! ¬¬
posso?

Zelma Rabello disse...

Minha avó era branca, filha de portugueses (fugidos ou não) e casada com meu avô, negro, filho de escravos. Tinha um vizinho dela que ela tinha visto criança e que quando passava por ela se ajoelhava e lhe tomava a bênção: bença vó. Ela dizia Deus lhe abençoe, mas quando ele virava as costas ela resmungava: vê se eu tenho neto negro...
E por falar em negro: já viu o Dé, do Vasco? Tá batendo um bolão!... Como diz uma amiga minha: tem coisas que só a Mãe África pode fazer por nós...

marquinhos disse...

só rindo msm!!! na minha rua tinha 1 velhinha q tinha pavor de negros....sempre algum negro chegava perto dela, elase afastava e se a pessoa insistisse ela tacava a bolsa!!! haushaus......velhos, melhor ama-los!!!! :)

Anônimo disse...

não é só velho, não viu? conheço gente mais nova com calara ascendência africana que é racista. como proceder??