domingo, julho 17, 2011

harry potter: desidratei

Foda-se o spoiler, porque está tudo nos livros mesmo e fã da saga já sabe de tudo.

Uma vez o Garcia Márquez disse que após matar o José Arcadio Buendía, em Cem anos de solidão, se trancou no quarto e chorou por dias. Não deve ter sido diferente ao colocar um ponto final na maior saga familiar da literatura. Chorei todas as mortes até a última.

E daí penso na J. K. Rowling que criou uma outra saga e conseguiu um sucesso mundial, permitiu as filmagens, transformando Harry Potter em um fenômeno. E isso todo mundo já sabe, nem preciso dizer. E ninguém questiona, é um fenômeno mesmo. Como deve ter sido para ela contar a história do menino órfão, maltratado pelos tios? Harry morando embaixo de uma escada, sem esperanças de nada, até que um dia, uma carta, duas, três, várias cartas caindo do céu. Selecionado para uma escola de bruxos, num universo onde ele era famoso por ter derrotado, ainda bebê, o maior vilão de todos os tempos.

Mais do que ser uma grande escritora e trabalhar com a criação normal de todo escritor, suas relações humanas, J. K. Rowling criou uma sociedade inteira. Criou um esporte com todas as regras. Criou a escola dos sonhos onde no lugar de matemática e química, temos poções e defesa contra as artes das trevas. Separou o mundo dos bruxos do mundo dos trouxas, mas sempre reforçando quando podia que a discriminação não deveria existir. Hermione, melhor amiga de Harry, era filha de trouxas.

Vem o último livro e todas as lágrimas caindo com a morte do Snape e a revelação de que ele sempre foi fiel a Lilian, de que matou Dumbledore a pedido dele. Veio o meu alívio de sempre ter acreditado no Snape. Achei o último filme incrível, o melhor de todos, eu que sempre botei defeitos nos filmes da série. As lágrimas na penseira e Harry vendo todo o passado, do amor pela Lilian, do cuidado pelo próprio Harry em segredo. Em todos os anos. Sempre. E aí passa todo o processo, de como ele era escroto, mas tinha a razão: ninguém podia saber que ele protegia o Harry, porque em algum momento o Voldemort ia voltar e o Snape precisava manter o papel de leal ao lorde das trevas. E vem o pedido do Dumbledore "você vai ter que me matar", ele mata e leva toda a culpa por essa morte, é escorraçado pelas pessoas, assume o papel de tirano corajosamente. Sem ser nada daquilo. As pessoas precisavam acreditar. Voldemort precisava acreditar. E não era nada daquilo. Não posso com gente injustiçada. Snape foi leal ao amor por Lilian do início ao fim. Chorei o mundo lendo o livro e orgulhosa de nunca ter engolido a traição. Chorei de soluçar no filme e não fui a única. Melhor filme de todos os 8. Melhor série de livros que já li.

28 comentários :

glaucio disse...

Sim, sim, e sim! Também desidratei horrores vendo o filme, e olha que nunca fui muito de gostar dos filmes não, mas acho que pelo choque de ser o último, de ter acabado de vez, e tal, foi realmente muito bom e triste e demais e tudo isso. Acho que a morte do Snape superou qualquer outra, pra mim, foi a mais triste. Daí que nego foi incompreendido o tempo todo, e não podia se fazer compreender porque o papel dele era esse, e tal. Genial.
Beijo!

gilvan disse...

Chorei muito mais lendo o livro, no filme tentei me conter, mais mesmo assim correram algumas lagrimas. hp4ever

larissa disse...

vou ver o filme amanhã, não podia com o afã da pré-estréia (mentira, só não consegui ingressos mesmo)
sempre acreditei no snape, sempre. sabia que alguma coisa fazia ele ser bom, e que outra fazia ele "ser" mal.
e desidratei com seu post, como sempre, porque definiu o que eu acredito. naquilo que nem todo mundo vê, mas tá alí. tipo a bondade do snape.

(muitíssimo bem representado pelo LINDO do Alan Rickman <3)

Heli disse...

Eu tbm sempre falei mal dos filmes. Não gostei de várias personagens por não condizer com a imagem dos livros. Mas, ainda assim, taí até hj fazendo sucesso, né!? E sempre vai ser. Ainda vou assistir a parte I para poder ir ao cinema desidratar na parte II. Coisas de fã triste pelo choque do fim. Definitivamente, o fim.

Dêco disse...

Promete não me odiar? Eu não gostei do filme. Eu queria ver o Harry gritando "Protego" por debaixo a capa da invisibilidade e a cara de Lord das Trevas procurando quem ousou desafiá-lo e Harry sair de lá divo. E queria ver todas entenderem o que Snape fez e o quem ele era de verdade.
Visualisei essa cena e esperava por ela várias vezes. Era a cena do fim.
Mas tudo bem. Harry Potter foi a melhor série de livros que eu li também.

Ownando disse...

Me preparando pra desidratar horrores no cinema.. Gostei da postagem, muito bem escrita.

Ana Zortéa disse...

acho que resume tudo isso que você escreveu, ainda mais pra quem sempre acreditou no snape, e mesmo sem ter motivo, pq na real nos livros ele seguia sendo escroto e assumindo o papel de vilão, mas mesmo sem saber pq a gente acreditava, pq dumbledore confiava, a gente seguia confiando tbm. achei lindo a cena, achei lindo o 'always' que ele fala quando faz o patrono igual ao da lilian, achei lindo mesmo. resume toda a história e faz todo mundo desidratar.

tbm acho os últimos os melhores filmes da série. emocionante, fim de uma era.

Panosso, Luciana disse...

Eu ainda não vi o filme e nem li o ultimo livro, mas sempre soube que o Snape não era um traidor, e já deu uma pontinha de tristeza saber que ele vai morrer :(
Mas me deu mais vontade ainda de ver.
Beijo!

Tula Verusca disse...

Eu acho que chorei mais com a morte do Snape que com a de Dumbledore.. e olha.. parecia que um familiar tinha morrido.

Eu sempre confiei no Snape, e quando ele matou o Alvo eu pensava: isso é uma armação Alvo não morreu, de verdade!!!!

Thamila disse...

fiquei arrepiada com texto. também chorei o mundo com esse filme

alice disse...

lagriminhas nos olhos lendo seu post! ahhh tb chorei com a morte e a revelação do verdadeiro snape! melhor coisa do mundo é ver a reprise dos primeiros filmes na warner e ver <3severinho<3 com outros olhos

engraçado q quando o alvo morreu, eu n senti mta tristeza, não... achava muito filha da puta da parte dele ficar escondendo as coisas do harry. daí agora tudo faz sentido, né? ele realmente tava escondendo de propósito!

eu sempre fui bem fã da série, mas achava os filmes meio fracos... coisa de fã chato, que espera fidelidade ao livro na adaptação. eu tinha 13/14 em 2001, no lançamento do primeiro filme, e saí do cinema com uma tromba de desapontamento!

meu livro E filme favoritos continuam sendo o HP3 (<3sirius<3), mas esses 2 últimos realmente valeram a pena! vou até reler o HP7

quero um box com todos os dvds djá!

Paula disse...

Ainda não fui ver, e tô ficando maluca. Chorei muito no último, e sei o quanto vou chorar nesse. Choro nos trailers porra! Ah, amo demais essa saga <3

'Lara Mello disse...

Palmas! Concordei e muito com tudo, tenho todos os livros, fã doente e sabe o que aconteceu comigo? Travei, tô enrolando para ver o último filme, porque sei que não vou aguentar.. Minha irmã e amigas foram na pré-estreia e tomaram um susto, porque eu não quis ir. Depois foi o marido, no domingo enchendo o saco para ver, com direito "Eu vou sozinho" e eu dizendo que não estava preparada e um amigo dizer que tava no cinema e estava um inferno, hoje, minha mãe de 53 anos, fã também foi SOZINHA assistir, porque furei com ela também, marido enchendo o saco dizendo que vai quarta.. Mas eu não quero ir, não tô preparada para chorar o mundo como chorei no livro e TODO mundo diz que choro.. Não sei o que fazer.. Só sei que amei seu texto! ^^

Alba disse...

Vc ssabe como ninguém descrever o fato.
Bjs...

Engraçadinha disse...

Hum... Agora serei obrigada a ler os livros. Sua narrativa me deu coragem.

Barbara disse...

Muito bem! Não tava mais aguentando gente dizendo que não ia comentar do filme pra evitar spoiler! Oi? O livro foi lançado em 2007 e uns 127% da população mundial já leu.

Verônica disse...

eu virei uma uva-passa de tanto que chorei. Snape nunca me enganou tb. e chorei demais com o Neville. ai, acho que vou reler os livros.

Julliane Brita disse...

Choro desde o primeiro livro e do primeiro filme, sou dessas. Saí com a cara deformada do cinema, com uma puta dor de cabeça, e depois fiquei chorandinho na minha cama. Chorei com seu post, choro com todos os vídeos e coisas relacionadas ao fim. Sério. Digam o que quiser, o importante é o que ficou nas lembranças dos fãs, o sentimento que causa em mim cada vez que eu lembro que foram 12 anos da minha vida acompanhando essa história. Curto muito ver que eu não sou a única. =)

Laís disse...

Dei vexame no choro. Mas tinha uma menina do meu lado bem pior. E a morte do Snape foi a pior de todas pra mim, a que mais sofri.

masqueporra disse...

queria fazer um texto todo dizendo meu amor pela série, de como eu queria que existisse mais sobre esse universo, mas deixa pra lá. é incrível. lindo, lindo, lindo.

Dan disse...

melhor post sobre o filme.

me emocionei.

Jefferson Reis disse...

Gosto muito do terceiro filme, mas este é demais. Realmente, muito emocionante. A cena em que Snape diz a Harry que ele tem os olhos de Lílian é linda. Melhor série de filmes e livro é Harry Potter. Concordo plenamente com você.

Anônimo disse...

ah, vi vc falando no twitter q neville merecia matar bellatrix: concordo plenamente! ela transformou os pais do coitado em vegetais. ele foi criado por uma vó LOCA por causa dela e virou um garotinho medroso... daí quando ele finalmente se revela corajoso, um verdadeiro grifinoriano, ela morre nas mãos de outro? não gostei. a molly podia matar qualquer outro bruxo (q tal o rabicho, aquele bostinha do perebas q viveu na casa delas por anos?)

alias, foi só eu q notei q não mostraram nenhum bruxo jovem usando o avada kedavra?! tipo q o harry matou o vold pq o bagulho ricocheteou! só vi o ron usando a maldição imperio contra o goblin e fiquei chocada!

acho q foi o remo (único prof de defesa contra arte das trevas normal q aquela escola teve) q disse q as maldições imperdoáveis n podiam ser praticadas por qualquer bruxo, q alguem bonzinho podia gritar "avada kedavra" à vontade q não conseguiria matar se não quisesse DE VERDADE matar

Valerie disse...

Vi todos os filmes, mas ainda devo a mim mesma a leitura dos 7 livros. E será dentro em breve.
Qto ao filme, 90% do que vc escreveu é spoiler pra mim, mas foda-se. Lá vou eu amanhã ao cinema (de novo). Tô desde o dia 15 tentando e não admito não ver em 3D.

Pat Siciliano disse...

Concordo totalmente.

(Nem cabe dizer mais nada, a não ser que vou voltar ao cinema mais umas 5 vezes antes do DVD...)

jorgealison disse...

Quando eu fui ver o filme com o meu namorado eu avisei logo, antes de começar:

-Olha só. Se eu me debulhar em lágrimas do nada no meio do filme, não liga, não, tá.

Eu vi no sábado, e tinha amigos que já haviam assistido. Uma amiga super fã, de longa data como eu não havia chorado uma lágrima sequer durante filme então eu fiquei mais tranquilo depois que ela me contou. Mas me fudi. A partir da cena da morte do Severus, eu-chorei-a-porra-do-resto-do-filme-inteiro.

E realmente. Essa é, de fato, a palavra que melhor reduz a história: Desidratei.

Keith Melo disse...

Daí que rolou todo um arrepio com o post.
Li o livro assim que foi publicado e assisti o filme, e o que falar? Perfeito. Chorei horrores com o livro mas não tanto com o filme, rola toda uma tensão, muita gente e tal. A cena de Snape foi uma das únicas que me fez chorar, a outra foi a morte de Fred.

Daniel disse...

Eu nunca tive ou dediquei muito do meu tempo à literatura, mas, desde o ano passado, prometi-me que leria a saga inteira. Li os seis livros no ano passado, e após a metade desse ano super puxada, consegui terminar o último livro (e olha que consegui evitar todos os spoilers!!!) a tempo de vê-lo no cinema. Foi uma correria, mas, pelo livro, valeu muito a pena. Tenho que confessar que chorei pelo amor de Snape e Lílian - que resistiu até o fim, a ponto de Snape guardar um teco de uma foto -, assim como quando Harry "revive" seus parentes à orla da floresta, sendo o momento em que mais perto chega, na vida, de sua mãe...
Entretanto, achei o filme bem meia-boca; só que bonzinho se comparado aos outros. Me irrita os malditos clichês inseridos no filme e ausentes nessa grande obra; me irrita este segundo Dumbledore e Harry que não conseguem encarnar seus papéis. O que realmente salvou foi a excelente Belatriz, passando-se por Hermione, e a ótima adaptação das memórias do Snape, incluindo sua perfeita atuação e sofrimento. E, se não chorei, foi pq já sabia o fim da história.
Ah, só não concordo quando vc disse: "era escroto, mas tinha a razão: ninguém podia saber que ele protegia o Harry". Ele era escroto pq realmente odiava Harry, símbolo de seu amor eternamente perdido para outro.