segunda-feira, abril 18, 2011

parente é serpente

Nunca concordei com esse papo de "errei, mas a intenção era boa". Sigo o ditado batido que o inferno está cheio de boas intenções. Não me interessa muito o motivo, me interessa o final. Meteu no meu cu? Então, pronto. Acaba aí. Não há argumentação porque eu nem escuto, nem dou chances de explicar. Meteu no meu cu e pronto.

E tem esse papo da minha tia "eu tenho medo dele, por isso ainda falo com ele" ou "a briga não é minha, mas estou do lado da sua mãe". Diz que está, mas não demonstra. Diz que tem medo dele, mas duvido que se fosse ela no lugar, ainda estaria falando com ele. Risos eternos de uma mente com tanta cara de pau. E a minha mãe compra esse discurso. Eu não compro.

Já relevei n coisas que fizeram comigo. Porque sabe. Eu não sou santa. Também piso na bola. Mas as coisas que fazem com ela eu não relevo nunca. E todo mundo arruma desculpa. "Ai, é que eu não sabia o que fazer", "poxa, juro que não fiz por mal". NÃO.ME.INTERESSA. Fez o mal. E FIM. As coisas páram aí. No momento em que alguém é prejudicado e nego finge que não vê. No momento em que alguém sofre uma violência e a família acha que o errado é quem deu queixa na delegacia. Isso quando não rola o papo de "devemos perdoar, não podemos sentir ódio", naipe de dar a outra face, com nego claramente achando que faço cosplay de Jesus Cristo.

O ápice da conversa foi a minha prima,

*PAUSA*

prima essa que tem 33 anos e a minha mãe paga cursinho e inscrição de concurso,

*FIM DA PAUSA*

dizendo "sua mãe já tinha problemas de saúde antes do tio Voldemort bater nela".

Minha vontade era voar no pesçoco e bater até tirar sangue. Pela falta de noção. Por achar que "opa, mas ela já era meio fodidinha de saúde né? ele bateu, mas ela já estava mal né?". Vontade de socar pelo desrespeito e falta de consideração. Mas mantive a linha. Não vou me igualar.

Quando eu digo que por mim toda essa corja tomava é no cu, não estou exagerando. Quero que todos eles se fodam.

23 comentários :

guilherme disse...

Caralho. Fiquei com NOJO da sua prima.

Thatay Rodriiguês disse...

é por isso que eu não vou pro céu. Não dá pra competir vaga no céu com pessoas altruístas que desejam o bem a quem fudeu a vida delas.
Eu quero mais é que quebrem o pescoço na escada, Que se afogem em poça d'agua.
Sou ruim mesmo, coração grande é doença de chagas.

disse...

Tá certa.

Madame disse...

Familia é so pra dar dor de cabeca pra gente, isola que falsidade pega.

bjus

Anônimo disse...

pois tinha é q ter enfiado a porrada nela cacete

Daniela Pedrinha disse...

Pois é Patricia.. sempre tem um fdp para tentar nos empurrar mais fundo no buraco, na família então, nem se fala!

Eu te entendo pq tb tenho tipos escrotos na minha família... hipócritas, cínicos, babacas, piranhas fingindo-se de santas, gente burra e de cabeça pequena que pensa pequeno e insiste em te fazer pensar igual, covardes, espancadores, o pobre que ficou rico e depois perdeu a grana, mas tenta ainda manter a pose e por aí vai...

Alguns parentes são castigo....

Anônimo disse...

Que pena que vc ainda tem que olhar pra cara dessa gente.

Barbarella disse...

Super te intendo, por mim quero que minha familia TODA vai se fuder!
Sem mais....
Beijos

@paulilinha disse...

Ainda não sei porque vc se controla tanto se só te fazem mal. Minto, sei que é pela tua mãe, mas, meu Deus, não aguentaria escutar as coisas e ficar quieta!Hipocrisia do caralho gente que fala uma coisa e faz outra ou diz o que fazer mas não faz igual.

Mariana disse...

ODEIO isso de "devemos perdoar, não podemos sentir ódio"

Quem diz isso é pq não sofre ou é idiota

Anônimo disse...

Dava meu cú se tivesse a chance de dar na cara de uma vagaba como a tua prima!! Tu devias ter batido, te sentiria bem melhor. E ainda fazia o bem de ensinar pela força um pouco de educação pra essa xibunga.

Anônimo disse...

bando de filho da puta. eu não aguentava de cabeça baixa, não. tinha no mínimo chamado essa piranha da sua prima de "encostada" e mandado ela parar de extorquir sua mãe.

quer dizer que se vc encontra uma vítima de atropelamento, vc passa o carro por cima, pq ela já tava estropiada mesmo? ¬¬

Anônimo disse...

Patricia,

já leio seu blog há algum tempo mas nunca comentei. Acompanho essa história sobre a sua mãe, o seu tio e todos os outros parentes envolvidos que tanto te revoltam com as atitudes passivas que têm há algum tempo e acho que o que tenho a dizer talvez possa de ajudar de alguma foma.

Primeiro - Sua revolta é perfeitamente compreensível, eu provavelmente me sentiria da mesma maneira se estivesse no seu lugar. Saiba disso. Apesar de só saber o seu lado da história, não acho que vc teria motivos pra inventar os absurdos que acontecem na sua família. Portanto te entendo.

Agora, a questão qdo leio seus posts sobre esse assunto é que toda essa sua revolta SEMPRE é reprimida por diversos motivos que nem sempre fazem sentido (pelo menos considerando o background que vc dá aos leitores com o que conta aqui no blog).

De verdade, vc diz que devia denunciar o seu tio, devia falar todas as verdades para a sua tia e pra essa sua prima do post etc, mas não faz nada disso. A impressão que passa é que quando vc não consegue mais aguentar de frustração com essa história, discute com a sua MÃE sobre ela. Justo com a sua mãe, a vítima completa da história. Vc acha MESMO que a sua mãe, do jeito bonzinho e inocente (de acordo com o que vc narra) que ela é, vai te dar suporte em qualquer tipo de ação mais revolucionária que vc resolva tomar? Se ela concordasse de verdade com o que vc acha que deveria ser feito, ELA provavelmente já teria feito alguma coisa (afinal é adulta, gente grande tbm).

Óbvio que existem questões maiores sobre denunciar o seu tio, por exemplo, que se não me engano é envolvido com política - mas e aí?! Até quando vc vai ficar nessa de só reclamar sobre a coisa toda e nas oportunidades que tem de falar verdades pra quem merece ouvir dizer que preferiu não fazer nada pra não se "rebaixar" ao mesmo nível?

De duas uma: ou faça alguma coisa DE FATO sobre todos esses problemas e pare de entristecer e aborrecer a sua mãe com a sua opinião sobre a família direta dela ou se conforme com a situação e aceite.

Reclamar sobre tudo e não fazer nada mais efetivo que apenas "meio que dizer o que pensa but not really por causa da sua mãe e o que ela pensaria de vc estragando seu relacionamento com a sua tia" parece MUITO confortável - parece que vc tá acomodada. Vir reclamar aqui no blog pode até te aliviar momentaneamente, mas não ajuda em nada no seu problema pq afinal, pelo menos pelo que parece, ninguém da sua família lê o que vc escreve aqui - pelo contrário, só pessoas como eu - que não te conhecem e não podem fazer nada pra ajudar.

Pense nisso e me desculpe pela intromissão.

bj

Mais um copo de Martini na multidão disse...

Como dizia Nelson Rodrigues: A família é o inferno de todos nós.

katy disse...

oi patrícia, tô contigo e não abro. bate na doida da prima que ela merece!!!!! por isso que eu falo que a minha família são os meus pais e os meus gatos.

Anônimo disse...

também espero que eles se fodam
;*

Raiza disse...

Entendo perfeitamente,mas as pessoas ainda tem essa idéia de que família vem antes de tudo,não importa o que aconteça e blá."Quando a situação ficar ruim só a tua família é que vai mesmo te ajudar" Aham,senta lá Cláudia.
O pior é quando a própria vítima embarca nesse discurso.Aí a gente vai fazer o que?

Renata disse...

Parente é uma desgraça mesmo. Eu não tenho o seu azar, nunca ninguém bateu na minha mãe, mas ela já sofreu umas injustiças também.

Processa mesmo esse cara, denuncia e o escambau.

Anônimo disse...

Olha, esse papo de "não quero me igualar" tbém é furado, viu? Tinha mais era que ter metido a mão na cara dessa sua prima babaca por ter falado uma sandice dessas. Metido a mão não, devia ter esfregado a cara dela no asfalto até arrancar toda a pele. Daí quero ver se sua tia ia entender, e se ia dizer que não podemos viver com ódio no coração.

NAPAULA disse...

Olha, sinto vc ter um ser destes na família, vai tomar no cu a sua prima, não tem o que dizer vai brincar no liquidificador, porra!!
Mas adorei o cosplay de Jesus Cristo eu vou adotar essas palavras....

Natalia disse...

Já q não dá pra vc bater, contrata alguém.. Nóia q bate em qlq um por 10 conto tem de monte por ar...rs

Anônimo disse...

eu comentei mais cedo q teria feito e acontecido

mas a verdade é q minha mae tb ja passou por poucas e boas (ou melhor: muitas e ruins) com os irmãos

2 bolinavam ela qd ela tinha uns 8 anos. o terceiro tentou abusar dela qd ela tava grávida. em ambos os casos, n aconteceu algo pior sabe-se lá pq... talvez "sorte" ¬¬

esse último "tio", alias, roubou o carro e várias coisas dela pq era metido com drogas. e até hj acha q n tem nada demais, nunca pediu desculpas, afinal "ele estava doente", coitadinho ¬¬

e a outra tia expulsou ela, grávida e solteira, da casa dos pais qd eles morreram. com o apoio dos outros irmãos, claro.

mas, querendo ou não, eu fui criada pra gostar deles e pams... foi estranho até eu conseguir me desvincular dessa gente.

ironicamente essa tia foi a única pessoa q me ajudou qd minha mae esteve doente. entao eu meio q passo por cima.

mas os outros, eu quero q morram de forma dolorosa. virem vegetais.

no seu caso, eu acho q vc devia denunciar o agressor da sua mae, ainda mais pelo fato dele ser consul e a coisa toda foi recente.

mas o estupro do seu tio (é o MESMO tio????) ja deve ter prescrito, infelizmente... mas ta mais doq na hora da familia inteira saber, ne? vc ja deve ter visto aquele filme "casamento à indiana"

Kursch disse...

Esse post me lembra outro...
http://www.utops.com.br/imperdoaveis-2/