quinta-feira, dezembro 23, 2010

não sei perdoar :'(

Tento, mas vai contra a minha natureza.

Posso fingir que esqueci, pratico muito isso com as pessoas que eu amo, mas esquecer, perdoar mesmo, nunca fiz.

E então, o que eu faço quando um dementador faz alguma merda comigo? Faço o que qualquer pessoa descontrolada faz. Imagino a morte dele.

E não é uma morte qualquer, mas aquela com requintes de crueldade. Em um dado momento eu penso "mas gente, eu seria capaz de torturar essa pessoa".

Eu seria capaz.

Não é coisa do momento. A parada aconteceu há 10 horas e opa, se ele morrer esmagado por um trator, vou ficar feliz?

17 comentários :

Roberta Mendes disse...

Patriciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Somos muito parecidas...

Também não sei perdoar!!!

E também fico imaginando a morte do infeliz que me magoou...

rayssa gon disse...

somos duas.

'Lara Mello disse...

Eu tb sou assim.. Vingativa! Tanto que uma mulher fez algo comigo 1 ano atrás.. Mas vou resolver essa semana! Bju!

Adriana disse...

total me identifico. descontrole emocional: trabalhamos

Sabrine disse...

há! isso é normal, tb tenho!
E se pá, tu ficaria mtoo feliz!!!
Seu blog é mto bom!!
BeijosS!

Coala Fumegante disse...

Inspire-se!

http://www.youtube.com/watch?v=G1Jqu70c6XE&feature=related

Ricardo Chicuta. disse...

AHHHHHHHHHHHH finalmente alguém igual a mim.
Perdão tbém.não faz parte do meu parco repertório de bondades.

Patsy disse...

eu sonhei que meu chefe direto fodia o carro do nosso chefão e em seguida MORRIA e gargalhei no sonho. acordei assustada, mas cara eu sou assim. não vou mudar, nem sei se quero, enfim. esse comentário tinha um quê de solidariedade, mas perdi mesmo o fio da meada. só não se martiriza assim pq metade das pessoas que se gabam de serem tão boas, meu deus perdoam todo mundo, na verdade só fazem cena, enquanto amarguram as pequenas e grandes coisas da vida. feliz a gente que não tem que fingir que é legalzão.

Carol Bortolo disse...

Totalll apoio.
Não existe vingança com pessoas que nos magoam, existe Justiça! ;)
Tente, deixa a mente em paz.

nan costa. disse...

Você sou eu? Penseo exatamente a mesma coisa, e muita vezes eu prefiro não imaginar a morte da pessoa e sim ela sofrendo MUITO.
Aquela vadizinha que me enganou é bailarina e ama dançar? Opa que chato seria que ela perdesse as duas pernas em um acidente de carro né.

Lilian disse...

Entrando no clube. Perdão é algo que as religiões impõem pra gente se sentir culpado pelo que os outros FDP fazem com a gente. (oi?)

Emeline disse...

Oi, Patrícia! Perdoar não significa esquecer. Esquecer a gente não esquece mesmo. É normal sentir raiva e tudo o mais, acho que todo mundo já imaginou esse tipo de coisa com alguém que nos fez mal e tals, mas, felizmente, a maioria das pessoas só imagina, nunca chega às vias de fato, hehehe. Mas eu te entendo... Perdoar é mesmo muito difícil. É quando a gente lembra do episódio mais pra frente e aquilo não nos abala mais e apesar do mal que a pessoa nos fez não sentimos mais vontade trucidá-la por isso. Aí é que está o grande desafio: não deixar a raiva se transformar em ressentimento. Porque daí ela se volta pra nós mesmos, vira um bichinho que vai corroendo a gente por dentro. Acho que ajuda bastante a gente chegar no indivíduo e botar a boca no trombone. Não digo fazer barraco, sabe. Mas dizer que não gostamos da atitude dele, enfim, tentar colocar tudo em pratos limpos. Esse seria o primeiro passo. Pelo menos não engolimos sapo, não ficamos com aquilo entalado na garganta.

Rosana Tibúrcio disse...

Eu te entendo porque fui muito assim, por um período de minha vida.

Mas ó, mesmo soando piegas, sei que vai - e não é conselho, juro - o dia em que você conseguir não sentir dessa forma vai achar tão bom, mas tão bom... Anote aí.

Ódio e desejo de vingança são como vícios, provocam uma espécie de "frisson", mas deixam nossa boca amarga. É ruim, no final das contas.

Ca disse...

Perdão é pra cínicos. Somente psicopatas são capazes de deixar pra lá coisas que afetam, humilham, irritam... A única coisa que concebo é que um dia vc vai ignorar as pessoas em um naipe, que a hora que elas aprontarem alguma, vc vai sentir pena e desprezo, esse sim o sentimento mais nobre já inventado.

Anônimo disse...

Nooossa total me identifico!!! Não sei perdoar e sou muito vingativo! Fico imaginando a morte da pessoa que me maltratou de várias maneiras e geralmente sou eu que as mato, de forma bem cruel e malvada, pq elas merecem u_u

Coala Fumegante disse...

Minha querida madrasta, um poodle ruivo, que me maltratou muito quando eu era pequena, perdeu um pulmão. Quando fui avisada, juro que não senti absolutamente nada. Me compadeço até com ladrão de banco que toma tiro na bunda. E fico fazendo piadinhas internas como "Quando eu encontrá-la, vou dar um tapinha nas costas dela dizendo: Quanto tempo!"
Por isso que eu estou apaixonada pelo Dexter.

Didi. disse...

Olha, juro que te entendo, tô meio-feliz, axo que dá pra ser. Porque uma fulana ta na Noruega, eu ficaria completamente feliz se ela pudesse ir pra outro planeta, tipo Plutão...como num dá...a gente se contenta em fulana ta do outro lado do atlântico.