sábado, dezembro 11, 2010

não lavo talheres

Cada dia mais a história, a qual infelizmente não posso contar, ganha contornos mais absurdos. E eu só fico aqui pensando: E EU AQUI.

Ontem li uma entrevista da Oprah e chorei. Assim, só de ler, nem vi. Baixei Harry Potter, vi 30 minutos e o vídeo estava corrompido, baixei outro e era a gravação do cinema torta, isso mesmo a câmera torta, desliguei e nem vi mais porque meu deus, nada vem fácil (ALOU QUEM TIVER LINK BOM, FAVOR AVISAR. obs: não vale torrent porque a conexão cai).

Cansada de viver. E é uma pena, há tanta gente com a solução dos meus problemas por aí. Eu leio e dá um desgosto, porque é realmente uma pena que a gente não possa trocar de vida. Se é tão fácil, vem aqui e faz. Mas quem sou eu. E falam para ver o lado positivo. Que.lado.positivo. Conta aí, total desconheço.

É tanta frase nada a ver "devemos ter força de vontade e zzzzz". Vou contar para vocês a grande força de vontade do meu dia a dia:

- pratos e talheres são usados inúmeras vezes. guardo na geladeira para não ter que lavar. call porca, não ligo, é só vontade de viver o mínimo possível.
- a grama quem corta é a vizinha que tem toc, por mim criava uma mata imensa de ter que entrar na minha casa usando facão.
- acordo mais cedo para pegar carona e não ter que andar 2 quadras até o trabalho.

Então, entra o diagnóstico (opa, lembrando que todos são formados em psicologia): depressão.

Nem discuto, mas só um toque? Depressão desde que nasci.

Não é que eu me isolo porque sou foda demais, eu me isolo porque melhor me isolar do que ser isolada. Pego meu banquinho, saio de fininho e pronto. Não preciso sofrer humilhação, saca. Então, nego descobre o ÓBVIO e vem me falar com toda a pompa de quem faz a grande descoberta do universo, "você quer se isolar porque não é amada", e eu só penso, mas gente, alguém avisa que Titanic saiu de cartaz? Mas novamente, quem sou eu.

Dizem tanta coisa sem noção, até amigo vira e fala umas coisas que eu fico assim "mas gente, q".

Antes eu dizia, o que me entristece é que eu só conto a metade do que eu passo. Hoje digo, o que me entristece é que nem contar como eu me sinto eu ando podendo. Depois a vilã da história sou eu.

36 comentários :

Angel disse...

Ter força de vontade? Quando me dizem isso eu logo falo "amigo, se é na base da força é porque não é assim, tão fácil".

Mas, enfim. Ouvir e ignorar é uma arte.

Abraço.

Ca disse...

Sabe o que eu faria? Deletava essas porras de psicólogo formado pelo Pau no Coelho e tb esses caralhentos q falam pra ler Augusto Cury... Esse povo escreve aqui só pra aparecer, para alguém comentar: olha, o cara é gênio, viu?! Sindrôme de Capinejar... parece aqueles programas de tv,tipo Casos de Família, onde gente q nunca se viu mais gorda aparece pra resolver e opinar na vida alheia... queria ter as manha de escrever em um blog td o q eu passo (pq amigos não trabalhamos no momento) igual a vc, porque de vez em qdo aparece nego q tá na mesma sintonia... sorte ai, e aguenta fundo

carolina disse...

fui nuns psis e hoje em dia tomo prozac e tegretol. até que não é ruim.

Marcia disse...

pqp, Patrícia! Várias vezes me sinto a loser por ficar deprimida e não ser super saltitante como o povo por aí. Mas aí vi teu blog e dá pra ver tb tem gente legal e engraçada q se sente mal tb e é deprê.
Assim, não resolve nada, mas diminui um pouco a culpa.

Jôse disse...

ok.
Vc ta certa, vc nao tem que lutar por nada, patricia!
Realmente eu nao queria estar em seu lugar, afinal nao existe vida PIOR.
Infelizmente nao tem diagnostico nem solução. É só viver por viver e esperar a morte.
Vc gosta de ler o que lhe agrada. seja de psicologo ou nao.
entao, beleza.
Boa sorte, pois gosto de você e ao contrario das ironias nao tenho solução pros seu problemas. To cheinha com os meus, que tb nao sao poucos.
Como foia festa vc de morticia? ja aconteceu? quero ver fotos :D

Afonso disse...

Patrícia, como o filme ainda não foi lançado (aparentemente) em DVD, vai ser meio difícil conseguir algo de qualidade.

Tenho esse link de Telesync, que é gravar o filme no cinema, que aparenta uma qualidade média-baixa. Bom, se você animar, taí:
http://www.megaupload.com/?d=HE2J5Q2D

Esse deve ser o vigésimo link que te mandam, mas enfim, taí. Espero ter ajudado, becitos e tudo de bom.

Luciana Meira da Silva disse...

Olha, na boa? Se for esse povinho que fica vindo aqui no blog e resolvendo os problemas dos outros (no caso, o seu), simples: fecha os comentários. Você tá aqui escrevendo seu blog e não pedindo opinião. Vai cortar metade da encheção de saco, com a vantagemde poder escrever o que quiser e contar tudo, sem ouvir as Marcias Goldschmidt de plantão.

Anônimo disse...

" eu me isolo porque melhor me isolar do que ser isolada."
É o que eu faço!Mas, minguém entende. E cai todo mundo em cima falando. Eu me identifico em muitas coisas que você escreve aqui, muitas mesmo. Mas deixa pra la que nem vale a pena...
A.C.

Luciana Matos disse...

Então Patrícia.
Concordo com a pessoa que escreveu acima: Se o barato pra ti é só escrever pra desabafar e não ler as opiniões a respeito do que você escreve, então seria bom que seu blog não tivesse comentários, né não?
Porque assim, eu venho aqui leio e não me sinto bem se te falar:
-Porra Patrícia a vida tá uma bosta? Não vai melhorar. Vai lá na cozinha pega uma faca e corta os pulsos.
Não rola.
Acho que tem um monte de gente que vem aqui e torce de verdade por você, sabe?! Não é só paunocuzisse não. Então acho que pô, não é legal a pessoa escrever um negócio legal pra ti, tentando te dar uma animada e depois chegar e ler que você fica puta com isso... É chato.
É só uma opinião.
Mas como você mesma diria: -Quem sou eu, né?
Beijo.

Fabiana disse...

Hum... talheres na geladeira?? Como nunca pensei nisso antes??
Garota, o problema é vc estar aí isolada dos seus amigos e de sua mãe... Tu não consegue pedir transferência pra mais perto?? Força aíii!! Bjooo!!

Afonso disse...

Ah, sim, adendo: com o realplayer você pode assistir o filme enquanto ele ainda está sendo baixado, sem nenhum problema. O que eu faço é:
1) Baixar o filme com o Firefox;
2) Mando o realplayer abrir o ícone do filme, que vai ter 0 bytes;
3) Quando o realplayer dá a mensagem de "arquivo não encontrado" ou do que quer que seja, mando "procurar arquivo" e abro o .temp, .part, .cdr/cdownload, enfim, o arquivo que também tem o nome do filme, mas não tem um ícone de arquivo de vídeo e tem tamanho (logo, diferente de 0 bytes).

Enfim, não sei se já sabe, mas é uma dica útil pra todo mundo. Beijinhos.

Sir Anderson, KBE ♕ disse...

Adorei sua idéia de colocar na geladeira! Eu normalmente não lavo também, e quando como algo mais seco, como pão, pizza ou algo assim, reutilizo o prato direto na boa. Quando como macarrão ou outra coisa com molho, eu só enxáguo e, quando vou usar de novo, caso ainda me reste alguma dúvica, coloco 40 segundos no microondas pra "matar as bactérias". Talheres eu só enxáguo logo após o uso.

wateraddicted disse...

hauahuahuaha, adorei isso "devemos ter força de vontade e zzzzz". hauahuah

Anônimo disse...

olha aqui, to escrevendo bbdaa, entao desconsidere qlqr merda ou erro

maaaas, eu so leio seu blog pra me sentir melhr pq minha vida e tao fudida q so lendo q tem algo pior a dizer me faz bem

mano, meu sonho? ganhar na sena pq, vei, pqp
o vida de merda
odeio tudo, todos, whatever moro tao no fim d mundo qt vc

affff

nao sei o q dizer viu
tenho medo de ser vc no futuro :(

Anônimo disse...

É sempre fácil resolver os problemas dos outros.

Anônimo disse...

Ei, longe de mim querer encher o saco, mas já pensou em sertralina? comigo funcionou, e eu tinha a mesma loucura com os seriados... parecia que eram a única coisa de bom na vida.

Pimenta disse...

Xi guria, tá brabo.Se eu rio, (E EU RIO MESMO)tu fica bolada.
Se te aconselham, tu fica bolada,se te xingam, tu fica bolada,enfim,s;o tu sabe o que se passa, mesmo!
Mas de verdade, eu te gosto.Acho que você é como é porque...É.
Eu não sei se é possível liberar comentários apenas para conhecidos,abrir só para convidados.
Quem sabe isso é melhor, porque abrir tua vida, como tu faz é um presente, e não é todo mundo que agradece aos presentes, né?
Tem nego que sequer entende como abre a embalagem,quem dirá aproveitar o conteúdo ganho, né?
Se decidir fechar,lembra que eu rio, rio sempre, porque eu sou uma idiota diferente, que prefere rír para não chorar.
bjos

Esmè disse...

As pessoas não sabem o quanto é ruim vc desabafar e ouvir coisas como: lute pra viver, produza, não se entregue... dá uma sensação de que vc é um idiota fraco, que não sabe o óbvio, que não consegue fazer a coisa mais fácil do mundo que é viver... o q pra um é uma coisa fácil de resolver, pra outro ganha uma proporção assombrosa. Ai vem nego e meio que diz: q vc se faz de coitada só pq não consegue levar a vida "resolvendo" os problemas, ou encarando eles de frente, como eu e 99% das pessoas e blá, blá, blá... essas pessoas não sabem o mal que causam pra quem tá ouvindo, pq ai sim dá uma sensação de fracasso. Às vezes a melhor ajuda e ouvir e ficar quieto.

Ma disse...

Também sempre tive essa antipatia mortal da vida, fui adolescente rebelde, todas as minhas escolhas de vida foram pra me foder. Drogada demais, bebada, sem limites.... hj tenho 26 anos, e nunca consegui concluir um curso superior... cursei uns 5 diferentes... só pra enrolar a mim e minha familia. Lance meio inconsciente. Hoje eu estudo pra tentar entrar em alguma federal e dar um jeito da minha vida porque moro com minha mãe e não sou bosta alguma, nem emprego no meio do mato eu tenho. Não sou totalmente obesa, eu peso quase 90kg em 1,70 de altura. Sou gorda... Sempre fui encalhada, mas depois que fiquei mais velha consegui melhorar esse lado porque sou lésbica e mulheres são mais simples de serem conquistadas do que homens. Pelo menos pra mim.
Mas sempre tenho dias de depressão, vontade de sentar numa cadeira e esperar acabar logo a vida.
Leio sempre seu blog, acho que muita gente se identifica de alguma forma.
Evito fazer comentários porque sinto que vc esta de saco cheio dos desconhecidos dando palpite.
Mas resolvi escrever hoje.
Gosto muito de ler seus textos.

Beijos

'Lara Mello disse...

Tenho me sentindo assim! Cansada de viver! E quando abrimos as portas (Contamos tudo no blog) recebemos coisas boas e ruins! Seja feliz! Sorte!

Dee disse...

Olha, super fora do assunto, mas né, me bateu a curiosidade:


E o Rei do Gado? Eu panguei e não fiquei sabendo do desfecho ou nem teve?

O.o

Anônimo disse...

Tenho medo de ficar como você.

Natascha disse...

será que é dificil entender que vc nãoq uer saber de obviedades? e nem gente que nao sabe de nada, te dizendo isso ou aquilo, ou como a Jose, brigandinho com vc?
Porra gente, é um blog, não uma sessão de auto ajuda, ou sinta-se melhor pq eu sou fodida. aff

Anônimo disse...

Ninguem aqui está dizendo que a sua vida, ou a de qualquer outra pessoa, é fácil.

Mas às vezes seria bom parar de olhar para o próprio umbigo e ver que existe gente que sofre muito mais que você nesse mundo. Ou vc preferia ter nascido com paralisia cerebral? Sofrer um acidente e ficar tetraplégica e depender de outra pessoa para o resto da vida para coisas banais como limpar a própria bunda?

Morar em uma favela fétida e imunda?

Acho que não né? Ah mas as pessoas, talvez em especial os brasileiros, preferem sempre o caminho mais fácil, não querem pensar, não querem fazer, não querem se indispor.

Mais fácil é ficar mesmo reclamando da vida MIMIMI SOU UMA PERDEDORA, SOU ISOLADA, SOU GORDA, OHHH NINGUEM ME AMA do que tomar uma atitude.

25 anos! disse...

2 coisas:

1." eu me isolo porque melhor me isolar do que ser isolada."

EU FAÇO ISSO.

"Hoje digo, o que me entristece é que nem contar como eu me sinto eu ando podendo. "

MANDA ESSE POVO SEFUDÊ! E conte como vc quiser, se quiser.

=**

Rick disse...

Passei uma tarde/noite aqui, te lendo!
Não vou dizer muito, você nem se liga nisso...

Adorei!!!!!

Beijos!

Anônimo disse...

Você escreve um blog e deixa os comentários abertos. Por que reclamar das pessoas dando a opinião delas? Se você quer escrever mas não quer ninguém dando pitaco, compre um diário. Com cadeado!

Emeline disse...

Concordo com a Luciana Matos.

Patrícia, sei que não estou na tua pele, não sei tudo o que tu passa e, mesmo que hipoteticamnte vivêssemos as mesmas situações, cada indivíduo interpreta o que acontece a ele de uma forma diferente e, consequentemente terá uma reação diferente frente às mesmas circunstâncias.
Como já disse aqui, já passei hoooras lendo teu blog, já o li de cabo a rabo, dei boas risadas, contei dele pra minha irmã que também anda se divertindo horrores por aqui e até pra minha mãe (que nem usa a internet), como se eu estivesse contando sobre a vida de alguém que conheço, de uma amiga. Sei que não nos conhecemos, não sei metade do que tu passa e tu não sabe nada de mim. Mas quando uma pessoa escreve um blog e outras pessoas se indentificam com ele, seja porque acontecem coisas semelhantes com elas, seja porque o dono do blog tenha uma maneira de escrever que nos chama atenção, etc, a gente sem querer e sem até mesmo o dono do blog querer, acaba sentindo como se tivesse alguma ligação com essa pessoa. Então, ao contrário do que a Ca falou, não venho aqui pra me aparecer não. Me senti na obrigação de tentar te animar de alguma forma pois tu me proporcionaste entretenimento, me emocionei com tuas histórias e em troca me senti meio que no dever de dizer qualquer coisa que fosse pra tentar ajudar. Aí neguinho vem aqui debochar porque indiquei Augusto Cury. Cara, se indiquei um determinado livro, independente de quem tenha escrito, foi porque eu li, gostei e, assim como de alguma forma foi útil pra mim, achei que de alguma forma poderia ser útil pra outrem.
Ao anônimo que também me criticou por isso num post passado e disse que tem nojo de 99% das pessoas, só posso dizer uma coisa: triste, muito triste. Uma pessoa dessas deve sofrer horrores, pois se eu que no momento sinto nojo de apenas uma e isso é algo muito difícil pra mim, imagina quando se tem nojo de quase todos os seres humanos, já que somos cercados deles e mesmo que quiséssemos nos isolar de todos, ainda assim continuaríamos dependendo dos outros, pois somos seres criados pra viver em sociedade.
Todos têm seus problemas e suas dificuldades e nem os maiores pscicólogos e psiquiatras do mundo estão livres disso. Mas quando as pessoas te dizem: força! e coisas afins, elas só estão tentando de alguma forma te ajudar. Mesmo sabendo que não são palavras escritas por desconhecidos em comentários de um blog que irão resolver teus problemas.
Não sei se tu tem depressão, pois não sou psicóloga e mesmo que fosse, acredito que nenhum profissional dá diagnóstico sem ter contato com a pessoa. Mas eu compreendo que quando os outros vêm aqui e te dizem que isso é depressão, é porque é senso comum que não é normal alguém se sentir triste a maior parte do tempo. É senso comum que quando uma pessoa passa grande parte da vida dela insatisfeita com sua própria vida ou consigo mesma, é porque algo está errado. E isso não é uma crítica, é uma crença de que o ser humano não nasceu pra e nem merece ser infeliz, portanto, precisa de e merece ajuda.
Forte abraço.

Patricia C. disse...

emeline, desculpa se deixei transparecer nesse texto um descontentamento a você ou qualquer outra pessoa que genuinamente queira ajudar. não foi para vocês esse texto. um beijo.

Anônimo disse...

Que bom que o texto não foi pra quem gosta de ti de verdade, Patrícia...
.
Eu vou morrer acreditando q não há mal q dure para sempre... As coisas vão mudar pra vc, se vc assim o quiser... E se não quiser tb, vc já sabe o final desta história né? Nem precisa de ansiedade, já tá tudo previsto, tipo novela mesmo.
.
Força. Beijos, Janah.

Anônimo disse...

ah n fecha os comentarios, não... n vivo sem suas historias, mas adoro ler a repercussao tb (pq eu tomo como se fosse pra mim, já q me identifico mto com oq vc escreve)

pelo menos vc tem essa legiao de fãs na internet ahahaha

fabiana disse...

Ainda acho que nós, fieis leitores, deveríamos fretar um voo pra visitar nossa heroína lá em Jiboia City!

Emeline disse...

Que bom, Patrícia, fico feliz. De maneira alguma gostaria de ser importuna. Continuarei na torcida por ti!
Grande beijo.

Emeline disse...

Ops, corrigindo: inoportuna*
Hehehe.

joy disse...

texto excelente, blog excelente... me identifico muito!!
não cago pra Jesus, mas me identifico muito! hahahaha
parabens pelo blog e pelo ponto de vista...gostei demais.
beijo

walkiria costa disse...

sei como é