segunda-feira, dezembro 06, 2010

índio querer coca-cola

Olha, eu sei que as histórias não são minhas, mas o que eu já ri hoje, acho válido dividir com vocês.

Daí que um colega nosso foi para uma aldeia no alto Xingu, todo ano vai alguém e ele foi o escolhido. Chegou contando que a estrutura era boa, tem enfermeira 24 horas, uma parada bem amparada pela Funai e tal. Sei que sábado eles precisam fazer um curso com os índios e não tinha óleo para o projetor (nem sabia que projetor tinha óleo, mas enfim), e pá, a cidade mais perto ficava a 50 km, chão de terra, mata fechada e lá foi nosso colega mais o cara da Funai.

Nisso que os índios descobriram que eles iam para São José do Xingu e começaram a falar BANG BANG. Que é tipo o apelido da cidade porque antigamente se matava muita gente. Eu ri com índio zoando bang bang. Todos ficaram loucos do cu porque queriam presentes da cidade.

Um chegou e deu 10 reais dizendo "me falta cueca". Outro deu 20 reais "meu neto faz aniversário, quero bolo e coca cola". Gente, onde estão os valores dos nossos índios? Cueca? Índio lá usa cueca? Por deus. E esse nosso colega contando que você quer ver um índio feliz é dar coca-cola.

Meu mundo caiu.

Nem sei se já contei aqui, mas uma vez vi um índio fumando baseado na rodoviária de Jiboia City, assim super blasé como se fosse estudante do Ifcs.

Sting ficaria deprimido.

24 comentários :

Anônimo disse...

Tem uma piada de Antropólogo - eu sou antropóloga - que é assim: alguns índios estavam vendo tv qdo entra um outro índio gritando: corram! escondam as tvs que os antropólogos estão vindo! Total sem graça, mas representa a ilusão -já passou da fase da utopia a muito - de que existe o selvagem natural, ou alguma cultura inexplorada, ou ainda culturas puras, que agregam elementos de fora, sem influências externas... td balela, índio quer coca cola e calção da nike, além de benefício do governo pra não ter que trabalhar... pobres coitados somos nós...

Caminhante disse...

Esse é dos inocentes. Minhas professoras de antropo disseram que os índios hoje em dia estão bem alcoolatras.

Anônimo disse...

Você come mandioca, por que o índio não pode tomar coca cola?

Raiza disse...

Dizem os antropólogos lá do IFCS que isso faz parte.Que a cultura se adapta e talz,não more blá blá blá.Tenho minhas desconfianças.
Obs:Não to culpando os índios não,muito pelo contrário.

Thamila disse...

índio quer absorver a cultura, beleza, mas e na hora que ele mata alguém e se esconde na aldeia e a polícia não pode entrar pq estaria violando whatever?! bonito isso.

Anônimo disse...

E esses putos ainda reivindicam meia Amazônia. Esses índios de hoje, tsc, tsc...

Mister Neurotic disse...

Cultura indígena foi para o beleléu. Queremos ser americanos. Somos todos bastados da América.

Anônimo disse...

CHOREI DE RIR!

Jonathan a. Diaz disse...

Existe a possibilidade deles tomarem quente ? Tipo iniciação de guerreiro ou é geladinha mesmo?

Acho que malucos mesmo ficam quando comerem coxinha de grango com catupiry.

Dêco disse...

Concordo com o anônimo. Índio é tudo fanfarrão e ainda tem mais benefício que nós temos.

Jaqueliny Euzébio disse...

Depois que eles descobriram os benefícios de uma Coca bem gelada em um puta calorão ou das vantagens de uma cueca que não deixa a bola bater nas coxas, os índios se modernizaram.

Anônimo disse...

Eles estão certos. Coca-cola é tudo de bom.

Fernando disse...

descobri que indo de onde você mora pro rio de janeiro a pé, voce gasta mais ou menos 20 dias. se um dia voce desistir e quiser voltar e ainda praticar exercício, fica a dica ;)

Luciana Matos disse...

Caraca, me lembrei de quando eu era criança de férias em Minas e de vez em quando minha vó gritava:
-Coooooooorre crianças! Pra dentro que lá vem os ííííííínnnndiooooos!!!!!!
Tipo, nunca cheguei a ver índio nenhum, mas me pelava de medo!
kkkkkkkkk
Beijão Patrícia!

wateraddicted disse...

não existe mais índio. last week. hehe

Fabiana disse...

Leia o Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, vai reconhecer muiiita coisa...
Em tempo... o óleo deve ser diesel pra fazer funcionar motor gerador de eletrecidade.. acho eu! Nos primórdios de Jibóia City do Sul tinha um no cinema do meu avô.

Fabiana disse...

*digo, eletricidade... sorry!

Julia disse...

O pior é que coca-cola é uó. Ô negócio ruim da porra. É agua com açucar e gás. Sem contar q serve pra desentupir privada.

Anônimo disse...

O óleo é para o gerador. Em lugares distantes geradores movidos a óleo ou gasolina ou celulas fotovoltáicas ou turbinas eólicas são utilizados para gerar eletricidade.

Anônimo disse...

de vez em quando baixa um caboclo do PFL em mim e eu me vejo pensando coisas do naipe "indio é um bando de vagabundo, pior do que sem terra, tinham tudo que ir ralar, querem tudo de mão beijada" etc.

mas depois passa e eu volto a ser politizada e consciente (imagino q a pressao sobre qm passou pelo IFCS seja ainda maior nesse sentido)

culpa catolica

Anônimo disse...

A diferença da mandioca pra coca-cola é que eu não sou considerado aculturado se mato alguém e não sou preso. Mas vou dizer que adoro uma mandioca. Huumm!!!

Anônimo disse...

é, e tome terra pros índios.

tem uma materia na veja (me matem) essa semana sobre ações da funai e de ongs pra dar terra pra índio.

porra nehuma! esses índios estavam aqui quando cabral chegou? NÃO. então eles merecem tanta terra quanto eu.

Anônimo disse...

Você come mandioca, por que o índio não pode tomar coca cola? [2]

Anônimo disse...

não sei quem é pior: a autora do texto ou os autores dos comentários... tsc