sexta-feira, outubro 15, 2010

meu dia em quatro cenas

1) Rafael Ilha chega contando que foi parar em Alta Floresta. Dormiu no ônibus. Ele e o pai. Eu ri. Porque, meu deus, taí um cara idiota que me diverte.

2) Fui em uma loja em frente ao trabalho comprar um chip, volto e percebo que oops, esqueci lá uma chave que não deveria jamais esquecer em lugar algum. Motivo: demissão por justa causa. Fingi que nada aconteceu e fui buscar a chave.

3) Entro na loja e olha, juro por deus, um dilúvio aconteceu em Jiboia City. Do naipe da gente se perguntar "é agora que Noé aparece chamando a galera que sobrou?". E é incrível porque vem do nada a chuva. Em um segundo você olha para o céu e o sol cega você. No segundo depois, tudo nublado e mundo ACABANDO diante dos seus olhos. Fico ilhada na loja e tipo, repetindo, EM FRENTE ao meu trabalho. Um monte de coisas para fazer, mas não, sou obrigada a ficar ali, porque infelizmente não tinha um bote para me levar.

4) Passado o dilúvio, tento voltar achando algum lugar que tenha menos poça, nisso vem um motoqueiro e me joga toda a água do mundo.

FIM.

7 comentários :

'Lara Mello disse...

Desculpa eu tive que riii..

kkkkk

Anônimo disse...

ooowwwn , tadinha!

Anônimo disse...

sabe? cansa né? volta pro RJ. tendência de achar q tudo antes era melhor existe e tal mas zzzzzzzzz. caguei.

Rio de Janeiro é Rio de Janeiro, gata.

Tulio Cobain disse...

Isso de motoqueiro jogar água sempre me acontece. Acho que os fdp fazem complô pra contra mim sempre que chove.

Metheoro disse...

Em quanto tempo no Rio, você consegue ter uma estabilidade e pode até ganhar um pouco mais? Ou vale o sacrificio, e as histórias pra contar depois, de ter ido pra Manaus?

:)

É nisso que vocÊ tem que pensar, amiga beijos

Princess Tangerine disse...

Patrícia, minha filha, entra num matagal aí, arruma um coelho, cata a patinha dele, arranca, empalha e carrega o pé de coelho contigo....
E, imitando a menian lá me cima: eu tive que rir!
Mas imagino que seja foda!

disse...

pqp!