segunda-feira, setembro 27, 2010

tonight is the night

Te falar que eu acho muito cafona quem se chama de bipolar. Bipolar meu cu. Outro dia nega tava dizendo "ai, meu namorado tem problemas, ele é bipolar" meio que defendendo o fato de ter apanhado. Tina Tuner fazendo escola. Ai, desculpa se meti a minha mão na sua cara, sou bipolar, risos.

Então, não curto muito dizer que é isso que eu tenho, mas

o dia foi ótimo e basta uma coisinha de nada para que tudo seja estragado.

Para que eu esteja aqui às 9 da noite comendo brigadeiro e culpando meu pai por todas as coisas.

Bem já dizia minha alma gêmea, Fernando Pessoa, os fatos mínimos me ferem como CATÁSTROFES.

Ia dormir, decidi tomar um banho para lavar a MACUMBA que fizeram, até melhorei e fui ver meu amado Dexter Morgan.

Chorei, chorei, chorei. E chorei de novo. Lágrimas que valem por nós dois.

12 comentários :

Lucy disse...

vou te falar que estou ficando meio dependente do seu blog, não vi sua postagem e fiquei chorandinho achando que não ia ler vc hoje, narcóticos ¬¬

'Lara Mello disse...

Só digo uma coisa: Dementador!

Saudades!

Fernanda disse...

arrisco dizer, com um diploma de psicologia e zero prática de clínica que você não é bipolar, só é alguém que vive a realidade, sem esconder ou amenizar as coisas.

mais normal, impossível
:)

aná disse...

PELAMORDEZEUS, patrícia, não conta spoiler de dexter aqui hein, na moral. :D

Pat Siciliano disse...

Também acho o ó gente que fica tirando onda dizendo que é bipolar.

Só quem é bipolar sabe que é uma merda mesmo não ter o menor controle sobre seu modo de ver as coisas, ser sua próprio refém emocional...

Força, Patrícia.

Nira disse...

É foda. Parece que virou moda: todo mundo quer ser bipolar. E acabam banalizando uma doença séria de tratamento complicado. enntendo o que você quer dizer!

Luisa Maria disse...

Tb chorei vendo Dexter... Aquele finalzinho já valeria pelo episódio todo. Muito foda.

Eu sei que devíamos evitar ver coisas como Dexter (fortes emoções quase sempre) qdo estamos assim, mas né?... Já vale como uma catarse. Força aí, boa sorte e pára de dar poder a esses dementadores! Manda todo mundo se foder.
Abçs!

Fernanda disse...

Olá! Primeiramente gostaria de dizer que adoro seu blog!!! Segundo, sem querer ter a pretensão de fazer diagnóstico via net, mas já pensou que talvez você esteja com um quadro de depressão?! Choro fácil, alterações bruscas de humor, falta de esperança... todos são alguns dos sintomas de depressão. Pense nisso! Bjos

Coala Fumegante disse...

Bipolar? Vc deve é estar bem depressiva. Isso é ruim? Não! Tem aval pra tomar fluoxetina!!! Vai ficar chapadona e feliz o tempo inteiro, sem parar e emagrecer mil kilos! Enjoy!
Comecei a ver Dexter. Perco horas nisso agora...vc já viu Grey´s Anatomy? Eu choro vendo Grey´s Anatomy. É ridículo.

vanessa disse...

eu, tu e fernando.

faz umas duas horas que uma coisinha aqui virou o fim do mundo na minha vida. e se não fosse piorar tudo, eu muito tuitava issaê: os fatos mínimos me ferem como CATÁSTROFES.

e nego ainda vem discutir comigo as bobagens que eu mando no facebook.

me larga, vai. tsc.

Anônimo disse...

Olha.
Lendo a penúltima frase 'chorei, chorei...'. Gente, esta sou eu, hj.
Tô numa semana trevas, minha cachorrinha q é uma filha operou a pata , tirou um tumor gigante. 1 terço da pata está exposto, pois não teve tecido pra fazer os pontos, vai ter q se regenerar aos poucos.. Isso me surtou, pq eu só peguei ela ontem à noite, não tinha idéia de como estava. Trouxe ela pra casa, e desde então não relaxei. Fico toda hora olhando, neurótica. Sabe qd tá tão estressada q qq coisa explode? A minha gota d'água do stress após a notícia da cadela + noite mal dormida, foi um choque q eu tomei abrindo o chuveiro elétrico. 3 segundos grudada no rezistro foi suficiente pra me fazer chorar.
Chorei, chorei chorei.

Pat Siciliano disse...

Depressão é um lado da moeda do bipolar - o outro lado é a euforia. Só bipolar sabe como é...

E bipolar não deve tomar antidepressivo, porque pode exacerbar a fase hipertímica - ou seja, nego alopra!!!

E É CLARO que em Jibóia City não tem um psiquiatra decente, né?

(Mais força ainda...)