quarta-feira, setembro 08, 2010

lama

(Gente, a coisa está tão feia que fui postar aqui todo um desabafo e antes de escrever qualquer letra, o mouse desgovernou e postou. Aí ficou um post em branco, como se o destino dissesse "minha filha, cala a boca, não aguento mais ouvir você reclamando").

Calo não, beijos.


Olha, pode ser tpm. Se bem que tpm durando três meses é uma coisa inexplicável. Sei lá. Já disse que não.aguento.mais. Hoje eu estava conversando com uma amiga daqui, mas gente, eu vivi um ano e meio aqui numa boa, por que essa agonia agora? essa vontade louca de ir para o Rio de Janeiro? Mais uma vez repito: eu não tenho nada lá. O que me faz falta aqui, continuará me fazendo falta lá. Não é aquela situação que você imagina "nossa, ela abandonou tudo e foi para o interior". Não abandonei nada. Eu é que fui abandonada.

*PAUSA PARA UMA MÚSICA TRISTE*

Eu sei que Hitler não colabora, eu sei que me sacanearam bonito nos últimos meses, mas não justifica essa sensação.

Sei que semana passada eu estava atendendo as pessoas, deu aquela louca que ficou fazendo barraco e falando mal de mim.

E não foi divertido como foi das outras vezes.

Tipo.

Eu, Patricia, a rainha da comédia, que você mete no meu cu e eu sou capaz de rir, não ri.

No final da tarde fui no meu chefe e falei "Quero mudar de setor. Tô vendo que tem uma vaga ali e quero ir".

Ali = lugar onde nada acontece. Lugar onde eu fico trancada em uma sala sem janela, sem contato algum com qualquer pessoa. Trabalho mais fácil do mundo. Sem pepino, sem encheção de loucos, sem histórias engraçadas para contar, porque ultimamente a coisa mais engraçada que me aconteceu foi o fim do casamento de Nota-de-cem e Bala-de-prata e a história do coroinha punheteiro. Alguma coisa de muito errada está acontecendo.

E quando você pede para mudar de setor é como se estivesse pedindo arrego, nego te olha meio torto, mas caguei.

Hoje chegou um senhor "mas como assim, menina, você mudou daqui? quem vai ajudar nóis?". Fiquei com pena porque até a nova pessoa pegar as manhas vai demorar. Mas olha, quase perguntei: meu senhor, e quem vai cuidar de mim?

24 comentários :

Lucy disse...

hei, você fez o que era certo, ficar se martirizando com nego mal educado.

Matheus Vieira disse...

Pense em você antes de pensar nos outros, você tá certa.

diretodocinema disse...

E no final quem olha por nós?
Devemos mesmo procurar o nosso melhor. Mas tenha cuidado, se anular não é a melhor solução.
Beijinhos :*

disse...

Talvez não seja exatamente vontade de voltar pro Rio, talvez seja de mudar as coisas e achando que mudando de lugar de novo, as coisas mudem...
Eu pensei assim algumas vezes e aí mudei de campus na faculdade, depois mudei de turno e continuou a mesma coisa.

Mas talvez voltando pro Rio vc fique perto de amigos que deixou aqui. (e se voltar faço questao daquelas tardes/noites de desabafo chorando comendo barra de chocolate mordendo direto a barra, sem cortar uma filinha. ou entao potao de sorvete)

V. disse...

grandes merda eu falar que amigo virtual ajuda... mas é aquela coisa, estamos aí. nem me conhece, mas estou aí, mesmo.
beijo

Thales disse...

Patricia, acho que o que te falta aí é uma companhia... Um amigo sabe? Não um colega, um amigo mesmo!
Alguem pra sair em um restaurante com você, pra assistirem um filme, conversar sobre séries, pra dar risada e tudo mais. Muita gente diz que nao precisa disso, mas faz uma diferença enorme na nossa vida quando voce tem alguem do seu lado, pra rir e pra chorar!!

Beijao!

Simone disse...

às vezes a porradaria no ringue da hora não serve pra PN msm... joga a tolha sem culpa!

Anônimo disse...

Querida, fala pra ele que ninguém vai cuidar dele porque ninguém nesse mundo cuida de ninguém!

Pimenta disse...

Tô na mesma.Estou paradinha, esperando passar.Não posso tomar atitudes agora, ou vou me ferrar, em verde e amarelo.
Não posso nada com as minhas vontades querendo mandar em mim.Acho que meu cérebro tá com preguiça de comparecer,ou está mais fraco que as vontades, essas loucas incontroláveis...
bjo

'Lara Mello disse...

Nossa, sempre te achei forte por ri das suas perdas e agora vai querer desisti..Msm que não signifique nada..EU TÔ AQUI! Se cuida!

Heli disse...

"patricia, quem vai ajudar nóis?"
me acabei de tanto rir!

e, a propósito, vc devia ser muito boa no setor que estava. uma pena, além das pessoas que vc vai deixar de atender e ajudar, será a diminuição de fatos hilariantes que ocorrem no seu trabalho.

Tiburciana disse...

Sei lá pela primeira vez achei seu post realmente triste...
Mas pense Patricia que seu tormento está chegando ai fim eu posso te garantir.
VIBE POSITIVA NESSA PERUCA
Bjs Mãe Dinah rsrs

balletdasborboletas disse...

Ah a vida já não é moleza e você tá numa de saudades e perrengues, acho que fez certo se livrando de um pepino, isso sim.

O TIO SUKITA disse...

cara, só digo uma coisa: se tu vier alguma hora aqui no RJ novamente vai ter que rolar uma festa no aeroporto pra você! e mais que tu já morou aqui em Miguel Pereira! praticamente conterrânea! e eu vou na festa, porra!

disse...

olha, eu leio seu blog faz pouco tempo e, apesar de não ter nada em comum entre a minha rotina e a sua, super me identifico com você, moça!
acho que eu estou sentindo algo assim também - pqp, me preocupo até com a namorada do melhor amigo e NINGUÉM se preocupa comigo!
claro, amigas/os existem e se preocupam, mas também têm vida própria, né?
e gente que não tem vida própria mais perturba que ajuda!
logo... resta a pergunta: 'meu senhor, e quem vai cuidar de mim?'
eu estou de fato sem esperanças, mas acho que vale o clichê 'relaaaxa, vai passar' nessas horas!
(uma hora passa, eu acho.)
a gente supera... um dia! =]

Panosso, Luciana disse...

Olha, se tivesse a opção de mudança de setor no meu trabalho, eu também ja tinha pedido, porque também atendo loucos e mais loucos. A diferença é que é comercio, e né, não tenho escolha. Eu to querendo é dar um unjoin no emprego mesmo haha

Beijo

Madame disse...

A unica pessoa que vai pensar em vc é vc mesma.
Fez bem em pedir pra mudar, procurou o seu melhor.
A proposito, cade seu link do twitter? Quero seguir!

Bom dia moça linda!

Anônimo disse...

Talvez seja esse clima (aqui também está parecendo um deserto ) e tanta seca deprime pq parece que tudo tá morrendo). Fui "apresentada" a vc por uma amiga há pouco tempo e foi primeira vez te "senti" muito, muito triste. Fica pra baixo não...surte mas não fique depre

Luciana Matos disse...

eeeeei! Aqui tu tem praia, tem nigths, tem a facilidade de encontrar substâncias ilícitas (só pro caso de ficar uma merda federal pior que aí).
Então Patrícia, aqui tu deve ter mais amigos que aí, se bem que os de verdade cagam pra distância, né?!
Ai menina, que difícil!
Te consola saber que tem alguém aqui que nem te conhece e tá preocupada contigo? rs!
Beeeeijo! Ah, só por precaução, fica longe de objetos cortantes, da dupla corda e banquinho pra pular de cima e de pontes em geral, tsá?! rs! brinks!

Anônimo disse...

Patríciaaaa. Vc fez muito bem em mudar! Até demorou pra pedir isso. Eu sou do tipo q fico mais feliz sozinha quando estou cercada de gente q não gosto. super acho q vc fez bem
.
agora, falando do teu contexto geral: vc não cogita voltar pro RJ? Cara, sei q aí vc tem um salário fixo, emprego fixo, etc. mas já colocou na balança Rio/Jibóia e pesou qual te fez menos infeliz? nrsrs (pq sei q vc tb não estava feliz aqui). Aqui tem sua mãe, aqui tem seus amigos, (gente q te manda sansão de aniversário realmente te ama, porra.) enfim. ontem foi aniversário do meu marido e fiz várias guloseimas maras, tipo torta salgada de atum c/ creme de milho, bolo de frutas, cachorro-quente pudim da mamãe, saca? Te mandaria tudo hj por sedex 10, só pra vc não precisar pedir pizza e ficar mais feliz. huahaua Pq vc deve ser tipo eu: quando come esquece o resto.
.
bj, janah.
.
ps: fique se perguntando o q te deixa de fato infeliz. analise o q vc pode fazer pra mudar isso. se questione.. mas algo me diz q se vc voltasse pro RJ, vc poderia ser mais feliz aqui.

Daniela Pedrinha disse...

Sei não.. mas tenho um pressentimento que vc não durará mto nesse novo setor sem janela e contato com o povaréu...

Olha que esses malucos vão começar a reclamar, cadê a Patrícia, queremos a Patrícia. Já já começa um mundaréu de gente reclamando que a sua substituta não sabe nada.

Não me xinga.. era só para vc saber que fará falta. Não importa se é para esses malas que vc atende. O que importa é vc saber que vc é ÚNICA.

E continuo aqui pensando que mesmo que vc esteja nessa sala sem janela, vc terá o que nos contar.. ahhh terá!

Um beijo querida.

Anônimo disse...

Cara, eu fico besta de como tem gente com a cara de pau de comentar que "se acabou de tanto rir" em um post desse. Na verdade, me dá raiva ver teus comentários, você na maior deprê, sofrendo um monte e neguinho vem aqui rir da tua desgraça.

Lena disse...

Tenso, Patríca e toca aqui ó, minha TPM é fulltime. Tá bom pra ti? Ú_U

circus disse...

Minha TPM dura três semanas, se serve de consolo...

Eu me sentia assim quando morava fora do país. Mesma situação, entende? Não tinha muita perspectiva no Brasil, mas mesmo assim voltei, por um motivo ou outro. Se vale um conselho: acho que muitas vezes o problema é a gente mesmo, então senta e faz uma reciclagem. Ou manda todo mundo tomar no cu, resolve também.