terça-feira, agosto 10, 2010

alô alô realengo

O casamento foi lindo, fiquei chorandinho, mas não dei vexame no altar porque não podia chorar muito com a maquiagem, toda vez que as lagriminhas ameaçavam cair, eu olhava para cima, então altas fotos comigo olhando o teto da igreja nossa-que-arquitetura-fantástica.

Bebi o mundo. Dei bafão. Beijei irmã de amigo achando que era uma amiga minha, depois fui para o banheiro contar o babado, saio e dou de cara com quem? Irmã do Vinicius, que como ela mesma diz, "relaxa, tá tudo em casa". Bebi mais. Depois nego queria tirar meu copo e eu dizendo "EU NÃO SAÍ DA AMAZÔNIA PRA SER TOLHIDA AQUIÁM". Mais tarde alguém me dá uma placa, pensada com todo o carinho da Jackie e do Rômulo, onde se lia NÃO VÃO ME TOLIR. Se eu não estivesse tão bêbada, teria chorado de emoção. No final, roubei docinhos e coloquei dentro da bolsa, nisso que Jackeline tinha me dito meses antes "que cafona quem rouba docinhos, não quero isso no meu casamento". Enfim, não sou uma boa madrinha.

Mamãe decidiu, em cima da hora, ir para o Rio de Janeiro, o que fez meu domingo ser ótimo apesar de tudo.

Agora as viagens. Daniel disse que sou uma pessoa cagada, que todos os absurdos acontecem comigo. Acho verdade. Na ida, sentou um cara que peidou a viagem in-tei-ra, e ele anunciava o pum se mexendo, cada vez que ele se mexia eu já prendia a respiração. Depois não posso nem reclamar, afinal de contas, minha vida nem é tão ruim assim.

Na volta, de avião, eu JURAVA que ia fazer conexão em congonhas, mas sério, jurava, podia dar meu cu na esquina que a conexão era em São Paulo. E nisso estava no bilhete que era em Brasília. Nem vi. Estava no telão e no autofalante que era em Brasília. Nem ouvi. Não sei explicar. Demência, talvez.

Entro no avião e nisso o piloto "blablabla partimos para Brasília". Baixou Vera Verão:

- O QUÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ? PÁRA ESSE AVIÃO, PEGUEI O ERRADÓAM!

Vem o comissário, chocado, me pede o bilhete e diz: "Senhora, é pra Brasília mesmo, olha aqui sua passagem". Não sabia onde eu enfiava a minha cara. E né? Depois fico aí rindo de cliente doido. Cadê a moral, Brasil? O comissário da gol teve pena de mim. Super chato.


Dá uma depressão na volta. Sempre dá. Até na ida, eu desço no Santos Dumont e sei que sou obrigada a voltar. Hoje trabalhei direto, só fui notar que não tinha almoçado quando me perguntaram o que tinha de bom no restaurante. EU, sem fome. Sério, chamem o Dalai Lama para me dar palavras de sabedoria e resignação perante essa vida.

30 comentários :

Anônimo disse...

Que bom ter você de volta
*-----*

gabi cesar disse...

Conseguiu ficar na sua própria casa? Expulsou a prima folgada?

PS.: Ai Patríciaaaaaaaaaa! Congonhas com Brasília não, amô, não fode! Hahahahahaha.
PS2.: Brinks, ein. Tô feliz que você se divertiu, mesmo com o tio Activia do seu lado no busão. Heeh.

Luciana Almeida disse...

Quantos comentários até a patrulha do 'vc reclama demais' dar as caras?

Sério, tenho pavor de companhia em ônibus, sempre dou azar também.

Sua vida parece chick-lit, menina! Surreal demais. Rs.

Lucy disse...

HUAHUAHAUHAUAHUAHUA ri litros

cara, eu imagino a vergonha que você deve ter passado no avião rsrsr...
enfim eu moro no interior e todas as vezes que eu tenho que voltar do Rio eu sinto uma vontade de me jogar da janela do carro e rolar na Dutra ate a civilização de novo.

rayssa gon disse...

pior que se ele não tivesse pedido pra ver sua passagem (e te mostrado) vc , provavelmente, bateria boca com aquele "babaca que não sabe nada da minha viagem".

é o tipo de coisa que eu tbm faço.
:S

Matheus Vieira disse...

Patricia, eu queria ter mais histórias assim para contar... Tente ver o lado cômico da sua vida! ;P

Ana Cristina Quevedo disse...

Nossa, eu vi as fotos, a noiva tava linda.
Acompanhava o blog deles desde o noivado, coincidencia...

Ó: normal levar doce na bolsa, é a marmita pra de volta ao inferno que é trbalhar depois de uns diazinhos de folga.

Mas que eu ri do "peguei o erradoaammm", ah, eu RI MUITO!

Bem vinda de volta :)

'Lara Mello disse...

Eba! Voltou sua chata...Ri muito pra variar! Saudades viu, Maluca!

Anônimo disse...

HAHAHA Muito loka sua trip!

Izabela disse...

Hahahahahahahaha! Meu irmão me mostrou o blog e eu caguei de rir lendo! Sensacional! Eu estava muito bêbada, mas ainda posso lembrar da sua cara quando saiu do banheiro e me viu na fila! Mas relaxa! Tá tudo em casa!
Beijos!

Tayná disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk
a sua vinda pro Rio te fez bem!!! Vc tá mais felizzzzzzz, ri horrores com a história do avião!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chorando de rirrrr... aiai... :´)

Anônimo disse...

Flor,

1. verbo tolher

O que é Tolher
# Proibir, vedar, estorvar, embaraçar.
# Obstar, ,opor-se, pôr obstáculo.
# Embargar, coibir.
# Paralisar.
# — V.pr. Ficar paralítico.

Denise disse...

Ai Patrícia, estou viciada nesse blog. Vc tem um jeito muito divertido de se expressar!
Senti falta de seus posts nesses dias de ausência.

Vc é fantástica!!

Marcele C. C. Cabral disse...

AAAH PATRÍCIA, EU TE AMO. Sério, só você pra me fazer ri horrores a essa hora!
HFDUAFHDASFASDFDUIOH
fico feliz que tenha se divertido e voltado!

Coala Fumegante disse...

Voltei de viagem há duas semanas e estou deprê até agora...se pá é o estado natural da coisa...

Dee disse...

HAHAHAHA, verdade!
E a história com a prima, como ficou?

Keith Melo disse...

Ah, é bom mesmo ter você de volta! :D
Eu ri muito com "então altas fotos comigo olhando o teto da igreja nossa-que-arquitetura-fantástica."

Priscila disse...

Cheirar peido no ônibus a viagem inteira? sua vida nem é tão ruim assim: tente pegar um shaolin fedendo a asa, cu sujo, bafo de cachaça e ainda querendo te trovar, sentadito do teu lado e me diz se não preciso de um exorcismo, hein?

Bjs

te amo, porra disse...

obrigada pra quem corrigiu meu tolir. tal como avião em congonhas, podia JURAR que era escrito dessa forma. corrigi uma parte, a outra fica com erro porque a placa era assim. e te falar que acho mais bonito NÃO VÃO ME TOLIR do que NÃO VÃO ME TOLHER, mas quem sou eu perante aurélio.

carreiro disse...

Patricia, você começou a dieta um dia antes. O Ramadan só começa dia 11 fofa.

brinks! :)

beijos: Ahmadinejad

Red Forman disse...

hahahaha.

eu VI a Vera Verão falando.

seus textos são sempre excelentes.

=*

RED.

Anônimo disse...

primeira vez aqui...

...vou voltar sempre!


TE AMO SUA CARALHAAAAAAAAA!

Anônimo disse...

eu nem preciso dizer q chorei litros né? kakak
.
meu bem, vindo aqui rir deste jeito, posso economizar no analista. sério, é mt hilário.
.
alguém tem q te descobrir, e fazer sua vida virar seriado. IBOPE ia amar os picos ( e as picas tb). huahauhaua
.
ri da arquitetura da igreja, do peidorreiro do avião (pq né, peido a gente só aguenta o nosso, e qd aguenta!). Ele deve ter comido feijão de corda, tadgheenho. E assim, eu tb jurava q era Tolir... ainda vou pesquisar se tolir tb é aceito, pq me lembro de já ter lido assim muitas vezes...
.
enfim, adorei a conexão do título com os hábitos suburbanos na festa e no avião. kakakakaka
.
Beijos, Janah (eu boto jana de Big Field mas agora vou pôr só janah pq tenho preguiça)

Anônimo disse...

caraca, juro que queria muito ser tua amiga!!! pensei que tu não existisses, mas esse casamento realmente existiu, então tu és real!!! kkkkk. que comentário imbecil, mas é isso mesmo!

FR disse...

Aquele abraço.

@paulilinha disse...

olha, eu ia comentar só sobre seu post, como eu gostei de ver você postar de novo e tal e - MEU DEUS - a situação do beijo ou do avião, mas gostei mesmo do comentário de um dos anônimos aqui:

"TE AMO SUA CARALHAAAAAAAAA!".

sem mais.
beijinhos.

Anônimo disse...

gente, e não é q é tolher mesmo? O.o Tolir não foi aceito nem mais ou menos, tipo, nem café-com-leite. Tolir nunca existiu. Tolir era mesmo lenda urbana. Podia jurar q existia.

janah

Emanuella disse...

Também podia jurar que era tolir. hahaha
A volta da viagem é sempre meio deprê, e dependendo de como foi a estadia dá vontade de não voltar mais. É um problema.

Jackie disse...

Vc tava linda!!!!! Agora entendi pq vc olhava tanto pra cima hahahaha
POxa, fiquei culpada de te tolir com os doces rsrsrsrs
Podia ter levado mais, viu? Vc é uma madrinha maravilhosa! é mt amor, sair de tao longe pra nos acompanhar no casamento. OBRIGADA!!!!!
bjs

Catarine Costa disse...

Oi!!!
Primeira vez que comento, mas todo dia leio! Não podia deixar de falar sobre "carregar" os docinhos da festa. Meu cunhado casou há pouco tempo e pra que isso não acontecesse (de nego levar docinho na bolsa e amassar tudo) ele mandou fazer umas caixinhas pros convidados! Ficou lindo e todo mundo feliz!!!! FIKDIK pros próximos casamentos! Bjos e gosto demais do seu blog! Me divirto muito!!!!!