sexta-feira, agosto 27, 2010

27 anos contrariando a estatística

Essa semana eu estava lembrando dos meus 12 anos. Sexta série. Notas ruins. Mas rolava uma esperança, sabe. Eu era sagaz, gostava de ler, e olhava todas aquelas pessoas da escola e pensava "impossível eu me dar mal com tanta gente burra assim no mundo". Pois bem. Os burros hoje são formados na faculdade, ganham melhor do que eu, alguns tem família formada.

E eu aqui.

Quando eu me perdi? Qual foi o momento exato em que escolhi o caminho errado?

Claro que foi uma sucessão de erros. Só gostaria de saber quando foi o primeiro erro. O primeiro passo da derrocada. Só para eu enxergar "putz, foi ali".

Penso em dois momentos.

Eu, com 9 anos, e batendo o pé em não aceitar a ajuda que SIM, EU PRECISAVA. Lembro da minha mãe dizendo: "É a sua última chance, você está bem grandinha pra saber. Eu fiz a minha parte". Insisti que não precisava. E meu deus, como eu precisava. Alguns poderiam dizer "poxa, mas com 9 anos você não podia ter essa responsabilidade". Olha, podia sim.

O outro momento. 2001/2002 cagando e andando e seguindo o caminho. Um mundo de acontecimentos nas minhas costas, mas mesmo assim, nada podia justificar a falta de empenho.

Enfim.

Por mais pessimista que eu pudesse ser, jamais imaginaria meus 27 anos dessa forma. Não que eu esperasse chegar nessa idade sendo ícone do rock como Kurt Cobain, Janis Joplin e Jimi Hendrix, mas eu esperava muito ter dado certo.

Com 12 anos de idade eu apostava todas as fichas em mim.

Com 27 anos vejo que perdi o jogo.

42 comentários :

Fabiane Ariello disse...

Não senhora. Ainda tem o segundo, o terceiro, o quarto tempos... você merece (e vai) ser muito feliz. Estou torcendo :)

Hellen disse...

Idem.

Sinto tudo isso que voce sente, com o agravante de ter parado a minha vida para que outros crescessem, se tornarem no que são hoje e ouvir cada um dizer calmamente: foda-se, não te pedi nada. Sendo que pediram sim.

Mariana Martins disse...

Olá,

Poxa vida.... como me identifico com vc !!!
Passo pelo mesmo tipo de sentimento neste momento da minha vida, tenho 30 anos e estou MUITO longe de onde imaginei q estaria quando tinha 12 anos.
Tbm fico analisando onde cometi meus primeiros erros, tive TODAS as chances e joguei fora, foi me oferecido a melhor escola particular, o melhor cursinho, a melhor faculdade... e desperdicei tudo.
Assim como vc vejo meus colegas de escola despontando na vida, com ótimos empregos e família constituida... e eu aqui.... levando essa vidinha q nunca imaginei q fosse levar.
E todos os dias eu penso.... e agora ???

Rose-MS disse...

A pergunta da minha vida.
Em que momento, em que exato momento eu caguei e fez com que eu estivesse aqui, com 37 anos, morando novamente com minha mãe, sem condições de me sustentar, com uma filha de 6 anos sendo sustentada pelos meus pais, com uma faculdade q não serviu de porra nenhuma, enorme de gorda, com dores pelo corpo, sem vontade de viver. Queria muita saber como consegui passar de futura grande fisioterapeuta para uma velha obesa sustentada pelos pais.
Só de curiosidade mesmo, pq tb perdi esse jogo, faz tempo.

guilherme disse...

é infrutífero pensar nos nossos erros do passado sem focar nas soluções para o nosso futuro.

acho que você aos 27 é uma vencedora. Quem passaria o que você passou até hoje e estaria aí, aguentando toda essa barra com um senso de humor impecável?

Acho que as maiores vitórias não são de quem fez tudo certo, de quem teve uma vida perfeita, mas sim daqueles que fizeram tudo errado, mas que tiveram que aprender a ser fortes e encarar seus erros.

Me orgulho muito de você, de verdade!

Te amo, porra.

Arquitetando Palavras disse...

bem vinda ao clube!
nós, como liquidificadores com defeito, já saímos de linha, sequer existe manutenção!
rs

Alice no mundo de vidro disse...

aiinn meuu, credoo!! vc mesma disse a uns posts atras que era um jogo perdido mas ainda nao acabou!vc tah sendo mto fraca! porra 27 anos?! vc acha oq? que tah com o pé na cova?? tipo com os peitos batendo no chão, com a cara parecendo um marujá de gaveta???
e olha, eu conheci muiita gente com cara de maracujá de gaveta que tava aih, na atividade, fazendo e acontecendo! na boa, meo, eu sei que sua vida nao tah legal, que acontece um monte de merda, mas vc nao é a úníca!! a vida de TODO MUNDO tá ruim! só que rola que vc tem dua escolhas: ficar se lamentando ou seguir em frente!
laveenta, meu!! vc tah viva! acoorda! se tah tudo ruin, sai da frente desse pc, larga a pizza e vai fazer alguma coisa que vc goste! alguma coisa que te dá prazer, sabe?! aproveita enquanto vc tah viva! isso nao vai durar pra sempre

Camilla disse...

#savepatriciafromthejungle!
Cara perfeito! Veja e acredite, todos nós pensamos da mesma forma que as pessoas do vídeo!

Beatriz disse...

Que nada menina, não pense dessa forma. Eu tenho 28 e nada do que a maioria dos meus amigos construiram. Tudo tem seu tempo. Vc tem saúde, é inteligente...o resto que vá pro caralho. rs

Danih disse...

Acho que não é uma questão de perder...
Você tem história pra contar.
Imagina se você tivesse casado aos 17, tido filho aos 18 e e há 10 anos trabalhando na mesma lojinha de roupa?
Nem sempre quem "tá bem" está tão bem assim.

Muacks

Hannah disse...

do seu jeitinho torto você dá certo e nem percebe.

isso é que é absurdo.

toda-trabalhada-na-negação.

@paulilinha disse...

Já parei pra pensar muuuito sobre esse assunto e concluí ( talvez numa tentativa de me afirmar, não sei) que esse negócio de "onde vc vai estar com x anos" é muito super valorizado.

O importante não é se vc está no ápice da sua profissão, ou se vc vai estar casada e com 2 filhos na época que vc tiver tal idade - ou seja lá qual for seu objetivo não atingido.

A ideia é a gente correr atrás do que queremos ser e fazer a nossa parte para atingir aquilo.

É natural a gente ficar chateado por não ter conseguido alguma coisa em nossas vidas, mas sempre há um outro caminho que pode ser percorrido, acredite.

Então, acho que se vc ainda sabe o que quer, faça a sua parte para conseguir aquilo.
Se der certo, ótimo, se não der, vc tentou.

E, gata, se vc pode mudar de ideias ao longo da vida, por que não pode mudar seu caminho?

Bora agir, bora tentar correr atrás! É o que eu tento fazer.

*OBS: após este post tão Poliana, admito que minha carreira (até agora) estagnou, não namoro o Matthew Perry (chato :/) e não tenho corpo escultural, peitão, bundão, pernão.

E, falando sério, acho uma merda os b-a-b-a-c-a-s da minha faculdade hoje estarem melhor na carreira do que eu, que era esforçadona e boa aluna. Puta que pariu.


Agora vou lá pular do prédio, beijinhos

psicopato. disse...

Patrícia, eu as vezes penso que viver não é acertar sempre, mas tentar não errar e, se errar, procurar possibilidades.

Não me considero ninguém para chegar aqui e te dizer que tu não errou tanto ou que tu é pessimista demais e que não é pra tu jogar a toalha. Se tu diz que é assim é porque é, e eu acredito em ti.

Tu perdeu o jogo. Ele acabou. Hora de começar outro então, com mais disposição e conhecimento para vencer. Com algumas consequências do primeiro, é claro, mas com a possibilidade de um novo final. Pega novas fichas, faz novas apostas.

Um abraço.

Matheus Vieira disse...

Patricia, nunca conheci alguém como você. De fato não conheço só pelo blog mesmo, hahahah. Mas você tem potencial. Muito. Se você quiser, você pode. Um dia a vida ainda vai ser boa para você, porque se há uma coisa que todos nós, leitores, aprendemos foi que você merece. Quase 2 anos de Amazônia! Se você aguentou isso, aguenta muito mais.

autofágica disse...

Moça, a vida ainda não acabou!
(sem parecer livro de auto-ajuda)


=*

Mari........... disse...

Sem essa, Renata!!!!
Vc tbm tem coisas boas em sua vida. Vc tem um emprego q mta gente gostaria de ter, tem amigos q te amam e fazem questão q vc saiba disso, tem a sua mãe q msm longe de vc é um porto seguro, q se td, mas td msm, der errado na sua vida ela vai estar lá p te apoiar... levanta a cabeça!!!
Bjo*

Dee disse...

"Eu era sagaz, gostava de ler, e olhava todas aquelas pessoas da escola e pensava 'impossível eu me dar mal com tanta gente burra assim no mundo'. Pois bem. Os burros hoje são formados na faculdade, ganham melhor do que eu, alguns tem família formada."

Poxa, MINHA vida isso aí. Também queria saber qual foi meu erro primordial. =/

Barbarella disse...

Oi Patrícia!
Bôra deixar essa tristeza de lado...sabe, coloquei uma coisa na cabeça, não adianta pensar "onde eu errei?" ou "se eu...."é ampliar sofrimento, o que foi ta feito, pronto e acabou....isso me fez sobreviver por esses anos..
Sei lá né, se pá, quem sabe funciona contigo também...
Torço muito por vc...dois anos te acompanhando...somo quase da família...kkk
Grande beijo, happy b'day!

Babi,barbarella

flaviogomes disse...

"É a sua última chance, você está bem grandinha pra saber. Eu fiz a minha parte". Insisti que não precisava. E meu deus, como eu precisava.

Que sentido?

Orelhinhas disse...

[2] na Fabiane. 27 anos é muita coisa mas é muita experiência, é muita coisa que você aprendeu e por mais que a situação pareça ruim (e esteja ruim), não vai durar pra sempre. Patricia, não tem mal nem bem que perdurem (tô poeta hoje), fé na tua capacidade e força na peruca que você já mais forte que muita gente. Eu pessoalmente não suportaria metade do que você passa, e por mais babaca que isso vá parecer (stalker feelings, essas coisas), você é uma inspiração pra mim.
Finalizando esse primeiro, talvez segundo comentário aqui, tem muita gente apostando as fichas em você, não tem nenhum jogo perdido por enquanto.

Anônimo disse...

Olá Patricia! Conheci seu blog e tenho lido com frequencia, por isso resolvi te escrever.

Não quero te converter, te convencer e nem "porra nenhuma", mas preciso te dizer isso, na intenção de te ajudar: O tempo de chorar no canto da sala acabou,guria!!!!! Não acha que tá na hora de encontrar o fio da meada pra mudar de vida?
Tá, a vida não tá legal, mas vai ficar na vida horrível até qdo? E pra isso tem tanta gte que pode ajudar: Terapeuta, igreja, yoga, meditação, nutricionista, psicanalise, psicologia, casa de umbanda, florais, homeopatia, reiki, passe, igreja, pastor, etc.
O que não dá, é uma menina nova e com tanta vida pela frente se achar no fundo do poço e não tentar subir, nénão?

Bola pra frente!! A gte está onde a gte se colocou e só vc vai sair!! [brega esta lição de auto ajuda, mas acho digno]

Uma dica:

http://vidasimples.abril.com.br/edicoes/096/grandes_temas/faz-algum-sentido-589582.shtml

E oh, não te amo porra, mas sentia td que vc disse com 22 anos, qdo resolvi que merecia mais da vida e agora com 26 sou outra. Acredite, é possível!!

Anônimo disse...

Olá Patrícia! Conheci seu blog e tenho lido com frequencia, por isso resolvi te escrever.

Não quero te converter, te convencer e nem vou chorar pitanga só pra concordar com seus sentimentos, mas preciso te dizer isso, na intenção de te ajudar: O tempo de chorar no canto da sala acabou, guria!!!!! A vida de gte gde às vezes cansa, mas não dá pra pular do prédio, desta forma, não acha que tá na hora de encontrar o fio da meada pra mudar de vida?
Tá, a vida não tá legal, mas vai ficar na vida horrível até qdo? E pra isso tem tanta gte que pode ajudar: Terapeuta, igreja, yoga, meditação, nutricionista, psicanálise, psicologa, umbandista [nem curto], florais, homeopatia, reiki, passe, igreja, pastor, etc.
O que não dá, é uma mulher nova e com tanta vida pela frente se achar no fundo do poço e não tentar subir, nénão?

Bola pra frente, guria!! A gte está onde a gte se colocou e só vc vai conseguir mudar!! [brega esta lição de auto ajuda, mas acho digno]

Uma dica:

http://vidasimples.abril.com.br/edicoes/096/grandes_temas/faz-algum-sentido-589582.shtml

E oh, não te amo porra, mas senti td que vc sente a minha vida inteira, até os 22 anos, qdo resolvi que não suportava mais me sentir um lixo. Busquei um tanto de lugar, conheci milhares de coisas e acredite, hj sou feliz! [aplausos para o depoimento de hj! Haha]

Fica a dica guria, descobre quem é vc, o que é teu, da tua alma e vai viver a vida, mulher!

Não acho que precisa publicar este comentário, só quero de dar um help!

Ma disse...

nunca é tarde pra ter a vida que se deseja.
pode ser dificil, mas quem disse que a vida é facil?
força!
:)

JL disse...

só acaba quando termina...

Dani Halliday disse...

Owww!! Adoro o seu blog, adoro o jeito "sarcástico" q vc conta a sua vida - mm estando cheia de coisas erradas acontecendo. Mas vc dizer que aos 27 anos, perdeu o jogo?? Como assim? Tá jogando a toalha??
Nem sei como é sua cara, se é redondinha (como a minha!) ou se tem sardas tbém. Imagino q seja a cara de alguém de pau, que cai e levanta sempre!
Acho q vc tem DOIS ZILHÕES de coisas pra viver ainda (boas ou ruins, que sejam!)...

Vinte e sete anos e já tá jogando a toalha?? Tsc, tsc! Tenho 38 e já me aconteceu e acontece tanta coisa q nem sei, viu? Mas pensa que eu digo q perdi o jogo? Q nada, reinicio todo dia... E faço isso sem a menor cerimônia! Presta atenção que ainda tem várias partidas pra serem jogadas!!

Bju

Anônimo disse...

Pois eu trocaria minha vida com a sua sem pestenejar!
Nunca fui independente. Tenho 25 anos e nunca consegui emprego. E olha que tenho curso superior e to fazendo uma pos.

suellen disse...

Identificação, oi!
Eu tb penso em quando errei e como fazer pra melhorar hj. Vejo gente pau no cu demais por ai e a vida tratando bem, ganhando uma grana boa, sendo amada, e penso: mundo injusto da porra. Mas logo depois vejo que não é possível que já é game over. To aqui, com saúde, vamo correr atrás.

Vamo correr, patricia!

Coala Fumegante disse...

Larga de ser lôca beibe!

Tenho cá pra mim a seguinte reflexão: Quem inventou que a turminha da nossa geração seria a de "geninhos petulantes" foi a turma de 68. Picas (no mal sentido) pra eles. Hoje votam no PSDB e deixaram um belo montante de lixo pra gente limpar.
Nós, "geninhos petulantes", somos o próprio desencanto, os eternos adolescentes (afinal, ninguém nunca soube até onde essa tal de adolescência iria), a frustração e desilusão. E comemos isso com farinha e pimenta malagueta. Porque talvez, tenhamos nos tornado um pouco mais sensatos do que eles. Maduros antes do tempo. Já que esse bando de sem noção desandou de acordo.E vamos ter até os 90, quiçá 100 anos, pra corrigir nossas cagadas.

Kurt Cobain mandou beijos!
(Mas se matou com 33, hahahahaha)

MG disse...

Conceição...

a vida é realmente uma merda.

Mas ela dá tantas reviravoltas. Eu que o diga.

O bicho também ta pegando pra caralho pro meu lado. Se a gente se encontrar eu te conto mais.

Mas, em pouco tempo, você vai poder voltar pra cá e talvez as coisas se ajeitem...

Também tenho ouvido muito o "vai dar tudo certo" sem confiar... mas, vai dar tudo certo.

Saudações rubro-negras.

Gabriel

p.s.: se eu soubesse mexer nessas coisas, acho que também faria um blog pra extravasar o fato de a vida estar me fudendo de graça.

p.s.2: continuo lendo seu blog todo dia. E não voltei mais ao maracanã.

carreiro disse...

Pati (leio o blog com frequecia a um bom tempo, por isso faço o intimo), a Rose-Ms ganhou de você! Espero que você esteja se sentindo melhor. HEHEHE

Como portador de 27 anos e compartilhando a mesma vida de merda que você, tenho autoridade para falar. Repetindo a frase do JL: "só acaba quando termina". Todo dia penso "quando essa vida cú vai mudar" e nada muda. Mas eu to aprendendo que ser cara-de-pau é a mehor saída, assim eu continuo tentando.
Meu botão de "FODA-SE" tá mode-on o tempo todo.

PS: foda-se mode-on, mas educação é de raça e um diferencial hoje em dia.

bjs

Wagner disse...

Bom, Patrícia,

Li em seus posts que vc saiu do Rio e foi para "Jiboia City"?? no MT, comigo foi o mesmo, há dois meses, saí de Belo Horizonte para Sinop/MT.

Foi um choque, a começar pela chegada, eu olhava pela janela do avião, onde tá Cuiabá.?..depois pegar mais um avião para Sinop...putz..temperatura nunca menor que 30 graus, mas a cidade é boa.

O jeito é adaptar até uma futura remoção...

Dica quem quer assistir crepúsculo no cinema, tá passando aqui....

Agora a Rose-MS me deprimiu,,

Luciene disse...

O que mais me doi é...a gente vem,entra no blog,fã,fã mesmo,daquele que lê e ainda chama o amigo pra ler tb,mas na seriedade,pensando"porra,essa menima é foda,que vida sofrida e tal" e qual o nome do post?
"27 anos contrariando a estatistica"
Sou paulistana,"nascida e criada na zona sul",quedize...Vc vem no respeito,mas no final o que te resta?

hahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahh(rir alto)

Força mulé.

(e não se culpe)

Flávia disse...

Salve a sua alma e largue a carreira em repartições públicas. É um começo.

Sérgio disse...

Eu ia fazer uma brincadeira, mas desisti, por falta de intimidade.

Só queria reforçar o coro. Pelo que vejo neste blog, você não tem nada de mal-sucedida.

Pela inteligência, cultura, perspicácia, talentos etc que você demonstra aqui, quando você resolver mostrar que é foda, ninguém vai te segurar.

(Momento livro de auto-ajuda:) Só acho que falta um pouco de boa vontade, com as pessoas e com você mesma. E tá sobrando auto-piedade. (fim do momento livro auto-ajuda)

Você é invejada e imitada por quem você nem imagina.

Daniela disse...

O que é que você sabia sobre a vida aos 12 anos? ;)

Anônimo disse...

Quem é Renata?

Keith Melo disse...

Perdeu o jogo? Que nada! Tá apenas começando!
Força!

Anônimo disse...

huahuahauahaua (eu tô rindo , mas é do anônimo aí de cima q perguntou WTF Renata.. eu estava me perguntando o mesmo.
.
janah

Anônimo disse...

então. assim juro q minha vida parece com a sua neste naipe de tudo dar errado 'onde foi q me perdi' etc. eu me culpo all the time, me culpo pensando q tô incomodando alguém, me culpo por a vida estar uma merda e eu aos 27 tb contrariando todas as estatísticas.nem me refiro a relacionamento, família.. esta parte até é ok, sou casada, feliz neste aspecto. mas na minha individualidade, não.
.
desabafando: me formei em dezembro do ano passado em Comunicação. Não consigo emprego na área. Paralelo a isso sempre fui bailarina. resolvi me dedicar à arte q amo (dança oriental). passei estes últimos 10 anos estudando com gente q acho referência no país. (mas não são estas tosqueiras q aparecem em shows de calouros às vezes não) é dança de qualidade mesmo, um nicho ainda, os grandes shows são voltados pra quem admira mesmo esta arte.
Mas até isso q era o q eu mais amava fazer não me motiva mais. estou me preparando pra ter um emprego público. Sei q vou conseguir em algum momento. Mas o pior nem é isso. o pior é q eu vou conseguir e vou continuar pensando: onde foi q peguei a estrada errada?
.
pq cara, ontem eu passei por uma experiência tão humilhante, q depois disso é impossível não cair na real. fui dançar num evento q parecia um circo dos horrores, não vou detalhar aqui, mas cara. se vc tivesse lá, vc ia achar sua vida boa. eu tô traumatizada, eu tô me sentindo em fim de carreira, aos 27.
Uma amiga me disse o seguinte: 'desista daquele seu sonho furado, enquanto ainda te resta um pingo de dignidade'. é por aí. no meu caso, tá servindo.
bjão,janah.

Anônimo disse...

Enquanto estamos vivos estamos no jogo.


"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim".

bjs

Sr.Apêndice disse...

Tenho certeza que até agora, tudo o que você viveu, vai servir no futuro como boas histórias (sejam elas cômicas ou dramáticas) da sua auto-biografia, que vai vender muito, tenho certeza. Talvez você conte o que poderia ter mudado nos seus 9 anos de idade para o Jô Soares, em rede nacional ainda este ano. O sucesso transborda em suas palavras, acredite, justamente como todos os teus seguidores fazem.

Eu, sinceramente, não entro mais na net sem te ler.

Sucesso sempre! >D

Mara Marks disse...

Super te entendo....ai ai