sexta-feira, julho 23, 2010

sucursal do inferno

Tudo que eu queria hoje era ter nascido um pinguim. Nessas alturas estava lá na Antártica curtindo uma aguinha gelada e estrelando uns documentários do discovery.

O ar condicionado do trabalho quebrou e

e

e não tenho palavras para descrever a calamidade que foi.


Um fedor. Um calor que nunca na história. Chegou o ponto de eu sair para almoçar e sentir ALÍVIO ao abrir a porta para a rua.

Temperatura da rua? 40 graus.

Foi um alívio sentir os 40 graus perto do forno humano que estava lá dentro.

Sei que as pessoas não paravam de entrar e, ao invés se serem inteligentes, "opa, 100 graus celsius aqui, volto outro dia", não, nego ficava puto: "AI, QUE ABSURDOÁM, O AR QUEBRADO AFF". E ainda teve um outro dizendo "no meu trabalho quando o ar quebra, eles mandam todo mundo embora". Vontade de perguntar "por que você não se manca e VAI EMBORA?", como sou banana, me limitei a dar um sorrizinho.

Aí que tá, né? Infelizmente não podemos mandar as pessoas embora. Infelizmente as pessoas são uó e não se tocam, e meu deus, eu suava style sauna.

Nem quando deixei meu título de eleitor para o último dia e fui tirar em pleno maracanã, ficando 5 horas na fila embaixo de sol, eu sofri tanto como hoje.

Só queria dividir isso. Só queria dividir que o maior erro da ditadura militar não foi torturar esquerdinhas, foi dar incentivos para a galera do sul colonizar o Mato Grosso. Nem índio aguenta isso aqui.

12 comentários :

Marguerita disse...

Diós que me perdoe!
Calor não foi feito para humanos!
Passei mal só de ler.
Na próxima vez, simula um desmaio e vai pra casa!

Bj

Perina B. disse...

ODEIO calor, AFF. Eu sou albina praticamente, 15 minutos nesse bafão do diabo, e NA SOMBRA, e parece que pintei o corpo com urucum HAHAHA.
Te mandei um e-mail hoje Patricia!
Beijo e boa sorte com o ar condicionado!

Rose-MS disse...

Ahahahaha, eu ri. Passo por isso a anos, ok que campo grande(MS) nem de perto lembra o calor do MT, mas aqui tb qdo resolve foder não é fácil não. Bjosteentendo.

Saaaaah. disse...

"Ai, que absurdoám, o ar quebrado aff"
Tenho um ÓDIO, mas sério, Ó-D-I-O-!, de gente assim. Sério, se juntem numa sala e metam fogo.
e o pior são os nariz arrebitados. QUEBRAAAA!
brigada de novo, Patrícia.

'Lara Mello disse...

Acho que o fedor é o pior..

rayssa gon disse...

ai, minha nossa!!

Thabata disse...

Patricia, leio seu blog há um tempo razoável e adoro. Adoro a forma como você escreve e expõe seus pensamentos.
Mas toda vez que leio, duas perguntas me ocorrem: 1- Qual a sua profissão? Tipos, você fica atendendo o pessoal mas é o que? Funcionária pública? 2- Why the hell você foi pra Mato Grosso??? Você parece não gostar nem um pouco de estar aí...
Enfim... keep going.

Anônimo disse...

Olha, leio seu blog faz um tempão e, apesar de ser mato-grossense, sempre achei graça das coisas que você fala sobre MT e Jibóia City, até porque é nortão e tal e eu sei que por aí é barra pesada. Mas esse seu comentário de hoje passou dos limites até pra mim que não sou nem um pouco bairrista.

te amo, porra disse...

Anônimo, não costumo pedir desculpas pelas minhas ironias, mas acho que você levou um pouco a sério demais o que eu disse. Aliás, anda sendo uma constante as pessoas levarem a sério as coisas que eu digo de brincadeira, e rirem quando eu digo algo sério. Tenho que aprender a conviver com isso, acho que o erro final acaba sendo meu. Um beijo.

vanessa disse...

você é uma vencedora. eu moro aqui em CUUUUUUUUUUritiba, everybody que não é daqui diz que não faz nem calor direito neste local, mas meu. FAZ.

e minha sala foi projetada pra invernos polares, bate sol DEZ HORAS POR DIA. no verão é tipo a ante sala do inferno. de tempos em tempos meu eu não aguenta, capota e nego tem que me deixar ir pra casa. e o povo da arquitetura diz que ar condicionado ESTRAGA A FACHADA. só que lá no calabouço onde eles vivem, não bate sol.

tamos aí, odiando novembro, dezembro, janeiro e fevereiro, com toda a força.

TAMO JUNTO.

Anônimo disse...

Ué.... mas eu vi no jornal nacional que teve uma frente fria que matou os bois tudo! Pensei que fosse inverno nessa parte do brasil...

Anônimo disse...

eu amor reclamar, amo mesmo, de paixao! acho q é a única coisa q eu sou boa nessa vida

mas nego vir reclamar sem motivo pra qm já tá padecendo e não tem o direito de reclamar? isso é SADISMO