segunda-feira, maio 17, 2010

zica

Olha, 32 horas que saí do Rio de Janeiro e só zica. Chegou o absurdo de, pela primeira vez na vida, minha menstruação vir de dia (achou nojento? procura 2 girls 1 cup no google, kissescallme!). Eu correndo feito uma louca em Congonhas atrás de um ob, nisso eu compro e escuto uma tosse atrás, era o cara que eu tinha jogado um charmezinho no voo. Daí Nicole Balls estava no mesmo avião, quase não reconheci porque estava de roupa, mais outra decepção. Micro bunda. Cadê aquela protuberância das fotos do Ego? Não achei.

Chegando em Cuiabá, vou para a rodoviária e... NÃO TEM MAIS VAGA NO ÔNIBUS. Desespero. Choro.

COMO ASSIM NÃO TEM VAGA? PELO AMOR DE DEUS, EU IMPLORO. EU SENTO NO CHÃO!

- Não tem vaga.

Maria do Bairro baixou, chorei, fiz minha cena de preciso ir nesse ônibus, eu tenho que cuidar do meu filho etc. Fiquei na lista de espera por alguma desistência e fui ver Faustão (rola uma tvs espalhadas pela rodoviária) e estava lá Barbára Uó Paz no arquivo confidencial falando da família. Chorei litros, e as pessoas perguntavam se eu estava bem e "eu só preciso ir pra Jiboia City ver meu filho". Que filho, gente.

Horas depois vem a mulher da empresa dizer que alguém tinha desistido e que a poltrona 13 era minha. Não tenho superstições, mas dada as circunstâncias, fiquei mei assim. Se bem que foi o único momento em que Guadalupe me iluminou. Do contrário, dormiria na rodoviária e só no dia seguinte teria ônibus.

Feliz da vida que tinha conseguido, fui fazer um xixi e descubro que o banheiro da rodoviária de Cuiabá é infestado de gafanhotos. Um deles pulou em mim. Não sabia se tonificava minhas pernas ou se dava tapas para o ar, enquanto segurava minha bolsa.

Sento na minha poltrona, sempre pensando enfim-paz, mas se tem uma coisa que me deprime é pegar ônibus de viagem. Não nasci para isso e nem tenho mais idade para ficar 12 horas me sacolejando. Fora que me sinto a própria Maria do Bairro, sufro como Precious e tal, mas nas paradas sempre tem um ônibus Alta Floresta - Porto Alegre, e meu deus, coragem define. Que vida sofrida a desse povo. Vou me dando conta que meu drama é pinto na frente dessa gente e é foda. Nem para dramatizar me deixam em paz.

Trocentas horas depois, chego em casa, tá imunda e preciso esfregar o chão (poeira barrenta do Matão - como yo sufro, mi virgen!). Quando termino, resolvo ligar para uma amiga do trabalho. Segue o diálogo do dia:

- Oi, já estou na cidade. Vamos no mercado?
- Vamos sim. Você está sabendo que te mudaram de setor?
- ...
- Patricia?
- Não tô sabendo. Me conta.

E contou que já sabia da história há duas semanas, que todo mundo já sabia (HAHAHAHAHAHAHA MENOS EU). O choque foi tão grande que nem tive coragem de perguntar "por que não me ligou, sua puta? nem uma mensagem de texto? que foi, não sabe escrever, não tem mão?", mas para quê, né? Desnecessário nessa altura do campeonato.

Um setor cu. Mas tão cu que nem me conforta saber que Aqui-em-Jiboia-City-todo-mundo-usa-nota-de-cem está em um pior.

Enfim. Vou ali assistir a estréia de Passivone, O PONTO ALTO DO MEU DIA.

23 comentários :

guilherme disse...

Cara, já imaginava que o baque de sair do Rio de Janeiro ia ser forte, porque sei como sair da sua cidade, deixando a sua vida pra um lugar ruim é péssimo, mas ainda esse suplício todo...

O jeito é respirar, e pense que nota-de-cem está num setor pior, soraya está pegando o 638, Bahuan abusando da hashtag #sufrocomowinspear entre outros destinos cruéis...

Respira, e vai dormindo e acordando até acordar ouvindo Samba do avião de novo.

Beijo.

disse...

Sofrimento.

Anônimo disse...

eu ia fazer uma piadinha, mas não vou.

*ABRAÇA*

____________o_____________

Anônimo disse...

COMAÇIM anônimo?
soy yo, vanessa #sufrocomowinspear

Phills disse...

Eu só queria entender por que eu ainda escuto pessoas que me falam pra jogar tal coisa no google. :~

Gato de Cheshire disse...

eita..

Pé de pato bangalô três veses... Afasta isso, minha gente..
owww zica!!!

Tatinha disse...

heheheh você é cômica!
beijão e sorte!

Fran disse...

OMG! Fiquei com dó!
Pensa que podia ter sido pior, do tipo... aquela pessoa adoravelmente chata na poltrona ao lado querendo conversar a viagem inteirinha.

Anônimo disse...

Por que vc escreve Jibóia City, se em outros posts antigos vc informa que está em Tangará da Serra???

Contradição. então ou para de usar Jibóia City ou apaga nos posts antigos Tangará da Serra...

Ana disse...

Cara, queria saber pq todo anônimo é pau no cu.
vim aqui, pra dizer que entendo muito o "em para dramatizar me deixam em paz." afinal, esses dias, um anônimo foi lá no meu blog me mandar crescer e parar de chorar por merda. Daí, chego aqui, te leio, e penso, porra, Paty te dedico pq cada um tem sua pedra no sapato e tudo o mais e, dou de cara com o comentário do anônimo aí em cima.
Olha, bom senso? Incompatível com nego que não tem cojones pra assinar um coment!
E, pra te animar, pensa q, nas suas próximas férias vc será novamente transferida e, se Deus quiser, pro seu amado Rio de Janeiro!
beijão

Laurie disse...

Fuerza, Maria del Barrio!

te amo, porra disse...

eu não moro em tangará. aliás, quem dera se eu morasse lá e estivesse a 4 horas de cuiabá. kissescallme!

outra pessoa aí disse qe podia ser pior, nego do meu lado podia conversar a viagem inteira. gente. hahahahahah não foi ao lado, mas um cara perto falou a viagem in-tei-ri-nha, principalmente sobre lula no irãZzzzz.

@paulilinha disse...

Acredito que vc sofra como Precious, apesar de não ter visto o filme pq ai, sou chorona demais e tal, nem ia ver...

...o foco é: eu entendo total seus posts, apesar de não comentar em todos, mas não pude deixar de rir na frase "que filho, gente".

já estava dando uma risadinha interna, mas quando vc escreveu "que filho, gente" que ri de verdade e voltei a ler sua postagem.

já fiz viagem de 12 horas (daqui de santos pro paraná, no carnaval) e olha, TEM COISA PIOR NÃO.

minha perna formigava a viagem toda e a moça do meu lado veio fofocando sei lá o que com duas senhoras no banco do lado ao nosso e eu não aguentava mais o papo.

pior que nego falar com vc a viagem toda é NEGO NAO FALAR COM VC A VIAGEM TODA MAS TE INCOMODAR MESMO ASSIM.

tem que ter o dom.

fica meu relato ae,

beijos

Pricilla Farina Soares disse...

HAHAHAHA rilitros

Lucy disse...

hhauhaahahuhuau

cara você é otima, mas cara calma não tem como ficar pior mesmo...

Jonathan a. Diaz disse...

Es verdad ! Tu sofres como como Precious!

Virgen de Guadalupe tiene que ayudar-te!

liliane disse...

engraçado você dizer que não mora em Tangará, concordo com o anonimo acima que em outros posts tem referencias a esta cidade e mais, em um determinado post vc diz que deu nome de jiboia city pq colocava o nome da cidade no google images e aparecia uma jiboia.... e tangará da serra mostra uma jiboia, pois ééééé....

sei não, mta contradição, mas de qqr maneira, qqr cidade no MT deve ser umam merda de viver mesmo....

Vanessa Negrão disse...

taqueuspa, o blogger não me deixa mais assinar com nome/url, INFERNO.

mas ó, FALTA DE RESPONSABILIDADE jurídica vc não morar em tangará da serra, hein? falta de respeito com o consumidor QUE PAGA SEU SALÁRIO pra escrever nesse blog vc chamar essa cidade de jibóia city.

sei não, acho que vou te processar.

APAPU, bando de analfabeto funcional desocupado!

tão meiga que nem pareço nascida nesse lugar.

Monika disse...

Podia ser pior!
Podia ter uma "véia" perto, que às 1 da matina tira um BURACO QUENTE (que já estava frio) que ela tinha "ponhado na sacola prá viage"!!!!
Gente, por favor, me diz, quem em casa, come às 1 da manhã????Porque então, infestar o onibus com aquele cheiro de carne, me diz????

Leio assiduamente seu blog, ADORO, dou muita risada e desopila meu figado!!!!!!!!!

te amo, porra disse...

HAHAHAHAHAHAHAHA declaro aqui publicamente meu amor por Vanessa de Orleans e Bragança Negrão!
Uma rodada de interpretação de texto pra galera, beijos!

Emanuella disse...

Eu só dou risada contigo. Força aí.
Eu já fiz uma viagem de 16 horas. Mas fui feliz da vida. Maior promo. kkkkk

Therez@ Cristina disse...

Blá blá blá blá blá EU ADOREIIIII :P

liliane disse...

Consumidor agora paga salário de funcionário público? pensei que fossem os tributos, mas tudo bem.... hahahahaha Aliás, gosto tanto quando alguém diz: "ei, eu pago seu salário", gostaria de responder dignamente, dizendo: quem paga meu salário é meu empregador, você (e mais alguns milhões de consumidores) nada mais faz do que fazer girar o capital e por consequência a "máquina".

By the way, poderíamos chamar de responsabilidade jurídica (ou a falta dela) falar dos "atendidos" pela Patrícia aqui no blog? não sei, muita discussão pra pouco efeito.

E, por fim, concordo com a Vanessa, muitos analfabetos funcionais, vírgula não existe!