segunda-feira, março 15, 2010

um ano

Hoje faz um ano que eu saí de casa. E minha mãe hoje perguntando "parece que foi ontem ou tem uma eternidade?". E eu não sei, sabe. Olhando parece que foi ontem que nós duas estávamos em prantos lá no Santos Dumont, com o Diogo Portugal bem olhando pra nossa cara chocado. Quando eu jurava que aquela galera do saguão ia pegar o mesmo avião e fui a última a entrar, e a tripulação toda puta pela espera. Parece que foi ontem porque eu lembro em detalhes. Mas é só eu pensar em tudo, em todos os dias, em todos os perrengues e, meu deus, quanto tempo, dez anos?


Soy cafona e essa música bem faz a minha vida. Eu bem queria continuar ali, mas o destino quis me contrariar. A minha mãe naquele dia me falou do mundo como ele é, parece que ela conhecia cada pedra que eu iria por o pé. Ela me disse assim: "meu filho, vai com deus, que esse mundo inteiro é seu".

A única coisa que eu não concordo com a música é que eu nunca quis virar passarinho e voar. Por mim, continuava um ovo dentro do ninho.

7 comentários :

guilherme disse...

sei bem essa eternidade em um ano e o "parece que foi ontem".

Mas, pelo lado positivo, acho que só quem vive, sabe o que é esse sentimento.

Beijo

débora r. disse...

aaaah! que post mais lindo..

eu acho que eternidade e passado caminham juntos (:

Paula Alencar. disse...

Não quero nunca deixar meu ninho.

Luciana disse...

chorei... mais uma vez. cara, sou sua fã!

Tatinha disse...

Ah... quem dera continuar no ninho!!
Crescer dói!

Guika disse...

To saindo de casa...Aliás to no aeroporto de Goiania...esperando amanhecer pra ir pra rodoviária e pegar um onibus para um tal de "Barra do Garça" MT

Mermão...MEEEEEEEEEEDO...muito meeeeeeeeeedo!

Fernanda disse...

Lembrei da música do Lulu Santos que fala: " Quando eu sai de casa
Minha mãe me disse:
Baby, você vai se arrepender
Pois o mundo lá fora
Num segundo te devora
Dito e feito
Mas eu não dei o braço a torcer

Hoje eu vendo sonhos
Ilusões de romance
Te toco, minha vida
Por um troco qualquer
É o que chamam de destino
E eu não vou lutar com isso
Que seja assim enquanto é!"

ABS!