segunda-feira, janeiro 04, 2010

eu, a idiota

Olha, só para complementar o post de baixo.

Minha mãe tem razão, na minha testa está escrito:

IDIOTA

Insisti, insisti e falei com ela, dei meu mini esporro, ao que ela depois de horas me liga e faz seu drama, Regina Duarte perde:

- Estou com dor de cabeça por SUA CAUSA, mimimi, não tenho idade para ouvir esse tipo de coisa.


E.eu.peço.desculpas.

E eu, A IDIOTA, caio mais uma vez na mesma armadilha. Armadilha essa que se repete HÁ 26 ANOS.

As coisas são invertidas, sabe. Não sou eu, a filha, que enrolo, que minto, que faço chantagem. É ela.

Sem mais para o momento, vou dormir meu sono profundo de toda a culpa do mundo. Abraços.

10 comentários :

Anônimo disse...

Po, Patrícia, muito me identifico...Minha mãe também dá cursos na escola Paola Bracho de dramalhão mexicano. Tem histórias fantásticas e sempre faz o número da digníssima senhorinha injustiçada. Já tô na fase de achar tudo engraçado, já...

Fernanda disse...

como diria Cazuza, "só as mães são felizes".

Lélia Maria disse...

as mães são terríveis, né? eu sei, eu SOU uma.

Vanessa Souza Moraes disse...

Mães são especialistas em fazer filhos se sentirem culpados...

Tatah disse...

E pior que a gente se sente culpada mesmo, aff!

Fernanda disse...

A culpa é sua! pronto falei!

Nathi disse...

Pode até estar escrito "idiota" na sua testa, não tenho como saber, mas que esse blog não tem nada de idiota é fato!

Amei!

Seguindo ;*

Barbarella disse...

Patrícia, minha Ídola....
mães fazem todas o mesmo curso...como foder a vida do filho que fudeu minha vida....mais ou menos isso...
Fui para terapia por conta de mamãe...ela tem 6 filhos....e quem tem idiota na testa....a fofa aqui.....é foda....
Mas tudo bem....já sou mãe, entrei pro curso.....em breve pretendo me vingar...hauhauahauhauahuahauha
Adoro você e adoro seu blog....
beijão e um melhor 2010....
Babi

Ricardo Siqueira disse...

Caraca é o estereótipo da mãe judia! E nem sei se ela é judia!!!

mariana Z. disse...

Minha mãe é uma santa... Bom ano novo aí tão longe!
Um beijo.
PS: sente a minha sogra: http://fossasabissais.blogspot.com/2010/01/sogra-e-culpa.html