domingo, janeiro 03, 2010

dogville

Segue o seguinte diálogo, eu e minha mãe:

Mãe: Filha, você não sabe quem morreu...

Eu: QUEM?????

(Internamente eu em festa: MA-DRI-NHA! MA-DRI-NHA! MA-DRI-NHA!)

Mãe: A Regina.

Eu: Ahhhhhhhh


Tips, minha madrinha não é a Regina. QUE PENA. Juro. Fiquei triste mais por não ser a minha madrinha do que pela Regina. Estranho, né? Desejar a morte de alguém. Não é exatamente desejar, mas sabe quando no fundo você pensa meio Dogville, "se ela morrer, será menos um filho da puta no mundo"?

Whatever.

Passada a decepção, queria dizer que a Regina já era bem idosa e passou a vida inteira cuidando do marido que teve 3 tipos de câncer, foi operado n vezes, teve derrame. Não podia viajar porque o marido era frágil, janelas fechadas, pois um vento podia matá-lo. Enfim. Morreu e deixou o marido aí vivão.

8 comentários :

Ana P. disse...

Regina se fudeu.

Assim como todas nós. Always. Hahaha. Dá nem pra rir.

LetÍCiA... disse...

Aff!! ¬¬'

vai entender como vivem os vivos..
nessas condiçoes... agora sim descançou neh..

Pam Donato disse...

Sinto muito pela Regina, mais ainda pela sua madrinha, pq ela deve ser mto filha da puta p ter uma afilhada q deseja a sua morte.
De qlq forma, entendo esse sentimento!

۞ Sol disse...

O.o (*sem comentários)
Vida de merda

FatoSempalavras. disse...

(RISOS)

É a primeira vez que aqui venho....adorei.

Mas, eu já vi tantos casos como este da Regina acontecer...Vamos cuidar mais de nós mesmo, né?

Antes que a gente vá na frente de alguém - risos.

estou na lista de seguidores do seu blog, ok?

Se puder, por favor, faça parte da nossa comunidade -, sim, esta tb é sua já que escreves =)

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=96229629

Incontáveis abraços.

Lélia Maria disse...

com a vida que ela tinha (esta pequena de descrição sua, já dava pra ver que ela estava morta há anos...

Mary disse...

Que coisa, né. A gente é hoje e não é amanhã.
Tadinha da madrinha =D

Beijo.

Fernanda disse...

ironic, isn´t it?