quinta-feira, dezembro 31, 2009

2009: a jornada

Quando eu peguei aquele avião no dia 15 de março, uma infinidade de medos me acompanhou. Medo de não conseguir. Medo de Jiboia City, "será que é tão ruim como diz a wikipédia?". Medo das pessoas. E principalmente, era o medo inicial, o de não conseguir, que me aterrorizava, medo de voltar com o rabo entre as pernas.

Mas eu consegui.

Jamais poderei dizer que foi fácil, pois não foi. Perder o show da minha vida. Chegar e todo.mundo.da.cidade.me.olhar como se eu fosse um alien. Ter que andar de sol a sol porque alou, ônibus? nem. Ficar no Hotel Ibiza com mofo e mesa da skol. Ser jogada no pior setor, na faixa de gaza. Piriguete do RH foder a minha vida. Minha mãe internada e eu sem poder fazer nada. Sofrer com a falta de internet. E por fim, minha casa inundada duas vezes. Não sei onde isso pode ser fácil. Contando pode até ser engraçado, mas tirar água de casa com um rodo às três da manhã não é nada engraçado. Nem podia sentar no chão e chorar, porque né? Tudo molhado. Saber que a sua mãe está doente e você a quilômetros de distância, enfim, Maria la del Barrio soy yo.

Até coisas simples foram difíceis, como por exemplo, descobrir que as minhas roupas não são lavadas sozinhas. Bem lembro de um dos meus amores, @ssaneva, dizendo algo como: "não suporto essa gente de 30 anos na cara que reclama de ter que lavar roupa. mamãe tava lavando até hoje?". Porra, minha mãe total estava lavando até ontem. A lavar roupas eu aprendi, a cozinhar, me parece que nunca vou aprender. Então sigo almoçando na rua; e jantando um bife e um tomate, um macarrão ou arroz semi-pronto (Cozinha Fácil do Tio João, miadd), coisas que sei fazer.

Saudade de chegar em casa e ter tudo pronto, mas mais saudade ainda do carinho, das brigas por motivos idiotas, "não aguento mais trocar a terra do gato, eu que faço tudo, não aguento mais! eu vou fazer greve de você, vou pegar minha mala e vou sumir, quero ver como você vai se virar!", amor é isso.

Sei que tenho graves problemas psicológicos, sempre espero o pior das pessoas, porque um dia invariavelmente elas irão me magoar. Tento me desprender, talvez abandoná-las antes que elas me abandonem. Doença, eu sei. Mas quero dizer que sinto falta de todos eles. Os meus amigos. Mesmo que eu tenha dito mais de uma vez o contrário. Outro dia fui tomar uma bohemia com uma amiga daqui. Não foi a mesma coisa. Nunca será a mesma coisa.

Semana passada teve o amigo oculto no trabalho e cada um fez um discursinho, o meu foi de agradecimento por eles terem me acolhido tão bem. Isso fez com que a jornada tenha sido menos difícil. Fiquei chorandinho, paguei mico na frente de todos, mas falei o que eu realmente sentia. Todas as pessoas me ajudaram na medida do possível. Não tenho muito o que reclamar do Mato Grosso, a não ser o SOL ESCALDANTE E OS INSETOS BIZARROS. É meio que uma terra de todos, a maioria daqui veio de fora, foram construindo seus laços, suas famílias e hoje é como se tivessem nascido aqui. Sempre rola uma piadinha, "Você já já arruma um marido e adeus Rio de Janeiro". Tô procurando o marido até hoje.

Este blog me ajudou muito, ajudou nos piores momentos quando eu vinha desabafar e no dia seguinte lia e constatava que minha vida é uma comédia, as vezes ficava meio puta de nego rir, mas acabava entendendo. Ajudou nos momentos hilários que passei, hoje eu posso reler e rir de novo das negas desmaiando, das ameaças de processos, dos índios, dos nomes etc. Ajudou também na hora de ler o que vocês escrevem, apesar de quase nunca eu responder, mas me sinto muito bem quando leio que alguém rezou por mim, apesar de eu não acreditar, sabe, mas pensar que alguém de noite fechou os olhos e pensou em mim e na minha mãe, não tenho palavras para isso.

O começo foi difícil, talvez o meio e o fim também. Posso reclamar muito da minha vida, mas não fico chorando o que deixei de fazer. Não corri atrás quando podia? Não, não corri. Como diz Adriana Calcanhoto, eu perco a hora, eu chego no fim. E FODA-SE. Não vou ficar sentada chorando. Assumi todas as consequências que a vida me trouxe.

Eu podia aqui aproveitar para dizer "se eu consegui, você também consegue", só que cada um tem um caminho a percorrer. Muita gente acha que foi coragem eu ter vindo para cá, eu vejo mais como desespero. Não foi escolha, foi necessidade. Conheço pessoas que prefeririam trabalhar de vendedor em pé do que ter vindo para cá. E eu nem tinha a opção de trabalhar de vendedora em pé. Não vejo as minhas ações tão fodas assim como muita gente vê. Ninguém que abandona duas faculdades, não se forma e não tem outra opção a não ser sair do estado, pode ser considerada foda. Mas whatever. Não me considero um exemplo, não vim trabalhar para ganhar bem. Cagava na época da faculdade, só queria dormir, enquanto todos os meus amigos ralavam fazendo trabalhos, estágios, e eu só queria a vibe o mundo inteiro acordar e a gente dormir. Por isso estou aqui. Mas quer saber? Mais uma vez digo: não lamento. Sério mesmo. Eu não lamento o que deixei de fazer, porque não tenho maquininha de voltar o tempo.

Tem uma música dos Los Hermanos que traduz muito isso. O velho e o moço.


E se eu fosse o primeiro a voltar
Pra mudar o que eu fiz,
Quem então agora eu seria?


Parafraseando o que a música diz no final, eu aceitei a condição a partir do momento em que fiz as minhas escolhas. Se eu pudesse voltar atrás, eu seria diferente do que sou hoje. Melhor? Pior? Tanto faz. Eu não estaria escrevendo isso aqui.

Um beijo e MUITO OBRIGADA por toda a força que vocês me deram.

36 comentários :

Quéroul disse...

juro que acabei seu texto com uma lagriminha aqui. :ó)

tudo de bom pra vc. tchau 2009.
=**

Elisa disse...

Fico feliz com sua avaliação do ano...

Afinal, a gente é o que é devido os perrengues que passagemos. E te garanto que tem muito nego com duas faculdades que não é metade do que você é, porque se acha foda, ao invés de fazer algo que realmente o torne foda. Fale pra ele ir morar longe de papis e mamis, e a criança já esperneia. Fale pra ele que vai ter que atender desde nego fedido a cara cheiroso com o mesmo respeito, e não poder revidar nenhuma ofensa conforme gostaria. Criança já começa a falar que não precisa disso pra vida.

Faculdade é bom, mas não é algo que vá dar mesmo caráter pra alguém. A vida, chuchu, é que realmente ensina. E mesmo você indo aí por desespero, como diz, teve algo sim de coragem. Desespero mesmo faria nego é ficar emo, dentro do quarto, falando que tá tudo perdido e trá lá lá.

Que seu 2010 seja bem melhor do que o ano que tá indo embora.

Elisa disse...

**passamos.

Eu tenho que parar com a mania de querer editar tudo correndo (o que é meio difícil pra quem tá no serviço, fazendo a vontade do chefe de não ficar sozinho, já que todo mundo do meio corporativo tá em casa dormindo. CHEGA LOGO, MEIO DIA!!)

Anônimo disse...

Patrícia,
Meus desejos para você em 2010:
Espero q aprenda a cozinhar, que a internet nao caia nunca e que você possa visitar sua mãe sempre. Ah, e que arrume o tal marido aí ou no Rio ou aqui em Natal, conhece Natal? Pois venha!
Beijo
kate

Jr:. Andreazzi:. disse...

Ola,

Tenha um feliz 2010 e que nesse novo ano voce tenha mais sorte com os Indios, sua net e deixe de ser vista como uma "zumbi", afinal a vida é feita de altos e baixos e caindo é que se aprende a levantar. QUe em 2010 sua vida seja mais repleta de aventuras, visitas a sua mãe e que chova menos neh!
Se sua NET cair, nao deixe de postar (rsrsrs - via sinal de fumaça)

Fraternais Beijos

Ana P. disse...

Independente de você se achar um exemplo ou não, eu sou tua fã e te admiro, e torço para que as coisas, aos trancos e barrancos, deem certo no final.

Porque gente como tu merece sim, não o bom, mas o melhor ainda.

Um beijo, guria, e que 2010 seja.

Mmmm..... disse...

É isso aí...

Na maioria das vezes eu acho tudo que vc escreve um plágio do estilo de outras pessoas. Mas hoje vc escreveu algo só teu, inédito de emoção e gostei bastante!!!!

Que 2010 venha com mais tolerância para todos nós!!!!!!

Madame Ç disse...

Adoro o blog. Adoro as loucas aventuras de Patricia no Centro-Oeste, entre onças, insetos e indios.

Aguenta firme. ;-)

Bjo.

Tatuscula disse...

Ter terminado a faculdade não é garantia de sucesso nenhum. Tem muito nêgo aí que com a cara e a coragem - e muito menos estudo - tá na chefia de grandes empresas. Isso é fato. Tá certo que tem gente que nasce virado prá Lua, mas também tem os que ralam muito nesta vida prá conseguir chegar onde chegaram. Muito mesmo. Tenho amigos q se formaram comigo e estão na eterna vidinha Eduardo & Mônica (escola-cinema-clube-televisão) morando com a avó num kitinet.

Palmas prá você, para nós, que com mais cara (e mico!) do que coragem passamos 2009 aos trancos e barrancos e tamo aí, dando a cara prá bater novamente amanhã..2010!!

Um bom ano prá você e se eu sumir é porque ganhei na Megasena. Fato.

Abração!!

Camila Harpias disse...

Olha Patricia se seu objetivo era me fazer chorar no trabalho vc conseguiu viu. Um feliz ano novo na medida do possivel pra vc e um 2010 anos luz melhor que 2009 E se eu puder fazer qualquer coisa por vc ( embora n saiba exatamente o que) pode contar viu
=*

Jéssica Amorim disse...

Eu adoro seu blog... dou muita risada, mas penso que se fosse comigo, sei que não teria a competência de ficar tão longe de tudo.

Que 2010 seja proveitoso, com menos inundação e muita alegria ok?.

Luan . disse...

Ei, dê Adeus pra 2009. Se você consegui suportar tudo isso, você poderá suportar MUITO mais. A vida é uma piada e você me emociona com seus textos, faculdade e coisas afins podem ser escolhas corretas ou não, isso vai da pessoa. Você é supercoerente no que faz, entao nao vejo porque eu nao conseguiria me identificar com você. 2010, desejo sinceramente melhoras em TUDO, porque depois de tudo isso, você MERECE MUITO.

Que venha 2010, pra melhor ou pra pior, mas que venha (:

Guilherme disse...

Queria ter um décimo da sua força.

Precisa ser muito corajoso pra aceitar a vida como ela é, principalmente pra entender que somos o que somos...

Pode ser que uma necessidade tenha sido o começo, mas foi a sua força de vontade que segurou a onda aí até hoje.

Beijo, e feliz 2010.

Aline-NC disse...

Leio sempre o seu blog e dou muita risada sim, porque mesmo as piores histórias você consegue contar com bom humor. Com certeza você tem a força pra superar tudo isso.
Um super 2010 e continue escrevendo, espero que tenha menos histórias bizarras e mais histórias boas pra vc :)

psicopato. disse...

Acompanho o blog e acabei criando um para mim por tua causa!

Espero que as coisas em 2010 sejam boas para ti, que tu consiga realizar ou chegar o mais próximo possível da realização dos teus desejos para o novo ano!

felicidades, bjs

anarosar disse...

É a primeira vez q vim ao seu blog, não acompanhei todo esse ano, q parece ser sido um tanto qnt difícil, mas nesses anos difíceis é que aprendemos mais. ( ;
Espero vir mais vezes, gostei mto daqui ^^
Bom ano novo ;D

Carolina disse...

Beijo. Adoro aqui viu!

Pamela disse...

Linda!

A gente se vê por aqui :*

۞ Sol disse...

Vc que é maravilhosa! Mil beijos e felicidades!

Luisa Maria disse...

Nossa! Lindo isso.
Força aí, que 2010 traga ainda mais vitórias e alegrias pra vc.
Um abç!

Ray disse...

ah, nem sei o que dizer. que venha 2010, com seus altos e baixos.

e porra, queria ter tua facilidade com as palavras.

Nat disse...

oi Patrícia,

antes de mais nada, queria te desejar um feliz ano novo!!
e que coisas melhores venham neste ano que entra, viu? ^^

olha mulher, eu penso que por mais que todas as tuas ações tenham sido por necessidade (como vc diz), vc precisa olhar o mérito de ter enfrentado tudo, porque todos nós vimos que não foi fácil e sim bastante sofrido. vc enfrentou talvez não com a "força dos bravos", levou como vc pôde, mas levou e o ano de 2009 terminou.

te desejo só coisas boas, Patrícia... e principalmente, desejo que vc consiga sentir qdo elas acontecem na sua vida, e aproveitar as oportunidades: por ser em mato grosso, pode ser que vc volte para o rio, onde quer que seja...

um bom ano!
=)

cristianopunx disse...

Isso ai, eu também to tentando mudar, po tua história foi legal...me deu mais coragem aidna hehehe. Eu to querendo sair do RJ e ir pra qualquer lugar, mudar de área e seguir em frente...se eu pudesse ser um transmorfo hehe eu tbm mudaria de cara rs.
Po eu sou 10% razão e 90% emoção...e fiquei emocionado.
O que tem me motivado ultimamente. Deus, uma amiga me dando esporro pela internet....pelas cagadas de 2009...e um pouco de Capital Inicial antigo: "Papai morreu...mamãe tbm, estou sozinho eu nao tenho ninguééémm...essa vida me maltrata estou virando um psicopata".
E cada dia um psicopata diferente hehe:)
bjus Patricia
OBS:Quando acontecer a primeira cagada de 2010 eu te conto.

Lélia Maria disse...

não enterre seu umbigo onde não é sua pátria. se vc cagava na época da faculdade não quer dizer que precise viver na merda. se vira, menina! "o último dia do ano, não é o último dia do tempo. outros dias virão!" aposto cem contos que vc vai sair daí.
um 2010 de realizações!

Vônia disse...

sair de casa é mesmo uma coisa... nem bom, nem ruim, realmente necessário às vezes. eu saí, voltei e agora quero sair de novo e ñ consigo. XD e nem é a vida que me impede, é só minha "razão" mesmo. enfim. aproveite o bom e o ruim aí em MT, pra alguma coisa isso tudo vai servir. feliz 2010!

Pam Donato disse...

Já q todo mundo escreveu textos imensos e devem ter dito tudo de mais lindo p vc, vou só dizer q vc fez meu 2009 parecer mais suportavel.Desejo mta coisa boa na sua vida, sorte p vc e sua mãe. bjs feliz 2010!

carolina disse...

aêê!!! vc conseguiu menina. Avaliar a situação e seguir do melhor jeito q der é uma viória. Eu não consegui. Lá se vão 20 anos. 2010 vai ser ótimo ce vai ver.

fragmentosrecortados disse...

Patrícia, feliz ano novo!

Olha, o calor aqui no Rio está insuportável. E os ônibus não andam melhores. Então, aproveite Jibóia City até quando der!

E que 2010 te trate muito bem.

Alice disse...

awn, bonitinha.
eu só te desejo, do fundo do coração (soy clichê) sorte e força. :)

Fernanda Sezar disse...

Uma pequena demonstração de admiração. http://all-regrets.blogspot.com/2010/01/te-amo-porra.html

Fernanda Sezar disse...

Obrigada e tenha um excelente 2010.

Bannanass disse...

Conhecer teu blog foi um dos poucos prazeres que 2009 proporcionou. Que em 2010, e nos próximos anos, eu possa vir aqui, rir do teu estilo de escrever, me preocupar com tuas preocupações e, o que é mais foda, me identificar.
Meus votos também para que tu saia do inferno e vá trabalhar num lugar melhorzinho. Tipos: "Valeu, Jibóia City, mas fui transferida pra, sei lá, Governador Valadares... ou Santa Maria (RS)".

Se tu vier pra Santa Maria, eu pago o chope.

Feliz 2010, garota...

Tudo Novo disse...

Obrigada a vc por existir!

Bicho quando crescer quero ser igual a tu!
kkkk

Bjus e um 2010 cheio de Bençãos

Ana disse...

Ai, me abraça!
É tão louca essa proximidade q a gente cria com pessoas q estão tão longe fisicamente né?
Desejo q, em 2010 vc consiga colher os frutos de todo esse crescimento, de todo aprendizado
E que aprenda ainda muito mais e sofra bem menos se possível! Desejo gargalhadas felizes e saúde pra vc!
beijão...

Samantha disse...

Estou torcendo muito por vc aí. Beijo.

Sérgio disse...

Caralho... aquela estória de você só ter prazer com a desgraça alheia tava esquisita mesmo. Não te conheço, mas acho que você de verdade é esta pessoa que acabei ler.

Sinceramente, acho que no fim vai dar tudo certo (e não sou do tipo otimista, acredite). Seus textos são inteligentes, você se descreve como uma pessoa esforçada e honesta. Não tem como dar errado.

Não sei se já sugeriram, mas acho que você devia passar umas férias no Rio para lançar um livro deste blog. Seria, no mínimo, uma grana extra (e , talvez, alguma dor de cabeça, mas faz parte).