terça-feira, setembro 01, 2009

a vida é uma merda, cara

Se eu tivesse talento, ia ser cineasta. Ia querer ser escritora não. Livro ninguém lê, só perdedores leem livros.

E rola umas cenas na minha mente de como seriam os meus filmes... se eu tivesse talento.

Uma das cenas é a cena final. Sentados no banco de uma praça, um velho diz para um jovem rapaz:

- A vida é uma merda, cara.


Porque não importa o quanto você viva, o quanto você veja de beleza, o fim será sempre trágico. Vamos viajar para Fernando de Noronha e pensar "nossa, a vida é linda". Te dou um minuto em uma favela para você se dar conta que praia é a invenção da natureza para esconder as invenções dos homens.

Enfim. 1° de setembro e a gente aí na expectativa para que as coisas melhorem e elas pioram. Chorei o mundo.

Nego do meu trabalho, ao invés de me mandar fazer curso no Rio de Janeiro, me manda para Cuiabá. E assim, claro que dava para eu fazer no Rio, mas nego não quis perder um minuto com uma ou outra burocracia, nego quis ir embora mais cedo, chegar em casa e dar o cu. E tanto faz, né? Foda-se se ela está longe da família e dos amigos, antes ela do que eu. Foda-se se até o fim do ano ela tem casa no Rio e ano que vem, no more, mamãe vai para Minas e Rio de janeiro será apenas uma lembrança ou um desejo, de quem sabe um dia, voltar.

O mais cômico é que eu não pedi nada de graça. Nego vai pagar hotel caríssimo em Cuiabá e no Rio eu não precisaria de hotel. Só queria a passagem de avião.

"Ah, quer ir pro Rio? Então pague você mesmo sua passagem."

Alou, com o salário que vocês me pagam? Vou pro Rio trabalhar na Atlântica por acaso? Na 4x4?


Dói. E não é a distância que dói. Dói o descaso de quem GANHA para trabalhar no RH e consegue ter a mesma sensibilidade dos notas-de-cem da vida. Tirando as três primeiras semanas depois que eu saí de casa, que foram extremamente difíceis, hoje foi o pior dia. Porque eu sou idiota e realmente acreditava no coração bão das pessoas.

A vida é uma merda. A gente sempre quebra a cara. E o mundo tá cheio de filho da puta.

Frases clichês, pois a vida é um grande clichê.

15 comentários :

Bellatrix disse...

Concordo, manda tomar no cu!

claudia lyra disse...

Poxa... sinto muito... sinto muito mesmo. Cara babaca...

Ana P. disse...

Ei... olha... foda.

Se vc pretende se manter nesse emprego, gata, vou te dizer: você vai ter que aprender a conviver com a decepção com a humanidade

Diariamente, sabe?

NÃO É À TOA que eu não me dou bem com pessoas. Estou há cinco anos aprendendo que os outros só querem é fuder contigo.

É isso. Sinto muito por você descobrir isso desse jeito.

guilherme disse...

Estou há cinco anos aprendendo que os outros só querem é fuder contigo.

Dependendo do contexto isso não é ruim Ana. ;P

Não sabia que sua mãe vai pra Minas =(. Te ofereço minha casa em São Paulo, e posso ver se consigo lugar na casa da minha mãe no RJ, mas é mais complicado, depende do estado emocional dela.

Beijos

carolina disse...

Bem vinda ao serviço público. E olha q podia ser pior, tipo uma prefeitura p.ex. É a vida real, pode acreditar q a endência é piorar. Querida, ou se adapta ou morre! Darwin explica.

disse...

Essa é a humanidade.

Barbarella disse...

Sim, a vida é uma merda...
Aprendi cedo que todo mundo só quer me fuder...hj em dia desconfio até da mamãe...é foda...
mundo fdp!
Bjs e força...

Caco disse...

Por isso tu deveria fazer letras. Também ganharia pouco, mas se divertiria mais. ;-)
bj

Anônimo disse...

Velho, na moral? De-sen-ca-na!!!
Não adianta estragar seus dias por causa do "notas-de-cem" da vida.
Você tem razão, dói o descaso de quem ganha pra fazer os outros se fuderem, quando poderiam transformar, em algumas oportunidades, a vida de alguém mais feliz. A raça desse (feladaputa-desgraçado-boi-infelizdosifernos-e-odiaboqueocarregue) é ser humano, esqueceu?
Então, não fica lamentando e nem transforma isso na pior coisa do mundo não... Amanhã tudo vai ser diferente, eu te garanto!!! Esquece isso, não dependia de você e fica a dica: Toda vez que algo de bom pra você depender da noite bem fodida de alguém, não crie muita expectativa. Se acontecer, ótimo. Senão, você não sofre tanto.
Um abraço forte, te leio todos os dias e torço por ti!

November disse...

Olha.. é foda.
Não tem muito mais o que falar.. só que a gente infelizemente não pode ficar dependendo de boa vontade de ninguém. Eu desisti de verdade.
A gente sempre espera que os outros tenham o mínimo de noção.. façam pelo menos metade do que a gente faria.. e nunca rola (salvo raríssimas excessões)..
Então..infelizmente o negócio é ser conformada com o mundo.
É uma bosta.. mas é meio que questão de sobrevivência acho...

Muito chateada pelo o que aconteceu contigo.. espero de verdade que as coisas melhorem.. respira fundo, aperta o foda-se e vai ser feliz que vc merece!
Bjoo

vanessa disse...

*abraça*

amiga, eu tenho uma porcentagem alta de polianice. é feio, eu sei, mas eu sou a abestada que acha que tudo dá certo uma hora ou outra.

vai acumulando esses horrores da guerra aí e vai veNo o futuro BANANA PRO BRAZIU que vc vai ter.

escreve o que eu tô falando :P

ALba disse...

Pessoa,
queria saber se tu gritou bem muito e alto...PUTA QUE PARIU?!?!?

Que canalha!

Fica bem

Renata + Kate disse...

Vou assistir teu filme...

Ruim quando a porrada vem no trabalho, pior quando vem de quem voce divide a vida...
Viver dói e a vida é uma merda....
Noutros dias a vida nos parecerá bem bonita...
Fé e força para nós para estes dias pesados...

Jullyane disse...

Se vc fosse cineasta ia ser bem ao estilo Woody Allen, aqueles filmes com sacadas para poucos, que não tem final muito específico, eu ia assitir! o/

Selminha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.