sábado, agosto 15, 2009

tom, eu te amo

Eu tenho uma certa fixação com Tom and Jerry, porque é a história da minha vida. O gato que sempre tenta de tudo, mas sempre tem um rato filho da puta para estragar qualquer coisa que seja.

E é simples, saca. Não tem diálogo, não é tipo um Charlie Brown que sofre com as palavras, porque o que mais machuca é o que se sente, independente de se escutar ou não.

O Tom não entrega os pontos nunca, sempre tenta, sempre persiste, por mais que a vida (Jerry) esteja lá para mostrar que não, você não vai conseguir. Ele sofre, mas levanta rápido e tenta novamente, já que a vida quis assim.

Então estou eu aqui, nesse sábado super animado, indo no google imagens atrás de fotos do meu ídolo e encontro essas:





Quero muito.

4 comentários :

Anônimo disse...

Sempre curti Tom e Jerry mas também achei que era um desenho bem simples e nas coxas.. Até que fui prestar atenção na música do negócio. É tudo orquestrado, tocado numa levada só, super complexo, bem trabalhado, cheio de referências... Coisa linda.

Patrícia disse...

Que fofo esse sutiã!
Gostei dessa abstração que vc fez: Jerry/Vida. Eu me sinto como o Coyote sendo sacaneado pelo Papaléguas...
Que o fim de semana seja legal contigo, sweet child!

Jessie disse...

Eu sempre torci pro tom...
=*

disse...

Eu prefiro o coyote e o papaléguas.