domingo, julho 19, 2009

me divertindo com o inimigo

Olha, ME DIVERTI.

Eu e Aqui-em-Jiboia-City-todo-mundo-usa-nota-de-cem juntos no mesmo ambiente por 6 horas, olha, não tem preço. Foi sublime. Com direito a momentos de "vai lá pegar a cerveja pra fulano" e eu responder "nossa, e eu que trabalho como garçonete e nem sabia?". Continuei onde estava.

- Você dificulta muito as coisas, pô, eu tô aqui fazendo o churrasco.

- Nossa, que difícil, virar a carne pra lá e pra cá.

- Filhinha, não é só virar a carne, é temperar, botar na grelha, no espeto e ZzZzzzZzzZzz

- Poxa, pede um ajudante.


Nisso a pessoa vira o Hulk de ódio. Não tenho culpa. Não tenho culpa mesmo. Eu dou sinais, se a pessoa não percebe e quer comprar briga com psicopatas como eu, não tenho culpa quando resolvo foder a vida dela. E a noite toda foi assim, nesse bate e volta.


Eis que chega a mulher dele. E gente, só tenho a dizer que VIRGEM DE GUADALUPE OLHA POR MIM. A maior piranha que já vi na minha vida! Cara de putona, jeito de putona, daquelas que falam boanoitéam, vestia oncinha, bota vermelha e incrivelmente me amou. Deve ser porque eu conversava com ela rindo, ela deve ter pensando que eu era simpática, mas amoooor, era ALEGRIA de saber que o MERDA MOR é casado com uma puta e daquelas bem pootas, sinto cheiro de muitos chifres no ar.

Claro que Aqui-em-Jiboia-City-todo-mundo-usa-nota-de-cem percebeu o sarcasmo da minha felicidade, ficou ainda mais puto. Achei válido. Lá pelas tantas, alguém resolve cantar uma música, que olha, procurei no google e não achei, mas se alguém souber qual é, POR FAVOR ME MANDA, era algo como: "ela me prometeu amor eterno, me jurou fidelidade, mas não cumpriu". Cara, gargalhei bonito e ainda disse "ih, gente, essa música tem históóóória". No fim da noite, como não conseguia lembrar dos versos da música, comecei a cantarolar "Ê boi, Ê boi" ou então "Criminosa, não posso olhar dentro do seu olhar, bala de Prata acerta pra matar... Bandida...", daí pra não cantar tudo eu só dizia "Ban-di-da! Ban-di-da!". E ele com a faca do churrasco na mão. Caguei. Ria ainda mais, pensando na possibilidade de morrer e ser capa do Meia Hora:

CORNO MATOGROSSENSE NÃO AGUENTA
ZOAÇÃO E MATA CARIOCA A FACADAS



Porra, me diverti pra caralho. Quero só ver o clima na segunda.

7 comentários :

Mainina disse...

hahahahahaha
Como desqualificar ainda mais um cidadão sem classe.

O melhor mesmo foi descobrir as origens da falta de noção. O cara não sabe lidar com os chifres que tem na cabeça, daí faz essas merdas... êê boi.

beijo!

Ana P. disse...

Tá tudo explicado, então, né? lidar com chifres é difícil e amargura mesmo a pessoa, ahuahuahuhauhauhauhuaa!

Bellatrix disse...

ahahahahahaha
seria uma notícia e tanto!

O desagradavel deve ficar roxo de ódio quando vc chega perto XD

guilherme disse...

"A maior piranha que já vi na minha vida! Cara de putona, jeito de putona, daquelas que falam boanoitéam, vestia oncinha, bota vermelha e incrivelmente me amou."

Hahahahahaha essa frase fez meu dia.

Taynara disse...

Rindo horrores!!!!!!
A manchete do Meia Hora então, totalmente plausível...

Bjs,

disse...

Vai que é um relacionamento aberto? haha

Fabiana disse...

Hahahah... to chorando de rir aqui sozinha... Guria, qdo tu for embora dessa cidade escreve um livro, vai virar best seller, com direito a entrevista no Jô! Fala sério, tu tem que ter uma recompensa pelo que ta passando, o destino não pode ser tão cruel!