segunda-feira, junho 01, 2009

não

Olha, tudo o que eu queria nesse blog era contar 100% do que eu passo e não apenas a metade. O foda é que não dá para contar onde eu trabalho, não dá para contar o nome da cidade. O mundo está tão cheio de gente mal comida, que para me delatar é um pulo.

Como não posso postar tudo aqui, volta e meia me contento em mandar emails para amigos contando detalhes. O que é chato, porque grande parte da graça se perde, já que não posso compartilhar com a maioria.

Contento-me agora em partilhar um centésimo de um MOMENTO CHOQUEI. Embora, claro, vocês pensem "so what?", pois a VERVE dessa história dependeria de eu contar sobre vários outros detalhes que não posso.

Enfim. Vamos a cena. O grande momento. A GRANDE CENA QUE ECOARÁ EM MINHA MEMÓRIA PELA ETERNIDADE.

Fui pegar parte do meu pagamento e recebo 4 notas de cem.

Eu: Tem como trocar pra mim?
Merda Mor: Não.

hahahahahah


N-ã-o

NNNN-ÃÃÃÃ-OOOO.

NÃÃÃOOOOOOOOOOO.

NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
OOOOOOOOOOOOOOOOOOOO



Eu: Fica difícil pra eu trocar.
Merda Mor: Aqui em Jiboia City todo mundo usa nota de cem.


*Respira*


One more time:

AQUI EM JIBOIA CITY TODO MUNDO USA NOTA DE CEM.


Fim.


Tudo bem. Não teve graça nenhuma contar, "so what?" e tal, mas acreditem, se um dia filmarem a minha vida, essa cena com certeza estará presente.

12 comentários :

raquel disse...

Cara, nunca pensei que diria isso... mas se me arrumassem HOJE um passagem pra Jiboia City, eu muito ia. Me parece a coisa mais próxima de *sumir do mapa*, que é o que eu realmente gostaria de fazer.

E olha, meu email é escroto mas funciona. Fica a dica para um momento de ócio, tô solteira, tô largada e trocar emails é tipo só o que eu faço na vida.

guilherme disse...

Cara pelo menos eles não pediram pra vc usar um cocar pra trabalhar... Já fiz um casamento indiano em que tive que usar um TURBANTE. UM TURBANTE.

vanessa disse...

gulherme, defina "FIZ um casamento indiano". vc é juiz pelo estado da pensilvânia?

[chat line nos comentários]

Loloh disse...

Caraca todo mundo só usa nota de zem...puts vou para ai pedir esmola...kkkkkk

Ana disse...

Realmente, Pati, sinto uma mensagem subliminar nesse post....
Something like...merda mor sendo tipos a caixa do banco....rs
Cara, vou te falar...ser inteligente causa inveja, amigham...
Muito, mas muito mesmo queria poder trocar ideia com vc fora do ar se é que me entende...
Quem sabe um dia vc passa no meu blog e a gente fala mal de quem merece!!!!
beijooo

Anônimo disse...

Não lembro como cheguei aqui, há alguns dias, mas adorei e add aos favoritos... Trabalho no interior do RS e já vi coisas escabrosas, embora vc ganhe de longe do que vejo aqui... Heheh... Minhas histórias perderam a graça! Força, garota! Junte seus relatos (e suas forças, e a paciência!) e escreva um livro... eu compro! FAFIANA

Rubi disse...

Tu trabalha no BB? Pq sinceramente... tb trabalho no BB, no RS. E não sei... me identifiquei muito com seus relatos.Fiquei mais de um ano no interior sem internet, sem celular, ouvindo gente falar alemão, bugres... e por aí vai.
Adorei teu senso de mau humor!

Taynara disse...

huaahuhauhuauhaauauhahua

Sério: escreve um livro!
ficando rica, vc não precisa se preocupar em ocultar os detalhes...

Enxaqueca disse...

Eu quero morar em Jiboia City. Por essas bandas isso aí é figurinha rara...

Jullyane disse...

Ahn? Não entendi mesmo! kkkkk!

Beijos

Ana P. disse...

HAuhauahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua!!!

Eu entendi...

e te digo mais, eu já fiz isso! HAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHUA!!!

Mas a pessoa era mto pau no cu, e acredito que vc não é! Então, pau no cu do(a) Merda-Mor!!!

Emanuella disse...

Achei a história de "aqui todo mundo usa nota de cem"
Super merda mor