quarta-feira, junho 24, 2009

cadê meu cuscuz?

Decepção é a palavra que define minha reação na festa junina de Jiboia City.

Não tem cuscuz em nenhuma barraquinha, e pior, nego NEM SABE o que é isso. Pensaram que era xingamento. Juro.

Foi uma cena pa-té-ti-ca eu indo de barraca em barraca, perguntando:

- Moça, tem cuzcuz?
- q/
- Cuscuz.
- TEM NÃO!


"Tem não" = "tô aqui trabalhando diboa, tentando ganhar um dinheirinho pra minha comunidade e você vem de zoação??".

Eu super sem graça, nem tentei me defender.

E lá ia eu para outra barraca repetir o diálogo, chegou no final, o pessoal das barraquinhas já tinha conversado entre si, de modo que a última, antes de eu abrir a boca, já disse "não tem!".


Como assim não tem o melhor.doce.junino.do.mundo?

Sem noção esse lugar.

21 comentários :

Alice disse...

ai, aqui em minas nem tem isso também =P

Juliana Monteiro. disse...

Eu falo que esse povo tem que evoluir. Tinha pamonha, né? Pamonha gostosa que nem de goiás é difícil encontrar, mas provavelmente devia ter.

Aqui em Goiânia a gente tem o costume de fazer um cuscuz que denominam "cuscuz paulista". menina, é um negócio louco de tão bom. Eu faço um ótimo. Ele tem a farinha de milho e pans, só que primeiro você faz um molho que eu geralmente coloco alho, palmito, atum, tomate e molho de tomate e azeitona. daí quando o molho estiver no ponto você vai colocando devagar a farinha de milho até ficar com uma consistência legal. coloca naquelas formas furadinhas no meio e deixa esfriar para que não fique muito mole. Bom demais. Tem como fazer de outras maneiras, mas essa na minha opinião é a mais gostosa.

Ficadica. =********

Jullyane disse...

Como assim não tem cuzcuz? E olha que eu prefiro cuzcuz salgado, mas não ter cuzcuz é até um sacrilégio das festas juninas!

Quéroul disse...

ah, o cuscuz.
tb tenho uma história de incompreensão com um cuscuz no meio. mas o caso foi no Rio mesmo...
tava eu linda e inocente no Rio qdo a família do ex namorado começou a falar das maravilhas do cuscuz, como era bom e delicioso e que eu tinha que comer. eu respondi: 'ah, eu até gosto, mas é que eu não sou muito chegada em ovo cozido e ervilhas...'. pra quê? ouço as risadas até hoje...
eu NUNCA na vida tinha ouvido falar que cuscuz (pra) carioca é um DOCE com CÔCO.
pq cuscuz de verdade é aquele amarelo lá, que tem forma de pudim e um ovo pendurado. chamam até de marroquino, mas daí é conhecimento demais pra mim.

mas é isso, né. essas pessoas ditas de "cidade grande" são preconceituosas com os quem vem dos outros estados... heh.

Patrícia disse...

Gente, eu tbm não conhecia cuscuz doce, não! Sou mineira de Uberlândia e o cuscuz que a gente conhece lá é chamado de Cuscuz Paulista e é o mesmo descrito pela Juliana e pela Quérol nos comments acima... Aqui em Brasília tem muito nordestino e bastante restaurante com comida típica do nordeste tbm. Então, um dia pedi um cuscuz no restaurante e me chega um negócio totalmente diferente do que eu conhecia: só a massa, sem ovo, sem atum, nada... Detestei, mas o pessoal aqui AMA, seja candango, seja nordestino... Well, quanto ao mau entendido acho que eles estavam pensando naquele "palavrão" monosilábico, saca?... Anyway, agora me deu uma vontade louca de comer o tal do doce, ô, meu Deus, se for como o da foto do post o trém deve ser o bicho de bom!

Beatrix Kiddo! disse...

Aproveitava e pedia uma canjica de quebra!
Canjica pra eles é o curau do Rio(eu chamo curau do Rio, pq eu cresci em Natal e canjica é canjica de milho verde e cuscuz é o cuscuz amarelo horrível).
Esse lance de comida é a pior coisa pra quem muda de estado, muda a porra dos nomes todos.

Nat disse...

gente, ahauhauah, engraçada essa de cuzcuz doce...
e q bizarro tb! pô, pq deram o MESMO NOME pra um monte de comida diferente??? ahuahauahauh
sou de do estado de sp tb e nem sabia q o cuzcuz q eu conheço (com ervilha, ovos, camarão etc) é conhecido como cuzcuz paulista! acha... rs

Anne disse...

PENSA! C pode ficar milionaria vendendo o "cuscuz carioca" por aê. olha a oportunidade!

Andreza Canto disse...

como assim Bial?? nao tem cuscuz? aahh nao, sem cuscuz festa junina nao tem graça!!tsc tsc
beijos

Patricia Scarpin disse...

Só conheci esse cuscuz doce quando fui à Bahia, em 2001 - até então, só conhecia aquele com ervilha, sardinha (que detesto, aliás).

Lila disse...

Como assim cuzcuz doce? Eu sou baiana e tb só conhecia o cuzcuz amarelo q na minha região se faz só com milharina mesmo, sem esses recheios todos.
Esse cuzcuz recheado tb conheço pelo nome de cuzcuz marroquino

guilherme disse...

Isso é Brasil amore.

Tem vários produtos do sul de minas que aqui no RJ ninguém ouviu falar.

Se fosse em outro país, com uma logística melhor, várias dessas regionalidades virariam sucesso nacional. (ou não).

mas conte-nos de alguma coisa que vc comeu aí que nunca tinha comido na vida.

Índio não vale.

Goró de Niterói disse...

Moça, muito pior foi quando morei no interior de São Paulo (um pouco pior que Jiboia City, porque em vez de bicho o lugar é infestado por paulistas).

Cuz-cuz lá não é doce, um um negócio salgado horroroso que mais parece vômito que secou.

Rachel Juraski disse...

Interiorrrrr de SP também nunca viu cuscuz junino doce não!

Goró de Niterói disse...

Pois é. Não tem jeito. Quer levar uma comida boa, tem que ir pro litoral.

samiemaybe disse...

cuzcuz doce? nunca comi, esse branquinho da foto minha mãe faz às vezes mas só ela come, eu gosto mesmo do amarelinho, com manteiga, ou com café com leite!! ai ai... então, não venha pra brasília na época junina q tb não tem cuzcuz branco doce!! hauahua

bjs

Ana disse...

É Paty....Carnaval aí tb não será como o do Rio tb....
Sabe, eu adoro essa diversidade da cultura que nosso país tem....
Pena que ficou na vontade do cuscuz, mas decerto comeu algo diferente e bem gostoso né?

Toni disse...

Essas comidas de milho são um problema no Brasil.

Cuscuz: em São Paulo é aquele "pudim" de milho com ovos, pimentão, sardinha etc. No Nordeste é milharina feita no vapor, forma um bolinho e as pessoas comem puro, com manteiga ou misturado com leite (muito estranho). E agora fiquei sabendo que no Rio é um negócio com côco! É o que, tipo tapioca?

Já a canjica... Aqui em São Paulo canjica é aquela papa branca de milho, com leite condensado e canela. Mas no Nordeste chamam de canjica aquela papa amarela que nós paulistas chamamos de curau. E o que nós chamamos de canjica (a branquinha) no Nordeste é conhecido como mingau maranhense ou mungunzá. (Ou pelo menos no Piauí, que é de onde vem minha referência).

Emanuella disse...

Munguzá são os grãos de milho cozinhados. Um cozido de grão de milho.(pelo menos aqui em Pernambuco) Será que o cuscuz que tu fala é o feito com massa de mandioca e leite de coco? Fica a dúvida.

Fernanda disse...

Cuscuz é uma comida de origem africana. Tapioca é indígena. O açúcar foi introduzido pelos portugueses.
Os indígenas quase não tinham acesso aos doces e quem cozinhavam eram as escravas. Elas Pegaram uma receita africana e misturaram com os ingredientes portugueses e indígenas:Deu samba!Cuscuz doce que é muuito consumido no Rio (com leite de coco, farinha de tapioca, servido com leite condensado e um pouco de coco ralado por cima).Na verdade a origem é mesma destes outros tipos que foram citados: mistureba brasileira.É de lei nas festas juninas daqui. M-A-R-A-V-I-L-H-A! O que o meu pai faz é ótimo.Até hoje se consome cuscuz na África. Na verdade não fazia idéia de que existia cuscuz salgado!

Obs:Vim parar aqui devido a uma pesquisa sobre comidas típicas brasileiras.

XD

Carolina Sofia disse...

conclusão. peça sempre para ver a foto ou a comida em exposição. hahahaha... ou, tb vale falar: quero cuzcuz amarelo, seco, com manteiga. ou quero o branco de mandioca com coco. e por ai vai. especificar que é apra nao ter erro. uahuhuahua...