quarta-feira, abril 22, 2009

desculpaê, vinicius de moraes

Se tem uma coisa que eu não aprendi a lidar é a rejeição. O que é bem engraçado, partindo do ponto de que fui muito rejeitada nessa vida.

(hahahaha *CHORA*)

A pessoa deveria se acostumar, não é? Nunca me acostumei.

O Fato é que antes de eu chegar, todo mundo da cidade já sabia que vinha uma carioca.

Carioca = samba = fio dental = gostosa.

Patricia = tudo, menos isso.

Quando eu vou me apresentar, eu vejo estampado na cara das pessoas a decepção. Na dos homens, para ser mais exata. Na cara das mulheres vem um ALÍVIO: opa, não vai roubar meu namorado.

Enfim. Só precisava desabafar.

15 comentários :

Isa Deetz disse...

Seu blog é demais!!
Eu tbm não tenho o biotipo da carioca e às vezes me sinto mal por isso... parece que os homens preferem as gostosas mesmo =/

Sandro Aurélio disse...

hsuahsuahsuahsuahsuahsuahsahsuahsuahsuahs


sempre que eu viajo e falo que sou do Rio, todos pensam que moro em frente a praia!

Nego nem imagina onde é Nova Iguaçu!

Letícia disse...

ah nega, eu te entendo mais uma vez.. eu pareço tudo menos catarinense hahaha

Caroline disse...

I hear ya

Carolina disse...

Patrícia, toda santa vez que eu leio seu blog, parece que voltei a ler o Narcolepsy (já falecido).... você escreve exatamente IGUAL a Paulinha aka Polly.

Um beijo =)

Liva disse...

Eu também não sei lidar com rejeição, mas no meu caso a culpa é do meu complexo de superioridade. Aquele que eu nem tenho razões plausíveis pra ter. Além de tudo não MINXERGO.

vanessa disse...

eu não sei elogiar, mas te digo uma coisa: conhecendo a sua pessoa, eu não deixaria um namorado solto perto de vc.

disse...

Ah cara. As pessoas tem umas idéias na cabeça sabe? Parece que é tudo bitolado.

guilherme disse...

Já estive na mesma situação dos seus colegas de trabalho. É impossível não fantasiar e pensar em esteriótipos quando pensamos em alguém que não conhecemos mas iremos conhecer.

Mas, reagir dessa forma "desapontada" é infantilidade demais. Não aconteceu como se imaginava? Vamos beber e seguir em frente?

Beijos

Mi disse...

Rejeição.
Eu sei bem o que é isso.

Kakau disse...

Eu já sofri com isso, nego me olha berrando e rindo alto. Na hora que descobrem que eu sou mineira, rola uma decepção pensando: Nossa, mas mineiro é tão quietinho.

Mas nem sofro com isso mais.

Mainina disse...

Ah, Patricia. No fim, acho que ninguém sabe lidar com porra nenhuma, todo mundo finge.

Fora que, na boa, logo vão te conhecer melhor. E as namoradas não vão querer deixar seus respectivos por perto.

De boa? Ninguém nessa vida vai pra puta que pariu e se ajeita em dois tempos (aliás, precisa ser mulher, hein?). Nem a gostosa com fio dental --> "OMG, ela é uma vaca!"

Relaxa nega,
Beijos

Ana disse...

Ihhh, Paty, pensa pelo lado bom, vc já, de cara elimina o bando de porcos babões que acham que mulher serve pra fazê-los gozar. Pensa que só os solteiros e que entendem a mulher incrível, espirituosa e bacana (nunca te vi pra fazer um "bonita" ganhar credibilidade na lista) é que chegarão pra negócios. Se não chegarem volta pro Rio, pq significa que essa cidade é pequena demais pra uma mulher evoluída como vc...e, por favor, alerte as demais para que a gente nunca ponha os pés aí...rs
beijos

Ana P. disse...

Pensa que vc se livrou de virar musa inspiradora de coisas tipo "Chalana".

Sempre tem um lado positivo nas coisas que parecem mais negativas!

Patricia disse...

às vezes parece que quanto mais longe do litoral menooor é o tamanho do cerebro, relaxa e ignora.