sábado, março 07, 2009

sobre barbies, alex kidd e radiohead



Vou para Cuiabá dia 15. Dia 20 é o show do Radiohead.

E estava pensando aqui, como garota mimada que sou, sobre as vezes em que consegui algo que eu queria muito.

Não consegui lembrar de nenhum episódio.

Lembro, quando criança, que meu sonho era ter uma barbie. E elas eram extremamente caras, minha mãe não tinha como comprar uma, então só rolava aquelas genéricas que davam vergonha quando eu ia brincar no play do prédio. Só fui ter a minha barbie bem tarde, lá com 9 anos e nessa idade já não brilhava tanto aos meus olhos.

Ainda criança, na minha curta fase de videogame, meu sonho era ter um master system porque tinha o Alex Kidd que eu brincava no game da minha prima e adorava. Cagava para Sonic, para Nintendo. Mais uma vez, ganhei um outro, um com cartucho de avião. Nossa, amo aviões, hein. Durou menos de um ano, como não usava, dei para alguém.

(Aqui é a parte onde vocês fingem que leram alguma coisa sobre a minha adolescência, porque digamos que, embora não pareça, eu ainda tenho dignidade).

Enfim, tudo isso só para dizer que hoje, com 25 anos na cara, eu me sinto assim sem a minha Barbie, sem o Alex Kidd, chorando pelo show da minha vida, e pensando, será que um dia eu vou assistir Radiohead ao vivo? Será que algum dia o meu coração vai juntar os pedaços novamente?

Não posso ir por causa do horário, não é pelo dinheiro, dinheiro foda-se, parcela a passagem em 48 vezes, pede empréstimo para deus e o mundo. Mas o tempo? Quem consegue controlar o tempo? Se tivessem colocado o show de São Paulo no sábado, eu iria, inclusive tive um sopro de felicidade essa semana ao decidir ir realmente no de São Paulo, até me tocar que o show era no domingo. O problema no caso do Rio é a ida, no de São Paulo é a volta.

Sempre tem um fundo de esperança, vai que eu estou em Cuiabá dia 20 e inventam o teletransporte? Vai que algum milionário lê isso aqui e me chama para o jatinho dele na sexta à noite? Sente o desespero da minha esperança.

Aquele doce que tiram da sua boca, aquele Quico que te pergunta "Quer?... Então compra!". E nem é por comprar, Quico, porque eu já comprei, mas I can't / Even though I might / Even though I try / I can't. É essa a sensação que eu tenho agora, a de impotência perante uma brincadeira da vida. O processo de admissão demorou tanto, mas não o suficiente. Eu só precisava de 5 dias. 5 dias. Uma sensação de perder antes mesmo de entrar na arena. E que vai durar por muito tempo.


True love waits.

17 comentários :

carolina disse...

eu leio teu blog a um tempão e são tantas coisas em comum q às vezes dá vontade de copiar teus posts e colar na parede pq diz tudo e eu não sei me expressar então como a gente passa coisas parecidas...eu sou funcionaria pública e passei cada uma, e olha, vc ainda nem viu nada... daqui há uns dois meses me conta. Serviço público é coisa pra profissa e eu quero morrer amadora, Deus me livre! e antes q me esqueça: TE AMO PORRAAA!!! Bjs.

.duas doses de desdém disse...

Bá é foda, 2009 tá sendo o ano que eu tõ perdendo os shows mais fodas...perdi Alanis, perdo Deep Purple, saco :(
mas no meu caso não fui pela grana mesmo :(

Eu nunca tive uma barbie de verdade :S

Bom...eu acho que vc ainda vai ver esse show da sua vida, flor...eles são novos, devem vir novamente ao Brasil (tá, eu sei q isso não consola)
mas né...

beijos ;******

Carlos L. R. disse...

:S Poxa, girl...
Eu me sinto tão como você.

Radiohead é uma das bandas da minha vida.. E eu tô aqui em Recife, economizando até a alma pra viajar pro exterior no fim do ano.

Dinheiro? Até tenho.. Mas... Há outras prioridades. Essa viagem do fim do ano é essencial pra minha profissão :(.

Fico com aquela esperança de pegar um show deles quando estiver lá fora.

beijos. :/

raquel. disse...

eu tive um master system com o alex kidd na memória, ele foi meu melhor amigo por muitos meses e tal.

vc vai mesmo, guria. toda vez que eu leio isso, vc dizendo que vai se mandar, eu sinto um otimismo, sabia? vai ser uma sacudida na tua vida absurda, uma coisa boa (mesmo que pra isso o radiohead fique pra mais tarde - porque vai ser só isso, "mais tarde"... true love waits TOTAL).

Letícia disse...

me dá um abraço! haha sério, eu te entendo.. aconteceu isso comigo com interpol. eu me preparei pro show desde qdo saiu no myspace, comprei o convite e deu errado. enfim, até hoje não superei direito o fato de ter perdido, mas eu sei que vc forte do que eu e vai superar.

мαяi мolιnα disse...

Nossa quem nunca quiz aquelas loiras e bonitas Barbies com seus vestidos ou um videogame, nossa jogar Mario, muiiito perfeito :D (criança grade)!
Mas te entendo, sempre com aquele impecilho... uma coisa que agenti até pode ter, mas com outra que impede :/
Boas dorte no seu show... ;)
BeiJos =**

Fernanda disse...

Oh meu bem, o que eu posso dizer? Que eu só fui ganhar a minha barbie com 10 anos? Que eu tbm não tive video game? Que eu tbm não vou no show deles? Talvez nada disso e nada que eu puder falar. Nem um abraço eu posso te dar. Então só me resta falar: que o seu coração sossegue.

Beijos

Quéroul disse...

mas mas mas mas... :(

ai, muito ruim isso. não tem nenhum vôo pra Cuiabá bem de madrugadinha, pra que vc possa sair do show (acabada), pegar o vôo (acabada) e chegar no seu trampo (acabada) com aquele atrasinho básico?

acabada, mas realizada.
torço prum milagre!

Caroline disse...

Nossa. Esse post me deu vontade de chorar. Isso porque entendo completamente. Radiohead também é a banda da minha vida.

Só posso pensar que a vida é uma merda imprevisível, uma montanha-russa que às vezes te dá toda a alegria do mundo e no momento seguinte te deixa no chão. E só posso te dizer que o único jeito é não deixar de acreditar que um dia os astros se ajeitam e a gente vai realizar nossos sonhos.

Sei lá, se deixar de acreditar, é pra deixar de viver logo de uma vezs. Você vai ver como ainda vai conseguir SIM ver um show do Radiohead ao vivo. Queria muito que fosse agora pra você também. Mas olha: vai que tá escrito (e se não for agora, vai ser depois).

guilherme disse...

Uma vez eu tive minha vida nas minhas mãos. E me disseram NÃO.

Durante um bom tempo eu não engoli isso.

Mas, eu continuo tentando, por mais que doa saber que quando eu mais precisei de um pequeno empurrão da vida, não tive (não é como ficar triste por ganhar na mega sena, mas por não ter só um pouquinho mais de sorte, ou alguém que te ajude).

Chora o que tiver que chorar, mas saiba que vai passar. A cicatriz fica, sempre.

Beijos

O Estranho Mundo de Laritta disse...

tu reclamou, e depois converteu em 'alegria' o fato de ser gorda e torta, amiga, tu precisava ser só um pouquinho manca e mais 5 dias no RJ tu ía no show!!
super sei o que vc sente, deixei de ver os 4 garotos que fizeram a minha infância (Backstreet boys) pq eu ESQUECI o dia do show. o planete onde eu estava nao tinha net ou calendário. grrrr

Beijos

Red Forman disse...

eu tenho duas vertentes de pensamento no caso de bandas q já vieram:
1 - vou ganhar muito dinheiro e ver o show no exterior
2 - tomara q a banda volte.

no seu caso ainda tem a esperança de dar.
espero q vc vá.
boa sorte.
=*

Patrícia disse...

Ok, kill me!...
SEI que você não colocou as coisas nesses termos, tanto é que está abrindo mão de algo muito importante (show do Radio) para ir p/ MT. Right.
Contudo, coloque as coisas numa perspectiva mais ampla, beeeem mais ampla... Até quando vc suportaria continuar morando aí, "desfrutando" do que o Rio oferece (inclusive Mega Shows), mas ouvindo injustiças cruéis, alusões maldosas à sua pessoa (por ter ficado desempregada durante um bom tempo), sem falar na liberdade/independência que é impossível ter morando com mãe/pai/marido/o caralho de asa!... À curto prazo a sua dor é excruciante, mas a médio (MÉDIO, não LONGO!) prazo seus ganhos (não me refiro apenas aos financeiros) serão mais do que muito compensadores. É puramente uma relação de perdas e ganhos, pode me chamar de fria, às vezes eu sou mesmo... RESPEITO (de verdade, Patrícia!) a sua dor e me coloco no seu lugar aos 20 e poucos anos perdendo o show da minha Banda querida... Eu tenho um jeito de escrever e uma idade que parece q tô querendo dar lição de moral, mas né isso, não, baby... Espero que vc consiga captar o tom carinhoso c/ que escrevo o que tá aqui...
Faça o seu luto (é, morremos várias vezes na vida, mortes psicológicas) mas que ele não dure muito: vc é jovem, bonita não perca muito tempo com a dor; mantenha o foco no que tá ganhando e tira o foco do que tá perdendo...
O Radio pode até não voltar ao Brasil, mas vc terá cacife, em breve, para assistir a um show deles em qualquer lugar do Planeta!
****
Só prá constar: Não te acho "garota mimada" como vc disse no início do post, embora tenha sacado que vc o disse em tom de ironia :)
Outra: A véia aqui tinha uma Susie (a Barbie old fashion!rsrsr), mas ganhei usada (e quase sem cabelos:( de uma prima rica...

Ana P. disse...

Você vai ganhar tanto, mas tanto dinheiro no MT, que sua dor no futuro não será de não ter ido no show no RJ ou em SP.

Será decidir se você vai assistir o show em Londres, Paris ou NY.

A vida, já diria Joseph Climber... é uma caixinha de surpresas, beibe.

Nâo se martirize.

Patricia C. disse...

Patrícia, entendi sim o que você quis dizer, não se preocupe. Acho que é justamente porque estou pensando a longo prazo, que estou indo pra Cuiabá. Claro que não tenho como fugir da tristeza. Não me incomodaria de ficar anos longe desse eixo de shows, por mais que fosse difícil por exemplo não ter visto madonna, elton john, mas não ver Radiohead DÓI mais que qualquer show. Enfim. True love waits.

Stella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Stella disse...

Olha só, te vi na lista de links no blog da Lya e resolvi comentar porque, na real, eu ainda tô na recusa de falar sobre o fato de eu não poder ir no show do Radiohead, porque tô esperando por isso há 11 anos e agora Murphy resolveu fazer contas e brincar com a minha felicidade. Já chorei tanto, tanto, TANTO por causa disso, e ao mesmo tempo é tão inacreditável, que tento não pensar.
Já vi algumas pessoas falando que não iriam ao show, mas todos se referiam a este como mais um show, um hype que perderiam. Tu foi a primeira que escreveu sobre isso como quem ama DE VERDADE a banda e fez com que eu me identificasse.
Claro que vais a um show do Radiohead, guria! E eu também vou! Acredito nisso, porque se não acreditar, eu piro. Não pode ser a última chance das nossas vidas! Não será. :)
Desculpa o comentário imenso, mas não deu pra segurar.
Beijos!