domingo, março 15, 2009

é o que eu tenho pra hoje

Eu estava com tanto medo antes de chegar aqui. E é um medo meio homeopático, porque ele não vai embora, é por etapas superadas (ou não, vai saber o que me aguarda). Hoje, por exemplo, antes de vir para Cuiabá, meu medo era não ter como carregar minhas malas sozinha, o taxista me cobrar uma fortuna e eu não conseguir achar a minha mala na esteira, guardo nem a minha cara, vou guardar como é uma mala?

Além, é claro, do medo mor, de abandonar tudo e voltar com o rabo entre as pernas. Medo esse que ainda permanece.

Eu chorando litros no aeroporto e o Diogo Portugal sentado do meu lado. Minha vida é uma comédia barata, não me canso de repetir.

Fiz conexão em Congonhas e encontrei o Daniel, ele me disse uma frase que está martelando na minha cabeça desde então:

Respira. É o que tem pra hoje.

E o que é a vida senão um respirar fundo, deitar na cama e pensar: "É, hoje tenho isso. Tenho que viver um dia de cada vez".

Então eu entrei no avião, dormi a viagem toda, fui a última a pegar a mala e vejam só, eram as minhas. Consegui pegar um carrinho para carregar as coisas. E o taxista cobrou o preço normal. O hotel é ótimo, tenho internet. Aliás, não entendo nada de wireless, então se pá nego está lá no outro quarto tendo acesso ao meu blog. É a vida. Brabeira mesmo eu só vou ter daqui a duas semanas quando eu for para Jiboia City. Por enquanto estou no lucro.

Cada vez que vou pegar alguma coisa na mala, me surpreendo com alguma coisa, como foi a minha mãe que arrumou, ela espalhou vários bilhetes sem eu saber. Tudo bem que ela me deu uma bíblia, mas é o amor que vale, me deu presente para abrir só na Páscoa, colocou papéis espalhados com orações para anjo da guarda. Enfim. A gente sofre mais quando ama.

Vou deitar agora e pensar "É o que eu tenho pra hoje".

25 comentários :

Nat disse...

Querida, muita força pra ti!

Acredito que sozinhos nós acabamos perdendo a um pouco das nossas energias pra enfrentar o mundo e as dificuldades que ele apresenta. Mas é apenas por meio delas que crescemos e aprendemos...

Fico feliz de ver que vc chegou bem. Mesmo com todos os contras de se ir para um lugar distante, a gente sempre se adapta. Espero que as condições se mostrem favoráveis pra vc lá em sua futura cidade.

Um grande abraço..

PS: Achei lindo o que sua mãe fez por vc...

Patrícia disse...

Ahhhh, Patrícia, que bom que correu td bem! Fiquei mentalizando/visualizando coisas muito boas p/ vc (nada a ver c/ O segredo Zzzzz rs) várias vezes por dia!
Que todo esse seu esforço seja premiado, cherie! Vc e sua mami merecem!
Parabéns por tanta coragem, e obrigada por, mesmo mega/ultra cansada de viagem, postar um texto p/ gente!
Bjs

ge disse...

vai dar tudo certo, patrícia.

não é fácil fazer essa escolha que você fez, mas vai pensando nisso mesmo...um dia de cada vez!

ge disse...

ahhh e depois me conta se é verdade que no mato grosso, quando você liga o chuveiro a água já evapora...hahaha

Ugly Betty disse...

Cara, força na peruca. Te admiro.

;*

Fernanda disse...

=]

Taynara disse...

Parece coisa de filme, se mudar para longe e encontrar bilhetes de quem ficou longe! Que fofo da sua mãe!!!!

Como vc disse no post abaixo: pensamento positivo. É isso e cabeça erguida!

Bjs,

Lívia disse...

Chega a ser curioso o tanto que me emociono com seus posts. É como se você fosse uma pessoa próxima, mesmo. Torço e admiro como se fosse uma amiga de décadas. :)

guilherme disse...

Acho que nunca recebi um conselho tão bom quanto esse.

Beijos!

Quéroul disse...

bem vinda ao forno na terra.
muito quente?

olha, divirta-se. é importante.
e muito fofa a sua mãe.
:)

Anne disse...

ó, viu? tá dando tudo certo. e vai dar cada vez mais. como nao tenho internet em casa, só to vendo hoje (no trabalho) q vc já foi. tudo de bom pra vc aí. VAI DAR TUDO CERTO. E vou pegar essa frase pra mim tb. "É o que tem pra hoje". =). Bjão!

Bree Van de Kamp disse...

Boa sorte, mudança sempre é dificil, mas com o tempo, fica pior ahahah bjs

Carolina disse...

Patricia, boa sorte na sua nova vida. Mudar dá medo, mas é bom!
Bjo

Barbarella disse...

Patrícia tudibom ...
também acho que conheço vc a anos...fiquei viciada no seu blog...lembrei muito de você esse
final de semana...pensei na sua viagem ...lembrei de quando fiz a
minha viagem...foi dificil...mas era o que eu tinha...
força...você vai ver ... vai dar tudo certo!!!
Beijos querida...
Sua mãe foi muito fofa mesmo!!!

Verônica disse...

eu sempre me emociono muito com o que você escreve. e torço por você, para que tudo mesmo corra bem, para que o pensamento positivo se torne realidade, enfim...
um abraço imenso e fique bem, mesmo que por um dia de cada vez.

raquel disse...

que bonitinho o lance dos bilhetes!

gata, o mais difícil vc já fez, que foi tomar a decisão de ir pro meio do país, entre uma jibóia e outra.

agora é viver um dia de cada vez! vida nova! é sempre bom esse momento, então aproveite muito! e qualquer coisa, MESMO, vc sabe que pode voltar. vc sabe.

um beijo!

Jullyane disse...

Boa sorte pra vc, Patrícia e espero que vc se surpreenda positivamente e as coisas aconteçam de uma forma muito melhor do que a que vc espera.

Sorte, sorte, sorte!!!

Beijos

may disse...

ah, que fofa sua mãe.

tou te achando tão desbravadora. lindo lindo. tudo de bom por aí.

Beatrix Kiddo! disse...

O estranho eh que eu nem te conhecia de verdade, eu não sabia qual era o seu lugar aqui nessa cidade, mas parece que vc foi embora da minha vida, mas nem, pq seu blog ainda tá vivo. Essa sensação eh tão estranha.


Boa sorte!

November disse...

Aproveita a oportunidade e se joga... tem muita gente que te ama e se preocupa com você... (veja os bilhetinhos espalhados e os comentários que têm aqui diariamente).. você tem tudo pra dar certo! Se depender da torcida vai muito longe!
Bjoo! e boa sorte!

btw..genial a frase do Respira. Só seguir. Por que é o que tem pra hoje!

Red Forman disse...

o Diogo é demais \o/
eu tenho uma foto ao lado dele.

e o q tem pra amanhã?
bjs, se cuida.

Nê! disse...

Menina!
A dias venho acompanhando seu blog! E confesso, a tempos não tenho crises de passar mal de tanto dar risada, vc escreve muito bem, eu consigo visualizar exatamente todas as cenas. Parabéns pelo talento, e desejo tudo de bom nessa sua nova empreitada.
=D

Doduti disse...

Desejo toda sorte do mundo pra vc, minha querida!

Sério mesmo. Torço por vc, minha alma gêmea =)

Beijo

Patrícia disse...

Vale assunto off-topic? Méo Deos, caráleo: cê acredita que revendo seus posts beeeem antigos li um sobre o Clodovil/Bichovil, li HOJE de manhã, ainda dei umas risadas pq concordo total que a bicha ERA arrogante p/ cacete... E agora há pouco uma notícia (às 16horas) que o Clodô faleceu, acabou de falecer em um hospital, vítima de AVC, aqui em Brasília... Coincidência, ou, como gostam os esotéricos, sincronicidade... Tô passada!...

très julie disse...

é incrível essa tendência de achar que tudo vai dar errado, mas no fim a vida esfrega na nossa cara que a gente é mesmo um bando de hienas hardy, porque tudo acaba se resolvendo, e pra que reclamar? (diga isso a mim, que tenho distimia, faz parte do meu show achar que as coisas vão dar errado)

e eu super lembrei de minha mãe me dizendo, quando eu e minha irmã fomos pra veneza, que assim que a gente descesse do trem, ia rolar um stress de brigar com os gondoleiros porque eles iam pegar nossas malas e sair andando pra nso obrogar a ir de gôndola (100 euros a viagem, gôndola é mega caro, mega cafona e deve mega balançar) e a gente ia ter que puxar a mala de volta de voltar e ir de vaporetto, e ia rolar toda uma discussão em português italiano aos gritos (e eu em pânico, não sei brigar, gente). claro que a gente desceu do trem com nossas malas, sem problema, sem ninguém tentando puxar elas de nós, tomamos o vaporetto calmamente, fomos pro hotel (vá lá que arrastar mala em chão de pedra não é legal, nesse ponto, se um gondoleiro tivesse levado pra lá, teria sido melhor), e eu super fiquei com a sensação de "ué, cadê? ninguém vai tentar me sacanear, e eu toda preparada psicologicamente pra brigar?".