quinta-feira, fevereiro 26, 2009

amai-vos uns aos outros

Não existe privacidade em vilas, disso eu sempre soube. É vizinho sabendo de tudo da vida, e nem digo sobre querer saber, é SABER de fato. O telefone toca, você atende e dá para escutar toda a conversa do outro lado da parede. Você briga dentro por telefone e nego ouve tudo. Se pá em um barraco qualquer do Alemão, eu teria mais privacidade.

Cena de ontem:

Vizinha Futriqueira: Você vai se mudar, né?

Eu: ... Humm, não sei ainda, quem te contou?

Vizinha Futriqueira: Ah, não lembro.

E desconversa.

Ah, não lembro = escutei a conversa, mas não posso admitir.


Outro dia a vizinha funkeira passou dos limites e aumentou o som acima do normal dela, dei um piti dentro de casa, porque estava com dor de cabeça, tinha acabado de perder meu gato: "ESSA PIRANHAAAAA, ESSA VAGABUUUUNDAAA!". Classe, elegância, aprendam comigo. No dia seguinte, ela passa por mim, rebola, hahahah, REBOLA, joga o cabelinho alisado (quem sou, né, mesmo?) e vai desfilando na minha frente. E gente, gordo NOTA quando é sacaneado, nítido que era uma zoação tipo "eu sou magra, wilza carla, EU SOU MAGRA". PI-RI-GUE-TE. E aquela minha cara de bocejo eterno, quase falei "quer o telefone da minha dermato pra curar suas perebas?".

O que é a convivência em sociedade. Acho digno, acho fraterno.

21 comentários :

Nessa disse...

Quando morava em sampa, tinha uma vizinha no andar de baixo que era um uóh! Trauma eterno de morar em prédio por causa dela! Na vila que eu morava antes o pessoal era mais a filosofia cada um na sua do que naquele condomínio... Só Jesus!

Chico Mouse disse...

É praticamente um Big Brother que rola aí na sua vila, né, filha? :P

Vota na funkeira pro paredão!!! hahahah!! o/

Anônimo disse...

por que toda gorda gosta de fazer drama???

.duas doses de desdém disse...

Bá, não faço idéia de como é viver em uma vila, flor...mas lá no interior onde meus pais moram todo mundo tb sabe da vida de todo mundo...deve ser a falta do que fazer!

beijos!!

Seu Amore disse...

Gente, cancela o Zorra Total. Seu blog me diverte muito mais!!!!
Vou ser demitido por isso.
Bjo!

Barbarella disse...

Oii...kkkkk
odeio vizinhos...detesto gente abelhuda e fofoqueira....
Manda a periguete se f....
bj e bom finds

Patrícia disse...

Patrícia, você é MUITO engraçada: "quer o telefone da minha dermato prá curar suas perebas?", morri de rir e me lembrei do blog minhapeleemelhorqueasua.
Bjos

Red Forman disse...

posts novoooooos!!!
q vizinha vaca.. manda ela pra cá pra alguém dar um jeito [créu] nela.

bjs

Tessa disse...

tinha uma época que meu predio virou reduto de locatários de uma religiao fanática qq... q infeeeeeeeeeeeerno... td domingo eles se reuniam p orar e eram aqueles gritos... sorte q conseguimos expulsar eles do prédio... deus tem bom ouvido... fala baixo, porra


bjs

Ana P. disse...

Eu odeio meus vizinhos. E acho que eles percebem isso de longe, pq minha cara de poucos amigos quando os vejo é tão grande, que nem aquele 'bom dia' cordial rola.

Eu odeio meus vizinhos.

Renatinha... disse...

Ah que vaca!!! Aff... aqui tem umas peças assim... dá vontade de dar um espelhinho de presente...

Tessa disse...

Fizemos um selinho para presentear os blogs que lemos e adoramos.

Pega ele em: http://4.bp.blogspot.com/_gPnXWkmrGQo/SacaM2pXZhI/AAAAAAAAAGk/ch-8WbIv80I/S1600-R/elaeles_adoram.jpg

Bjs,

Tessa.

guilherme disse...

Em prédio isso também acontece.

A VACA que mora embaixo do meu apartamento sabe da vida inteira do edifício.

Os filhos dela eram até simpáticos, tirando os barulhos incessantes, mas a mãe, jamais.

iaiá disse...

nunca ri tanto na minha vida ....
amei o blog!
bj

Jullyane disse...

Adoro seu humor negro! Vc tem talento, viu? Hahahaha!

O pior é a vizinha realmente se achando! Blerghhh!

Beijos

Fernanda disse...

É mais ou menos assim aqui no meu prédio.

Aninha disse...

Boaaaaaaa...paredão na funkeira!! Ah, meu anjo, onde moro não e diferente!rsrs...bem vinda ao clube...

Nathália disse...

Eu já fico bastante incomodada com o ouvido de mamãe de butuca nas minhas conversas... Imagine com vizinhos.

Força na peruca!

culatra disse...

Essa história da vizinha funkeira está meio confusa

bjomeliga disse...

Má que adianta ser magra, ser esbelta e não ter esse humor refinada?
Não vale nada nega, não vale na-da!

Alessandra disse...

O Blog Do Cascalho indica o Te Amo, Porra ao Prêmio Dardos.

Maiores informações: http://docascalho.blogspot.com/2009/02/este-blog-fuleiro-esta-participando-do.html