quinta-feira, dezembro 25, 2008

então é natal

Cara, que data cu.

Mesmo que eu não seja cristã, gente, visualize: estou eu no dia 25 de dezembro comemorando o nascimento de um cara (tão Xuxa, acho digno) que morreu aos 33 anos CRUCIFICADO.

Gente. Não dá. Não tem felicidade aqui. E sem aquele papo "blablabla ele é o salvador". Salvador de quê? O mundo está ótimo, salvou muita coisa, hein hahaha nem te conto.

Aí recebo presentes (que presentes? mas enfim. pelo menos essa é a ótica do natal) sendo que EU NÃO NASCI NO DIA 25 DE DEZEMBRO.

Como horrores. Tudo do bom e do melhor, sendo que aquele cara, trocentos séculos atrás, não tinha nada.

E claro que meu individualismo caga pra ele, afinal já morreu. O foda é ser uma data para as pessoas confraternizarem. Estou eu na minha casa comendo chester, tender, rabanada (AMO!), enquanto milhões passam fome. Meu individualismo mental não funciona aqui, só o físico, afinal não saio por aí no natal distribuindo comida. É tipo solidariedade de orkut, O que está havendo com o mundo?, O mundo precisa ser salvo, nego caga e vai pra shopping tomar sorvete.

Entra também a questão da hipocrisia. Nego se odeia o ano inteiro, mas no natal é só amor. Mas o que seria do mundo sem a hipocrisia? Então nem conto.

Graças ao menino Jesus (veio daí essa questão da menina Isabela e menina Elóa? fica a dúvida), adoro um parênteses, graças ao menino jesus, minha mãe hoje não sai de casa no natal.

Antigamente tinha as ceias com a família que se resumiam: meu pai bêbado, eu comendo e as pessoas falando "você está muito gorda" (hahaha verdade? poxa, não tinha reparado, me larga), minha tia mega depressiva porque meu tio tinha que sair antes da meia noite, minha mãe reclamando querendo ir pra casa, eu chorando dentro do ônibus na volta. FIM.

Ainda bem que não é mais assim? Hoje como e venho assistir CSI.

Feliz aniversário, Jesus. Sinto pela sua morte horrível, ninguém deveria ter uma morte daquelas, ainda mais quem transformava água em vinho.



Update: Minha mãe contando que o natal de 81 ela passou trêbada, vomitando em frente a tv, assistindo a missa do Galo. Que o João Paulo II se multiplicou na frente dela e dava cambalhotas. hahahaha salvou meu natal, gente. Fiquei até animadinha, adiós depresión.

11 comentários :

Sandro Aurélio disse...

Também não sou cristão. Passei meu natal todo, não trabalhando, dormir de tarde (caralho, quanto tempo não fazia isso!) e assisti 12 episódios de Friends (decidi ver a 1ª temporada completa)

Enfim, comi pra caralho tbm, que se foda, meu irmão chegou agora e eu vou falar com ele e sua namorada gostosa.

Beijos

Paulera disse...

sem querer pagar pau... mas já pagando.
falou muito bem da hipocrisia e do individualismo de orkut.

boas festas.
feliz ano novo.

Rafaela. disse...

Sandro Aurélio pegou pesado com a namorada do irmão kkkk'
Também não gosto de Natal, aqui em casa é muito chato, por isso resolvi rodar pela casa de conhecidos que moram perto! Fui batendo papo e bebendo na casa de todo mundo e só voltei em casa quando deu meia-noite! Acho que a gente vai ficando mais velho e vai parando de ganhar presente legal, aí o Natal fica logo uma chatice :D

Mesmo assim, Feliz Natal :D

Manuela disse...

Passei o Natal em casa, comendo chocolate, brigadeiro e Ruffles e vendo Buffy. Não tive que abraçar parentes que não gosto, não tive que suportar tio tarado passando a mão na minha bunda, não ouvi "Oh, como você cresceu!" (eu tenho meus 1,78m) ou "Meldels, tu engordou, hein?" (Não me diiiiga). Foi mágico e repetirei no próximo ano, apesar de até lá ter que trocar de seriado, já que estou na segunda temporada de Buffy... :D

E o pior de tudo nas festinhas familiares é que, aos 20 anos, ainda me dão champagne sem álcool. Iúct.

Já falei que pago pau pra ti, Dona Patricia?

Jon disse...

Melhor champagne sem alcool do que cidra (sidra?) cereser e namorado viajando.

MEUCU pro natal.

raquel disse...

é verdade! aqui em casa a família é pequena e meu natal esse ano teve um tom diferente, eu não condeno quem festeja mas também não acho que o exagero que certas pessoas façam em torno da data seja bacana, no fundo sabemos que o ser humano não pensa na data do jeito que deveria, coloca em primeiro lugar a correria por presentes e comilança em vez de querer estar junto dos que amamos!!! isso SIM vale mais do que o amigo oculto indesejado ou o tiozão MALA que a gente atura na ceia.

um beijo!

Quéroul disse...

o mais legal do natal é falar 'feliz natal' pra todo mundo, já que hoje todo mundo odeia a data.
passei o dia na net, enquanto a família comia em silêncio na sala. aliás, silêncio não, a TV tava ligada muito alta no filme do Tony Ramos e a Glória Pires...
natal em família é mais legal.

;)

Letícia disse...

eu concordo tbm. na minha família sempre fica um climão desgraçado. e este ano não foi diferente! eu fiquei mudinha neste natal, só fui pra comer mesmo. e só vim para agradar minha mãe, coitada! hahahaha gzuis se fodeu à toa. haha

Fernanda disse...

É apenas mais um dia.

Chico Mouse disse...

HAHAAHAUHAUHAHAHAHUAHAUHAUAHAHAUHAHAAHAHAHAHAAHAHUAHAUHAUHAUHAH!!!!

Queria ter escrito esse post.

* tô rindo ainda... hahahah

.duas doses de desdém - Gui disse...

kkkkkkkkkkkkkk dando cambalhotas? o papa? amei!

beijão!!