sábado, julho 12, 2008

a vergonha nunca passa

Fui reler os arquivos ao passar tudo pra cá. É tanta, mas é TANTA merda que eu escrevi. Coisas ultra idiotas, as vezes até deu saudade da inocência de algumas coisas. Tem um post onde eu estava muito puta com um professor que tinha sido irônico comigo, isso foi logo no início da faculdade (oops, 5 anos se passaram e ainda não me formei...). Cara, se hoje um professor me destrata ou é irônico eu cago pra ele, se duvidar ainda me auto sacaneio e deixo o professor com cara de cu. São valores que vão mudando. Teve post que eu ficava triste porque ninguém visitava o blog, hoje eu fico triste porque ninguém me come, e por aí vai.

Então, hoje, 12 de julho de 2008, contarei para daqui a 5 anos. E tenho certeza que terei vergonha por esse post também. A vida passa, queridos, e a maturidade nunca chega. Se pá chego aos 70... e 5 anos depois estou me condenando por alguma coisa. Se pá estou no leito da morte lamentando as flores não regadas do dia anterior, “tadinhas, vão morrer feito eu”.

Nenhum comentário :