quarta-feira, julho 23, 2008

Sou Alain Delon

Moro em uma rua tranqüila, de noite fica bem deserta. Toda vez que eu chego tarde me sinto livre para praticar um dos meus maiores hábitos: falar sozinha.

Daí que hoje eu estava passando, e tem um prédio com insulfilm e tal, obviamente esse prédio sempre esteve lá, só que hoje eu escutei um tossido. Pela primeira vez, nesses anos todos, percebi que há porteiros ali e que, escondidos pelo insulfilm, sempre me foram invisíveis.

E percebo também agora que eles sempre me viram falando horrores e gesticulando imensamente.

Provavelmente acham que sou louca.

Nenhum comentário :