sábado, julho 19, 2008

quero uma vida

Ando com um humor pééééssimo de uns dias pra cá. Meu mp3 não existe mais, e só eu sei como música me faz relaxar, em todos os momentos tensos da vida é só eu pegar meu fonezinho, deitar na cama, e pronto, 15 minutos depois a tensão se foi, por isso que não rola escutar música no som ou no computador, não é a mesma coisa, eu tenho todo um ritual. E meu café acabou, mas isso eu resolvo hoje mesmo, vou comprar porque nem pensar que vou passar o fim de semana a seco, sou capaz de matar uma pessoa. Aliás, falando em matar, eu acho que se não existisse música e nem café no mundo eu muito provavelmente seria uma assassina. Saca o Dexter? Então, eu.

Uma coisa que anda me irritanto muito são pessoas (leia-se minha família) perguntando quase todo o dia se o resultado da prova de Minas já saiu. Isso porque eu saí de lá dizendo "demora uns 2 meses" e no dia seguinte alguém já perguntou. Eu costumo sublimar esses resultados quando demoram muito, só uns três dias antes a ansiedade aparece, mas como posso sublimar se todo dia algum joselito lembra que tem um resultado para sair? E pior que ainda é inútil, a probabilidade de eu passar é mínima, minha nota não foi muito boa. Então já era para eu ter me conformado, partido para outra, não é? E quem disse que a família deixa?

Sabe aquele filme do Eddie Murphy que ele fazia um gordão e levava a namorada para conhecer a família dele? Gente, minha família é igual. Sendo que ainda tem a grande ironia de eu também ser obesa, embora minha família não seja. Todos fazem planos para a minha vida, na minha presença e sem nem ao menos perguntar se eu concordo. Todos abrem a minha vida como um livro aberto, contam meu planos, minhas conquistas e fracassos para qualquer um. Intimidade, que palavra é essa? Eu disse que ia fazer uma prova e tal, e todos já estão traçando planos sobre onde vou morar "ah, você vai ficar lá em casa!", "ah, não, minha casa é mais perto pra ela". PESSOAS, 1) o resultado ainda não saiu, 2) eu não vou passar, 3) se todas as pessoas na minha frente morrerem e eu for chamada, eu posso ir para outra cidade, Ipatinga é só UMA das cidades, 4) eu tenho 24 anos, não 12.

Adianta falar?
Não.

Meu café e meu mp3 de volta, pelo amor de deus.

Nenhum comentário :