sexta-feira, julho 25, 2008

hay que endurecer

Meu maior problema não é me livrar das fitas, é me livrar de um MEGA quadro do Che Guevara. É, eu tive um, botava na parede do quarto, dormia e acordava vendo o Che. Comprei no hipermercado Extra (adoro as ironias do destino).

Vou explicar para vocês como funciona o processo de se desmilitalizar. Primeiro que com 15 anos você engole qualquer discurso de esquerdoca:

"blablabla whiskas sachê, fora FHC e o FMI, blablabla, os banqueiros são ladrões da alma do povo, blablabla"

e pronto em 5 segundos ele já virou seu ídolo. Ele = qualquer pessoa semi-analfabeta que fale as coisas acima. Daí dois anos depois você já passa a questionar muitas coisas e se dá conta de que uma pessoa que fala "boicheviques" não merece tanto crédito assim. Um ano mais e você tira o quadro de Che da parede, se torna moderado, mas ainda guarda uma certa simpatia pelo passado, ainda acha Che um cara legal, o Hugo Chávez, imagina, não é o vilão que pintam... Então você guarda o quadro no armário, deixa ele lá, nem cogita jogar no lixo, pensa em dar para algum jovem sonhador como você foi um dia. Você entra pra faculdade, lê o mundo, freqüenta debates, evolui, aprende a rever todo o sistema de argumentação e principalmente, a botar em prática os questionamentos.

(só um adendo, há pessoas que não evoluem nunca e a faculdade inclusive é palco para as mesmas demonstrações de inteligência dos seus 15 anos, mas falo no geral sobre pessoas com discernimento sobre a vida, esqueçamos os militantes pós-18 anos de idade do pstu e pc do b).

Acaba que o quadro fica anos guardado e um belo dia você resolve arrumar seu armário e dá de cara com aquilo, uma aberração de um passado sombrio. Hoje, você já liberal, preza a democracia acima de tudo, uma economia bem estruturada, os direitos humanos (Hugo Chavez hoje já é merda pra você e o Fidel é tipos um dos maiores déspotas). Então, hoje, o que fazer com esse quadro?

Gente, sério, o que eu faço? Não tenho nenhuma sacola que caiba nele. Como vou colocar no lixo sem correr o risco de me verem com aquilo?

As fitas, cara, foda-se se pegarem, quem nunca teve filme de putaria em casa? Mas um quadro do Che é uma coisa assim... sem explicação.

Um comentário :

Anônimo disse...

minha tia tem 54 anos e tem quadro do che e do marx pendurados na sala, risos.