domingo, junho 15, 2008

Carne e unha, alma gêmea

19 horas foi o tempo que eu aguentei aquele fundo banheiro. Quer dizer, 19 horas se eu não levar em consideração que saí logo após o post de baixo e retornei agora. A minha vida tem dado uma clareada, eu queria que o fundo acompanhasse isso, mas algo ainda me remete àquela coisa dark, essa coisa do fundo ser escuro, mas quero reafirmar que meu espírito está clean.

(sou uma pessoa fútil e meu estado de espírito reflete no layout, e você que é feio?).


Fui pra Niterói hoje, óbvio que me perdi e fiquei feito uma idiota tentando achar a rua certa, daí passa um homem e pergunta "você quer ir para o Caio Martins?" e eu do alto da minha joselitagem só falto bater nele dizendo "querido, alou, claro que não, tá me achando com cara de loser?", isso porque eu pensava que ia ter algum jogo lá... quando passo pelo estádio, vejo uma fila gigante, e eu muito acho que era algum show gospel. Deu vontade de voltar e aí sim bater no homem, achar que eu sou botafoguense é uma ofensa, mas achar que eu sou evangélica é uma ofensa gravíssima.

Fui fazer uma prova e me colocaram perto da praia. Dava pra escutar todo o teste de som do palco na areia, parece que vai ter um show de graça do Fábio Junior hoje de noite. Agora eu sei como sofrem aquelas pessoas de Copacabana, nunca que eu ia optar por morar lá, é um inferno essa coisa de testar som.

Lembro que quando eu era pequena meu maior sonho era casar com o Fábio Jr., eu cheguei a perguntar para a minha mãe se ela deixava hahahaha "mãe, quando eu crescer você deixa eu me casar com ele?". Eu estava tão perto de onde ia ser o show, sabe que deu vontade de ver? mas não tinha companhia e vim embora. Agora estou em casa escutando músicas dele.

E se um grande prazeeeeer rola pelo aaaar

Mas alma gêmea é o hino mor.

Nenhum comentário :