quarta-feira, setembro 14, 2005

Almas mortas: alguém teve a idéia antes de mim

Ontem fui num sebo e passeando por ele encontrei um livro chamado Almas mortas, tive um sensação incrível de dejá vu, mas dá pra explicar o porquê, esse era simplesmente o título de um dos livros que escrevo, foi o primeiro livro que comecei a escrever, lá pelos meus 15 anos. Foi uma sensação bem estranha ver um livro intitulado Almas mortas, é como se eu o tivesse escrito e o livro já estivesse nas prateleiras de sebos e livrarias. O livro é do Nikolai Vassílievitch Gógol (foto), o mesmo que escreveu Taras Bulba, livro esse que eu tinha mas emprestei a algum filho da puta que não me devolveu. Aliás, comprei o tal livro só por causa do título mesmo, quero conhecer a mente do Gógol, que teve a mesma idéia que eu no ano de 1842, na Rússia, mas primeiro preciso terminar de ler Crime e castigo. Segundo as informações contidas no livro, Gógol tinha graves crises religiosas e se abandonou à morte por inanição no ano de 1852.

(Eu tenho graves crises sobre a existência de deus, mas acho que inanição não rola comigo, quem sabe o contrário? Abandono-me a morte explodindo de tanto comer, como Dona Redonda?)

Preciso agora pensar em outro nome para o meu livro. Ontem quando estava quase dormindo pensei em um nome que na hora achei maravilhoso, na hora disse "preciso levantar e anotar porque vou esquecer", como não levantei, esqueci o nome.