quinta-feira, agosto 26, 2004

Finalmente assisti Olga, não vi na estréia por causa da minha agenda atribulada (até parece!). Olga é bom, tem alguns defeitos graves de direção, mas nada que não seja superado. Não vou ficar falando do filme porque quem não viu irá boiar, mas falo de dois erros grotescos de direção: a falta de nexo nas passagens das cenas no início, e terem colocado a Olga meio que narrando o filme no começo. Mas do meio pro final o filme engrena e é muito bom. Nem preciso dizer que a atuação da Camila Morgado é estupenda, eu a considero a melhor atriz da geração atual. E ainda tem o fator hilário de terem colocado um Prestes bundão no filme, ainda bem que já morreu porque se estivesse vivo iria detestar.

Vou ter que ver o filme novamente (não será um sacrifício) por causa da invasão de adolescentes no cinema, fiquei com tanta raiva que nem consegui me emocionar direito. É sério, adolescente é uma m-e-r-d-a! Um bando deles, pois eles nunca estão sós ou em dupla, gente mal educada e que acha que abafa só porque grita e fala alto. Eu no meio do filme em lágrimas e uns patetas insistindo em fazer piadas (sem graça, óbvio). Foram ver o filme a pedido da escola, nossa como eu detesto pessoas de colégio estadual, mas não vou perder meu tempo falando mal dessa gente subordinada à Rosinha. E ainda tem as patys que ficam rindo e conversando durante toda a sessão. Por que será que elas gastam dinheiro para não-ver um filme? Por que não vão para um shopping? Mistério...