domingo, fevereiro 01, 2004

Pérolas do futebol

Não posso levar meu problema em boi-maria.
Felipe, Flamengo, querendo dizer "banho-maria"

O futebol, por si só, é muito difícil. E o difícil é sempre difícil.
Joel Santana, técnico

Já está tudo certo com o clube mexicano. Sempre que há uma proposta da Europa não podemos abrir mão.
Valdson,ex-zagueiro do Flamengo

O futebol do Rio é diferente dos "futebóis" de outros lugares.
Edílson, Flamengo

Fiquei rouco de tanto correr.
Wescley, Vasco

Fiquei feliz com a minha primeira estréia no Morumbi
Rafael Santos, Ponte Preta

Só podia ser mulher mesmo! O que foi que eu fiz, sua burra?
Luis Fabiano, São Paulo, para a árbitra que apitava o jogo

Entre brigar e bater pênalti, eu prefiro brigar.
Luis Fabiano, São Paulo

"Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde cristo nasceu"
Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72


"Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola"
Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo

"Clássico é clássico e vice-versa"
Jardel, ex-jogador de todos os times que você possa imaginar

"A partir de agora meu coração tem uma cor só: rubro-negro"
Fabão, zagueiro baiano, ao chegar para jogar no Flamengo

"O Sócrates é invendável, inegociável e imprestável"
Vicente Matheus, ao recusar a oferta dos franceses

Frase campeã de todos os tempos:
Estavam na concentração do Flamengo, Jamir e Fábio Baiano, quando o segundo lendo a revista CARAS, falou:
" - Pô Jamir, esse cara é muito rico mesmo. Olha a casa dele."
" - Você não conhece? Esse é o Abílio Diniz, dono do Pão de Açúcar "
Então o Fabio Baiano conclui:
"Não sabia que esses bondinhos davam tanto dinheiro!"