quinta-feira, novembro 20, 2003

Infância

Motivo pelo qual posso rir da minha prima de 25 anos


Motivo pelo qual a minha prima pode rir de mim


Estava me lembrando disso hoje: Carrosel e Menudos. A minha tia chegou a levar a minha prima para o show deles do Maracanã. Graças ao meu bom pai eu não peguei a febre dos Menudos, era muito criança na época. Mas fui da época da novela mexicana Carrosel, me lembro que perto de onde eu morava tinha uma casarão abandonado e eu e meus amigos tínhamos sérios planos de invadí-lo, porque a gente queria ser igual as crianças da novela. Pra quem não se lembra ou não pegou a fase de Carrosel, num dado momento da novela as crianças invadiram uma casa abandonada e passaram por várias aventuras. Inclusive, tinha também uma casa abandonada perto do colégio onde eu estudava, e um dia, eu e meus amigos do colégio, fomos até lá de mansinho... abrimos o portão e fomos andando de fininho, quase chegando na casa escutamos um barulho (provavelmente de algum mendigo), aí saímos correndo pondo por água abaixo nossos planos de nos transformarmos em heróis nacionais. Boa época essa, quando eu queria invadir uma casa abandonada para transformá-la em QG da salvação do mundo. Eu devia ter uns 6 ou 7 anos, e fico pensando se as crianças de hoje tem essa inocência. Acho que não, hoje em dia elas tem internet, não estou criticando, não sou aquele tipo de pessoa que fica ridicularizando a época dos outros. Mas, sei lá, hoje as crianças gostam de desenhos violentos ou então bem estranhos; eu gostava de chaves, caverna do dragão, jaspion, muitas pessoas acham ridículo, mas eu gosto até hoje, menos do jaspion que eu acho um horror além de não passar mais na Tv. Essa inocência do passado era divertida até no assunto sexualidade, eu já disse aqui no blog que eu nem sabia o que era aids, achava que a minha mãe era virgem... Hoje as crianças sabem de tudo, e isso é bom, mas a inocência de um garoto espiando a porta do banheiro da meninas ou então uma menina contando pra amiga que descobriu algo muito bom sem saber que aquilo significava masturbação, esse tipo de coisa eu acho que não existe mais. Hoje as crianças tem internet, onde você pode encontar qualquer informação e também qualquer tipo de sexo: grupal, anal, vaginal, animal, bizarro. No quesito informação essa geração sai ganhado de dez em mim, mas no quesito aproveitar a infância como criança, aí saem perdendo. Hoje criança não passa de adolescente em evolução.