quinta-feira, junho 12, 2014

Os mais gatos da copa 2014

VAI TER PIRIQUITA EM CHAMAS SIM

Aviso: Não consegui restringir essa lista em menos de 32 nomes. Quando se trata de piroca, fico confusa e não sei me controlar.

Repescagem dos esquecidos:

38. Kyle Beckerman (Eua)


37. Antoine Griezmann (França)


36. Antonio Mavuba (França)


35. Kevin Prince (Gana)


34. Panagiotis Kone (Grécia)


33.Karim Benzema (França)
Merecia ser esquecido na lista oficial? Jamais. Grande falha em
minha vida que prometo consertar na próxima copa.

LISTA OFICIAL:
32. Cristiano Ronaldo (Portugal)
Fica com a última posição, pois não sou obrigada a ver uma
sobrancelha mais bem desenhada que a minha

31. Juan Carlos García (Honduras)

30. Joel Matip (Camarões)

29. Gonzalo Higuaín (Argentina)

28. Miguel Veloso (Portugal)

27. Daniele de Rossi (Itália)

26. Marcelo (Brasil)
É marrento? Sim. Foi babaca preferindo o Barcelona à seleção? Sim.
É gostoso? Sim. Então ponto final

25. Nigel de Jong (Holanda)

24. Sergio Ramos (Espanha)

23. Graham Zusi (Eua)

22. Oliver Giroud (França)

21. Daniel Alves (Brasil)
Um homem de sunga branca a gente nunca esquece

20. Fabian Schaer (Suiça)

19. Dries Mertens (Bélgica)

18. Asmir Begovic (Bósnia-Herzegovina)

17. Sergio Aguero (Argentina)

16. Ezequiel Garay (Argentina)

15. Claudio Marchisio (Itália)

14. Valentin Stocker (Suiça)

13. Glen Johnson (Inglaterra)

12. James Rodríguez (Colômbia)

11. Neymar (Brasil)
Um nome para causar discórdia na lista. Apenas lamento por quem 
não consegue enxergar a sensualidade de um cafuçu adolescente. 

10. Xavi Alonso (Espanha)

09. Mario Balotelli (Itália)

08. Steven Gerrard (Inglaterra)

07. Hulk (Brasil)
A nossa verdadeira morena do tchan. A maior bunda que esse país já viu

06. Mauricio Pinilla (Chile)

05. Maty Ryan (Austrália)

04. Patrice Evra (França)

03. Orestis Karnezis (Grécia)

02. Mats Hummels (Alemanha)

01. Didier Drogba (Costa do Marfim)


quinta-feira, maio 29, 2014

usando kwell pra ontem

Gente, e duas loucas hoje que me pegaram pra cristo na Uerj?

A primeira, logo na entrada, uma idosa. E daí eu realmente penso se, quando eu chegar na terceira idade, também ficarei falando sozinha (já faço isso) olhando para os lados na esperança de que alguém olhe para mim, caso positivo, pego o braço do infeliz e começo a contar sobre todos os gatos que já tive na minha. Minha filha, você não faz ideia de como o Fidel me faz falta, embora fosse arisquíssimo. E o Zico, menina? Gato mais fofo e carinhoso do mundo. Saudades do meu primeiro gato, o Mingau. E etc. Idosa fez a mesma coisa comigo, na primeira oportunidade em que ela olhou pro céu (escutou o barulho de um santo pássaro), desviei o caminho e fui embora correndo.

A outra louca foi no elevador. Começou falando coisas esquisitas, mas até aí beleza. Sorri, porque apesar da fama de escrota, não consigo ignorar os outros. A louca continuava a falar e eu super sem graça, pego e coço meu cabelo. 

PRA QUÊ.

Louca para de falar. Pega um lenço na bolsa e, com o semblante preocupadíssimo, diz:

- Ainda bem que eu trouxe meu lenço de cabelo, não quero pegar piolho na Uerj.

Fim.

terça-feira, maio 20, 2014

bianca del rio

Melhor temporada da história de RuPaul's Drag Race. Melhor drag do mundo. Nunca houve uma mulher como Bianca.

Se apaixone você também:











sábado, maio 17, 2014

20/03/2009

Eu poderia sem sombras de dúvidas fazer um top 10 dos dias mais tristes da minha vida. E com certeza, aquele show do Radiohead na apoteose está entre eles. Aquele show que eu não fui. Aquele show cujo ingresso foi comprado com meses de antecedência, mas na hora não deu pra mim porque a vida botou no meu cu. Fiquei em um hotel em Cuiabá chorando por cada minuto de felicidade tirado de mim.

De lá pra cá, desculpa Thom Yorke, desculpa Brasil, mas não consegui mais ouvir a banda da mesma forma. Porque me remetia aquele dia, o tal dia do TOP 10 mais tristes da vida. Representava de uma certa forma aquele sentimento eu nunca vou conseguir nada. Da Barbie, do Alex Kidd etc. Eles nem estão na playlist do iphone. Evito ao máximo porque é uma coisa dementadora mesmo. Escutar Radiohead é relembrar aquele dia.

Então, hoje eu assisti o último episódio da terceira temporada de Person of Interest. E o episódio termina com Exit Music, apenas a minha música preferida deles. Meu seriado favorito com a minha música favorita da minha banda favorita. E aí eu não tinha como desligar, eu precisa ver o final. E vem o discurso da Root, de esperança, de tentar mais uma vez e tal. E terminou comigo, aos prantos, repassando a minha vida de 2009 para cá e nossa, como o pior já passou. E de repente eu posso voltar a escutar Radiohead sem esse sentimento necessariamente negativo porque o pior já passou.

Devo isso ao seriado. Nessa terceira temporada pesadíssima em que perdemos um grande amor, fomos no fundo do poço com Reese e voltamos por Finch, nos apaixonamos pela vilã em busca da redenção e aprendemos a perdoar. O discurso é esse mesmo.

Hope.

Obrigada, Person of Interest.

Quem não assiste, comece a ver pra ontem, porque até trauma essa galera cura.

domingo, maio 11, 2014

zezão causando constragimento após 2 séculos

Preciso fazer um trabalho da faculdade relacionando duas obras:

1) As vítimas algozes, do Joaquim Manuel de Macedo
e
2) Cartas a favor da escravidão, do José de Alencar.

Isso mesmo, amiguinhos. Cartas A FAVOR da escravidão. O Mein Kampf brasileiro. Zezão era escravocrata e escreveu diversos artigos, publicados em jornais, defendendo a escravidão.

Já tinha o vítimas algozes e fui pra Saraiva tentar comprar o cartas e mais outros livros. Chamei o atendente e fui dando os nomes, por fim peço o do Alencar.

"Procura por José de Alencar + escravidão", eu disse.

E pá.

Na tela, em letras garrafais:


CARTAS A FAVOR DA ESCRAVIDÃO.


A.cara.do.atendente. Impagável.

- É sério, senhora?

E para explicar que se tratava de um trabalho da faculdade e tal?

Tentei sem sucesso e saí de lá com o atendente puto comigo.

:(
- Sou racista, mas quem leva a fama é você kkkk

quarta-feira, maio 07, 2014

o fim de liminha e a ascensão de marcelo d2

Vou contar para vocês a minha mais nova obsessão. O cara de francês que eu apelidei de Marcelo D2.

Antes preciso falar sobre o fim do Liminha. "Mas Patricia, por que você não fala mais dele aqui no blog?". Porque ele apenas está preso no primeiro período até hoje. Reprova todas as matérias e não dou mais 2 períodos para ele abandonar de vez, quando a faculdade bloqueará a bolsa dele.

Enfim. Agora vamos ao que interessa.

D2.

Conheci num dia de bar quando uma amiga em comum o chamou de outra mesa. Isso era em dia de semana, eu trabalhava no dia seguinte e apenas escuto "Brou, vamos na praia amanhã?". Ignorei. E super entendo isso vindo de quem tem 18 anos, mas Marcelo D2 aparentava bem mais. Fiquei quieta. Vida que segue.

No outro dia de bar, D2 também foi. Ficamos lá até as 3 da manhã, na volta eu falo pra minha amiga "se quiser dormir lá em casa, sem problemas". E D2, sem bom senso algum, diz "opa, eu também quero".


HAHAHAHAHAHAHAHAH


Gato, não. Nem te conheço. Disse isso da forma mais educada possível, minha amiga percebeu, riu e desistiu de dormir na minha casa para não ter que levar o mala. Deixei os dois no ponto de ônibus ao me certificar de que havia ônibus ainda para eles. Me despeço e o D2:

- Que isso, gata, não vou dormir na sua casa?

Não, não vai.


É aí que você, caro leitor, irá dizer: "Ai, Patricia, você podia ter aproveitado uma trepada".

Deixa eu contar uma coisa pra vocês, talvez não tenha ficado claro em posts anteriores. Eu odeio maconheiro. Então, não.

Apenas me limitei a dizer "tem ônibus pra vocês dois, não tem necessidade de ninguém dormir na minha casa" e fui embora.


Nos corredores da faculdade, fujo dele como o diabo foge da cruz.

Mas o ápice de tudo é o facebook. Todo dia cria um tópico desnecessário. Outro dia o tópico era:

"Eu sinto que a energia do andar não tá legal, bora organizar um saralzinho? Amanhã cada um leva seu violão".

Minha reação:


E aí, você pensa: nossa, mas é só um jovem querendo curtir a vida, deixa de ser implicante, Patricia.

D2 tem 29 anos, não trabalha e vive com os pais.

Sem mais para o momento.